O Sexo Feminino em campanha pela emancipação da mulher

Autores

  • Cecília Vieira Nascimento Universidade Federal de Minas Gerais
  • Bernardo J. Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Imprensa Feminina. O Sexo Feminino. Direitos da Mulher. Trabalho Feminino. Acesso à Ciência

Resumo

A despeito do movimento histórico de padronização do comportamento feminino circunscrito ao espaço doméstico, levado a cabo em meados do século XIX, alguns esforços no sentido de promoção do desenvolvimento das potencialidades da mulher, dentro e fora do âmbito familiar, podem ser detectados na imprensa da época. Neste artigo descrevemos o posicionamento do semanário O Sexo Feminino (1873-74), da cidade de Campanha, Minas Gerais, frente ao papel da mulher nas questões políticas, culturais e educacionais, e analisamos algumas de suas estratégias discursivas.

Abstract

Despite the 19th century historical tendency to restrict women’s life to the domestic sphere, some efforts for the empowerment of women could be seen in the press of the period. In this paper we focus on the weekly newspaper O Sexo Feminino, published in Campanha (a rural village of the Brazilian state of Minas Gerais) during 1873-74 and we analyse its discourse concerning the feminist perspective on political, cultural and educational issues.

Key Words: Feminist-Press. O Sexo Feminino. Woman’s Right. Woman’s Work, Popularization of Science

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cecília Vieira Nascimento, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Pedagogia (2001) pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado (2004) e doutorado em Educação (2011) pela mesma Universidade. É Professora do Núcleo Básico do Centro Pedagógico da UFMG. Atua na área de Educação, principalmente nos seguintes temas: educação infantil, alfabetização, imprensa feminina, gênero e magistério, trajetórias de professoras

Referências

ALONSO, A. Idéias em Movimento: a geração 1870 na crise do BrasilImpério.

São Paulo, Paz e Terra, 2002.

ALVES, B. M. Ideologia e feminismo: a luta pelo voto no Brasil.

Petrópolis, Vozes, 1980.

BENSALDE-VINCENT, Bernardette; RASMUSSEN, A. (eds.) La Science Populaire dans la Presse et L’edition: XIXe et XXe Siècles. Paris, CNRS, 1997.

BRESCIANI. Maria Stella Martins. O Anjo da Casa. História e Perspectiva.

Uberlândia, v.07,p.191-223, jul./dez, 1992.

COSTA, Jurandir Freire. Ordem Médica e Norma Familiar. Rio de Janeiro, Graal, 1989.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. 2ª ed. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 1994.

HAHNER, June Edith. Emancipação do Sexo Feminino: a luta pelos direitos da mulher no Brasil. 1850-1940. Florianópolis/Santa Cruz do Sul, Ed. Mulheres/EDUNISC, 2003.

MATOS, Sônia Missagia de. Repensando Gênero. In: AUAD, Sylvia M. A.

V. Mulher – cinco séculos de desenvolvimento na América. Belo Horizonte, Federação Internacional de Mulheres da Carreira Jurídica, CREZ-MG/Centro Universitário Newton Paiva-IA/MG, 1999.

MOLIÈRE. Preciosas Ridículas. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1957.

NIZZA SILVA, Maria Beatriz. Cultura e Sociedade no Rio de Janeiro (1808 – 1821). São Paulo/Brasília, Ed. Nacional/INL, 1977.

PALLARES-BURKE, Maria Lúcia. A imprensa periódica como uma empresa educativa no século XIX. Caderno de Pesquisa, nº 104, Faculdade de Educação/USP, jul. 1998, pp.144-161.

PERROT, Michelle. Mulheres Públicas. São Paulo, Editora UNESP, 1998.

SOIHET, Rachel. História, Mulheres, Gênero: contribuições para um debate. In: AGUIAR, Neuma. (org.) Gênero e Ciências Humanas: desafio às ciências desde a perspectiva das mulheres. Rio de Janeiro, Record/Rosa dos Tempos, 1997 TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil.

São Paulo, Brasiliense, 1993.

VALLADÃO, Alfredo. Campanha da Princesa. Rio de Janeiro, Leuzinger, 1947, Vol. IV.

VEIGA, Cynthia Greive. Infância e modernidade: ações, saberes e sujeitos. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes de. (org.) A infância e sua educação, materiais, práticas e representações. Belo Horizonte, Autêntica, 2004, pp.35-82.

Downloads

Publicado

2016-04-07

Como Citar

Nascimento, C. V., & Oliveira, B. J. (2016). O Sexo Feminino em campanha pela emancipação da mulher. Cadernos Pagu, (29), 429–457. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644835