Banner Portal
Mulheres e moda em São Paulo: das vitrines iluminadas às sombrias salas de costura
Remoto

Como Citar

SIMIONI, Ana Paula Cavalcanti. Mulheres e moda em São Paulo: das vitrines iluminadas às sombrias salas de costura. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 31, p. 565–572, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644894. Acesso em: 24 jun. 2024.

Resumo

O fenômeno da moda, ainda que amplamente presente em nosso cotidiano, por vezes é considerado como um tema “menor” quando se trata de tomá-lo como objeto de estudos. A publicação de dois livros durante o ano de 2007 – Moda e sociabilidade. Mulheres e consumo na São Paulo dos anos 1920 e Fazer roupa virou moda: um figurino de ocupação da mulher, em sua origem duas teses acadêmicas – é a prova de uma paulatina transformação na compreensão do estatuto heurístico da moda: de um objeto fútil torna-se um prisma privilegiado para compreender variadas práticas de distinção nas sociedades contemporâneas.
Remoto

Downloads

Não há dados estatísticos.