O que faz um homem? Relendo Naven e The Gender of the Gift

  • David Lipset University of Minnesota
Palavras-chave: Gregory Bateson. Construtivismo. Feminismo. Gênero. Masculinidade. Melanésia. Marilyn Strathern

Resumo

Proponho neste ensaio que o conceito de masculinidade pioneiramente desenvolvido em Naven, de Gregory Bateson, sua monografia de 1936 a respeito do ritual e da sociedade entre os Iatmul, povo da Nova Guiné, foi o momento original da posição construtivista que se tornou predominante, não apenas nos estudos sobre masculinidade na Melanésia em particular, mas também nos estudos sobre masculinidade em geral. Minha proposta, no entanto, faz ainda uma outra afirmação definitiva: a visão antecipada de gênero de Bateson não atingiu a maturidade teórica nos estudos sobre a masculinidade, seja nos estudos da área, seja definidos de maneira mais ampla, até 50 anos depois, quando recebeu um novo tratamento por Marilyn Strathern em The Gender of the Gift (1988).

Abstract

In this essay, I argue that the concept of masculinity that was first developed in Bateson’s Naven, his 1936 monograph about ritual and society among the Iatmul, a New Guinea people, was an originary moment for the constructivist position that has come to hold sway, not only over masculinity studies in Melanesia in specific, but over masculinity studies in general. My thesis, however, advances a more definite claim: Bateson’s prescient view of gender did not come to theoretical maturity in masculinity studies, either areally, or more broadly defined, for another 50 years, when it was given new articulation by Marilyn Strathern in The Gender of the Gift (1988).

Key Words: Gregory Bateson, Constructivism, Feminism, Gender, Masculinity, Melanesia, Marilyn Strathern

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-11
Como Citar
Lipset, D. (2016). O que faz um homem? Relendo Naven e The Gender of the Gift. Cadernos Pagu, (33), 57-81. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644921
Seção
Artigos