Banner Portal
As bordadeiras de Ibitinga: trabalho a domicílio e prática sindical
Remoto

Palavras-chave

Sindicato. Trabalho a Domicílio. Bordadeiras. Trabalho Registrado

Como Citar

LEITE, Marcia de Paula. As bordadeiras de Ibitinga: trabalho a domicílio e prática sindical. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 32, p. 183–214, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644906. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

Este texto analisa a história das trabalhadoras do bordado de Ibitinga, cidade do interior do estado de São Paulo conhecida pela beleza de seus produtos, especialmente os da linha de cama e mesa. A partir de uma visão histórica, ele recupera a disseminação da indústria da confecção e do bordado na cidade, destacando o papel do sindicato na luta pela melhoria das condições de trabalho e, notadamente, pelo registro das trabalhadoras. O estudo enfatiza a importância dessas lutas na diminuição do trabalho a domicílio, bem como para a legalização das indústrias, a qual esteve na raiz do crescimento do setor nos últimos anos.

Abstract

This paper analyses the history of women embroiderers from Ibitinga, a small town in the state of São Paulo, which is known by the beauty of its needlework. It recreates, from a historical perspective, the diffusion of the embroidery industry in the town, emphasizing the struggle of the worker‟s union to improve labor conditions and register workers at the Ministry of Labor. The study emphasizes the importance of worker‟s organization to decrease homework, as well as to legalize the industries, a process that lies at the roots of its vigorous growth during recent years.

Key Words: Union, Homework, Embroiderers, Legalized Work.

Remoto

Referências

ABRAMO, Laís. Um olhar de gênero: visibilizando a precarização ao longo das cadeias produtivas. In: ABRAMO, Laís e ABREU, Alice. (orgs.) Gênero e trabalho na sociologia Latino-Americana. São Paulo/Rio de Janeiro, ALAST, 1998, pp.39-61.

__________. A inserção da mulher no mercado de trabalho: Uma força de trabalho secundária? Tese de doutorado, São Paulo, Sociologia, USP, 2007.

ABREU, Alice. O avesso da moda: trabalho a domicílio na indústria de confecção. São Paulo, Hucitec, 1986.

__________ e SORJ, Bila. Subcontratação e relações de gênero na indústria de confecção. In: ABREU, Alice e PESSANHA, Elina. (orgs.) O trabalhador carioca: estudos sobre trabalhadores urbanos no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, JC Editora, 1994, pp.139-153.

AMORIM, Elaine. O trabalho feminino no novo paradigma produtivo: uma análise das trabalhadoras das indústrias têxteis e do vestuário de Campinas e Americana. Relatório de Pesquisa, Fapesp, 1999.

__________. No limite da precarização? Terceirização e trabalho feminino na indústria de confecção. Dissertação de Mestrado, Campinas-SP, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Unicamp, 2003.

__________ e ARAÚJO, Ângela. Redes de subcontratação e trabalho a domicílio na indústria de confecção: um estudo na região de Campinas. Cadernos Pagu (17-18), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu/Unicamp, 2002, pp.267-310.

ARAÚJO, Ângela. Os sentidos do trabalho da mulher no contexto da reestruturação produtiva. XV International Congress on Women’s Health Issues. São Pedro-SP, 7 a 11 de novembro de 2004.

__________ e AMORIM, Elaine. Redes de subcontratação e trabalho a domicílio na indústria de confecção: um estudo na região de Campinas. XXIV Encontro Anual da ANPOCS, Caxambu-MG, 2000.

BRUSCHINI, Cristina e LOMBARDI, Maria Rosa. Trabalho e gênero no Brasil nos últimos dez anos. Seminário Internacional Gênero e T BUFELLI et alii. A atuação das relações públicas modificando a realidade trabalhista e social de uma categoria profissional. Trabalho de Conclusão de Curso, Departamento de Comunicação Social, Universidade de Bauru, 1987.

FIESP. O arranjo produtivo de enxovais bordados de cama, mesa e banho de Ibitinga, junho de 2006.

LEITE, Marcia. Tecendo a precarização: Trabalho a domicílio e estratégias sindicais na indústria de confecção em São Paulo. Revista Trabalho, Educação e Saúde vol. 2 (1), março de 2004, pp.57-93.

MARUANI, Margaret e HIRATA, Helena. As novas fronteiras da desigualdade. Homens e mulheres no mercado de trabalho, São Paulo, Editora Senac, 2003.

NUNES Filho, Geraldo. Vida, trabalho e saúde: costureiras a domicílio.

Tese de Doutorado, São Paulo, Faculdade de Saúde Pública/USP, 2002.

SAWAIA, Bader. Ibitinga - suas práticas e representações sociais.

Dissertação de mestrado, São Paulo, PUC, 1979.rabalho, São Paulo e Rio de Janeiro, 8 a 12 de abril de 2007.

Downloads

Não há dados estatísticos.