Mariza Corrêa (1945-2016)

uma homenagem muito pessoal

  • Peter Henry Fry Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Mariza Corrêa, Feminismo, Antropologia jurídica.

Resumo

Este artigo lembra os primeiros passos da Mariza Corrêa na antropologia e a produção da sua inovadora dissertação de mestrado e o impacto que teve sobre a política feminista no Brasil. Trata também da importância das relações pessoais na produção acadêmica, com especial consideração ao marido da Mariza Corrêa, Plínio Dentzien.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Peter Henry Fry, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor Emérito, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Referências

CORRÊA, Mariza. Os atos e os autos: representações jurídicas de papéis sexuais. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 1975.

CORRÊA, Mariza. Os crimes da paixão, tudo é história. São Paulo: Brasiliense, 1981.

CORRÊA, Mariza. Morte em família: representações jurídicas de papeis sexuais. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

GREGORI, Maria Filomena. Violência contra a mulher: a prática do SOS-Mulher (SP), cenas e queixas. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade de São Paulo, São Paulo,1988.

GUIMARÃES, Ercy Parreira. A imagem refletida : contribuição ao estudo dos papeis da mulher casada. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1978.

LOBERT, Rosemary. A Palavra Mágica Dzi: Uma resposta difícil de se perguntar. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1979.

MARTINEZ-ALIER, Verena. Marriage, class and colour in nineteenth century Cuba: a study of racial attitudes and sexual values in a slave society. Cambridge: University of Cambridge Press, 1974.

MAZZARIOL, Regina Maria. “Mal Necessário”: ensaio sobre o confinamento da prostituição na cidade de Campinas. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1976.

PONTES, Heloisa. Do palco aos bastidores: o SOS-Mulher e as práticas feministas contemporâneas. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Unicamp, Campinas, SP, 1986.
Publicado
2018-12-14
Como Citar
Fry, P. H. (2018). Mariza Corrêa (1945-2016). Cadernos Pagu, (54), e185401. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8656205