Percepções sobre o papel do Estado, trabalho produtivo e trabalho reprodutivo: uma análise do Rio de Janeiro

  • Moema de Castro Guedes Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Gênero, Trabalho, Instituições de cuidado.

Resumo

Este trabalho analisa, a partir de um survey aplicado a todo o estado do Rio de Janeiro de forma amostral, as percepções e representações de homens e mulheres acerca do trabalho produtivo e do trabalho reprodutivo em nossa sociedade. Para tanto, o questionário retoma algumas questões já exploradas e analisadas em pesquisa anterior, desenvolvida em 2003, e introduz novas variáveis. Os resultados em questão oferecem um rico panorama que pode ser analisado de forma articulada a outras fontes de dados do IBGE a fim de delinear o processo de desconstrução das tradicionais identidades de gênero. Nesse sentido, as percepções acerca dos papéis da família, Estado e mercado nos possíveis arranjos em discussão variam enormemente dependendo do perfil do respondente. Em linhas gerais se destaca o fato de variáveis historicamente importantes como a escolaridade terem modificado seu peso frente a uma complexificação das dinâmicas em curso no período recente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moema de Castro Guedes, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisa Social pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas (2004) e doutorado em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas (2009). Atualmente é Professora Adjunta do departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), integra o Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) da mesma universidade. Tem experiência na área de Sociologia e Estudos Populacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: relações de gênero, trabalho, família e metodologia de pesquisa.

Referências

ARAUJO, Clara; SCALON, Celi. Percepções e atitudes de mulheres e homens sobre a conciliação entre família e trabalho pago no Brasil. In: ARAUJO, Clara; SCALON, Celi. (orgs). Gênero, Família e Trabalho no Brasil. Rio de Janeiro, Editora FGV, 2005, pp.15-78.

BRUSCHINI, Cristina. Trabalho e gênero no Brasil nos últimos dez anos. Cadernos de Pesquisa vol. 37, nº 132, set/dez 2007, pp.537-572.

DEDECCA, Claudio et al. Ocupação e tempo de trabalho. In: XVI Encontro Nacional de Estudos Populacionais ABEP, 2008, Caxambu. Anais... Belo Horizonte, Abep, 2008.

GUEDES, Moema de Castro. Heterogeneização da mão-de-obra feminina: o que mudou no período recente? Revista Gênero, Niterói, vol. 15, nº 2, 2015, pp.139-154.

HIRATA, Helena. Emprego, responsabilidades familiares e obstáculos sócio-culturais à igualdade de gênero na economia. Revista do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, Brasília, SPM, vol.1, 2010.

IPEA - Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas, Secretaria de Políticas para MulheresSPM, ONU Mulheres e Secretaria de Políticas para a Igualdade RacialSEPPIR. Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça. 4ª Ed., Brasília, 2011.

KERGOAT, Danièle. Divisão sexual do trabalho e relações sociais de sexo. (verbete). In: HIRATA, Helena et alii (orgs). Dicionário crítico do feminismo. São Paulo, Editora UNESP, 2009, pp.67-75.

LEITÃO, Juliana; CAMARANO, Ana Amélia. Transições para a vida adulta: os jovens da região metropolitana do Rio de Janeiro. In: XV Encontro Nacional de Estudos Populacionais ABEP, 2006, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte, Abep, 2006, 21 páginas.

MELO, Hildete Pereira de; CASTILHO, Marta. Trabalho Reprodutivo no Brasil: Quem faz? In: XVI Encontro Nacional de Estudos Populacionais ABEP, 2008, Caxambu, MG. Anais... XVI Encontro

Nacional de Estudos Populacionais ABEP, 2008.

SORJ, Bila. Percepções sobre esferas separadas de gênero. In: SORJ, Bila (org.). Gênero, Família e Trabalho no Brasil. Rio de Janeiro, Editora FGV, 2005, pp.79-88.

SORJ, Bila. Legislação trabalhista, políticas públicas e igualdade de gênero. In: SORJ, Bila; YANNOULAS, Silvia C. (orgs) Perspectivas e Críticas feministas sobre as reformas trabalhista e sindical. Brasília, CFEMEA, 2006, pp.12-22.

THERBORN, Gorah. Sexo e Poder: a família no mundo 1900 -2000. Trad. Elisabete Doria Bilac. São Paulo, Contexto, 2006.

Publicado
2016-11-17
Como Citar
Guedes, M. de C. (2016). Percepções sobre o papel do Estado, trabalho produtivo e trabalho reprodutivo: uma análise do Rio de Janeiro. Cadernos Pagu, (47), 519-540. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8647273