Sobre armadilhas e cascas de banana: uma análise crítica da administração de Justiça em temas associados aos Direitos Humanos

  • Marina Pereira Pires Oliveira Secretaria Nacional de Justiça

Resumo

Com base no inteiro teor de sentenças condenatórias de tráfico de pessoas no Brasil, concedidas entre 2003 e o início de 2008, com base nos artigos 231 e 231-A do Código Penal, o artigo analisa o tratamento dado pelo Sistema de Justiça ao tema. A análise busca comparar o conceito internacional, consagrado na definição dada pelo Protocolo Adicional à Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional relativo à Prevenção, Repressão e Punição do Tráfico de Pessoas, em especial Mulheres e crianças, mais conhecido como Protocolo de Palermo, à idéia contida na normativa nacional. O objetivo maior da análise é buscar responder se é possível transformar grandes temas de Direitos Humanos em políticas públicas que efetivamente respondam aos interesses daqueles que pretendem proteger.

Abstract

Based on the full text of condemnatory sentences for human trafficking, issued by Brazilian courts between 2003 and the beginning of 2008, for articles 231 and 231-A of the national Penal Code, the article analyzes how the theme is seen by the Justice System. The analysis strives to compare the international concept contained in the definition of the United Nations Additional Protocol to the Convention Against Transnational Organized Crime to Prevent, Supress and Punish Human Trafficking, specially of women and children, better known as the Palermo Protocol, with the ideas contained in the national law. The greater objective of the analysis is to answer if it is possible to transform great themes of Human Rights into public policy that effectively responds to the interest of those groups they aim to protect.

Key Words: Human Rights, Human Trafficking, Prostitution, Justice, Palermo Protocol

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Pereira Pires Oliveira, Secretaria Nacional de Justiça
É Jornalista especializada em direitos humanos e minorias. Trabalhou com o enfrentamento ao tráfico de pessoas no Ministério da Justiça e no Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime. Desde 2008, é assessora especial da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

Referências

AGUSTIN, Laura. Sex at the Margins, Migration, Labor Markets and the Rescue Industry. London/New York, Zed Books, 2007.

ANDERSON, Bridget & O’CONNELL DAVIDSON, Julia. Trafficking, a demand –led problem? A multy-country pilot study. Part 1 “Review of evidence and debates”, Save the Children, 2004.

http://www.jagori.org/ research_dst.htm.

AUSSERER, Caroline. Controle em nome da proteção: Análise crítica dos discursos sobre o tráfico internacional de pessoas. Dissertação de Mestrado, Relações Internacionais, PUC-RJ, 2007.

BARRY, Kathleen. Prostitution of sexuality: a cause for new international human rights. Journal of Loss and Trauma (2:1), 1997, pp.27-48.

FONSECA, Cláudia. A dupla carreira da mulher prostituta. Revista Estudos Feministas, n° 1, 1996, pp.7-33.

PISCITELLI, Adriana. Sujeição ou subversão? Migrantes brasileiras na indústria do sexo na Espanha. Histórias e Perspectivas (35), Universidade Federal de Uberlândia/UFU, 2006(a).

__________. Antropologia, direitos humanos e o debate sobre tráfico de pessoas com fins de exploração sexual. Anais da 25ª Reunião da Associação Brasileira de Antropologia, Goiânia, CD, 2006 (b).

Publicado
2016-04-11
Como Citar
Oliveira, M. P. P. (2016). Sobre armadilhas e cascas de banana: uma análise crítica da administração de Justiça em temas associados aos Direitos Humanos. Cadernos Pagu, (31), 125-149. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644875
Seção
Dossiê