Apresentação

Autores

  • Mariza Corrêa Universidade Estadual de Campinas

Resumo

A violência conjugal tem ocupado quase todo o espaço da discussão sobre violência contra a mulher nas nossas pesquisas, desde as Delegacias da Mulher até a lei Maria da Penha – no entanto, há vários outros tipos de violência, quase estruturais, às quais faríamos bem em prestar atenção. E é essa mudança de perspectiva que estamos querendo acompanhar aqui – como outros olhares sobre essa violência mostram outras faces. Os textos deste dossiê evocam, então, algumas dessas facetas – violações no Peru, mutilação genital entre um grupo de indígenas da Colômbia, estupros na Bósnia, vítimas da violência policial no Rio de Janeiro ou nas penitenciárias paulistanas – além de uma discussão bem informada sobre femicídio, noção agora em voga em alguns países da América Latina que merece atenção, mesmo que seja um termo que ainda não entrou no nosso vocabulário. São atos de violência de certo modo mais fáceis de documentar – os mais sutis ainda aguardam cronistas que não sejam os literatos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariza Corrêa, Universidade Estadual de Campinas

foi professora do Departamento de Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp durante trinta anos e atualmente é pesquisadora do Pagu/Núcleo de Estudos de Gênero da mesma universidade, no qual coordena um Projeto Temático da Fapesp sobre gênero e corporalidade. Integra o corpo docente da Área de Gênero no Programa de Doutorado em Ciências Sociais da Unicamp. Bolsista do CNPq. Ex-presidente da Associação Brasileira de Antropologia.

Downloads

Publicado

2016-04-14

Como Citar

CORRÊA, M. Apresentação. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 37, p. 7–8, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8645005. Acesso em: 26 nov. 2021.

Edição

Seção

Apresentação