Banner Portal
Pastorais sexuais e gestão da vida íntima
PDF

Palavras-chave

Igrejas inclusivas
Pastorais sexuais
Vida íntima
Direitos humanos
Violência

Como Citar

NATIVIDADE, Marcelo; DIAS, Tainah Biela. Pastorais sexuais e gestão da vida íntima: casamento, afetividades e violência em igrejas inclusivas. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 66, p. e226614, 2023. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8672102. Acesso em: 15 jun. 2024.

Resumo

O artigo aborda o tema das pastorais sexuais em igrejas evangélicas inclusivas no Brasil. Focaliza as relações entre experiências LGBTQIA+, instituições religiosas, formas de gestão da vida íntima e políticas de subjetividade, além de discutir os usos e impactos de tecnologias e pedagogias do sujeito em aconselhamentos pastorais a partir de dados de pesquisa nas regiões sudeste e nordeste do Brasil. Também examina concepções correntes em dois eixos principais: casamento como direito e vida íntima; e experiências de violência conjugal ou violência íntima. A hipótese sustentada é a da existência de uma pedagogia do igualitarismo e da não violência, nas percepções de lideranças e fiéis, tanto nas igrejas LGBTQIA+ protestantes como nas igrejas pentecostais inclusivas.

PDF

Referências

ALTHAUS-REID, Marcella. The Queer God. London, Routledge, 2003.

ALTHAUS-REID, Marcella. Indecent Theology: Theological Perversions in Sex, Gender and Politics. London, Routledge, 2000.

ALTHAUS-REID, Marcella; ISHERWOOD, Lisa. Thinking Theology and Queer Theory. Feminist Theology, v. 15, n. 3, 2007, pp.302-314 [https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0966735006076168?journalCode=ftha - acesso em: 07 out. 2020]. DOI: 10.1177/0966735006076168

BERGER, Peter L. Os múltiplos altares da modernidade: rumo a um paradigma da religião numa época pluralista. Petrópolis, Vozes, 2017.

BERTOLINO JR., Fernando Cesar. Peregrinos do arco-íris: a construção identitária homossexual a partir das igrejas inclusivas em São Paulo. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

BUSIN, Valéria Meilke. Religião, gênero e diversidade sexual: refletindo sobre violência simbólica e exclusão. In: VAGGIONE, Juan Marco (coord.). Diversidad Sexual y Religión. Córdoba, Catolicas por el Derecho a Decidir, 2008, pp.61-82.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2019.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Belo Horizonte, Autêntica, 2017.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2015.

BUTLER, Judith; HABERMAS, Jürgen; TAYLOR, Charles; WEST, Cornel. The Power of Religion in the Public Sphere. New York, Columbia University Press, 2011.

CASANOVA, José. Reconsiderar la Secularización: una perspectiva comparada mundial. Revista Académica de Relaciones Internacionales, n. 7, 2007, s/d [https://revistas.uam.es/relacionesinternacionales/article/view/4928/5393 – acesso em: 12 out. 2020].

CASANOVA, José. Public Religions in the Modern World. Chicago, The University of Chicago Press, 1994.

DIAS, Tainah B. Um ‘lugar para ser’: reconstruções identitárias de pessoas LGBTQIA+ cristãs nas Igrejas da Comunidade Metropolitana. Tese (Doutorado em Ciências da Religião), PPGCR/UMESP, São Bernardo do Campo, 2022.

DUARTE, Luiz Fernando Dias. Ethos privado e justificação religiosa: negociações da reprodução na sociedade brasileira. In: HEILBORN, Maria Luiza et al. (org.). Sexualidade, família e ethos religioso. Rio de Janeiro, Garamond, 2005, pp.137-176.

FACCHINI, Regina. Sopa de letrinhas: movimento homossexual e produção de identidades coletivas nos anos 90. Rio de Janeiro, Garamond, 2005.

FIELDER, Bronwyn; EZZY, Douglas. Lesbian, Gay, Bisexual and Transgender Christians: Queer Christians, Authentic Selves. London, Bloomsbury Academic, 2019.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 4: as confissões da carne. São Paulo, Paz e Terra, 2020.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. São Paulo, Paz e Terra, 2015.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. São Paulo, Paz e Terra, 2014.

FOUCAULT, Michel. Sexualidade e poder. In: FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade e política. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 2004, pp.56-76.

FREIRE, Ana Ester Pádua. Armários queimados: igreja afirmativa das diferenças e subversão da precariedade. Tese (Doutorado em Ciências da Religião), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

GAMA, Maria Clara Brito da. Cura gay? Debates parlamentares sobre a (des)patologização da homossexualidade. Sexualidad, Salud y Sociedad – Revista Latinoamericana, n. 31, Rio de Janeiro, 2019, pp.4-27 [https://www.scielo.br/j/sess/a/xFWY7D4CHtKszMkz36q8txw/?lang=pt – acesso em 07 out. 202]. DOI: 10.1590/1984-6487.sess.2019.31.02.a

GIDDENS, Anthony. A transformação da intimidade: sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo, Ed. Universidade Estadual Paulista, 1993.

GUERRIERO, Silas. A visibilidade das novas religiões no Brasil. In: SOUZA, Beatriz Muniz; MARTINO, Luís Mauro Martino (org.). Sociologia da religião e mudança social: católicos, protestantes e novos movimentos religiosos no Brasil. São Paulo, Paulus, 2004, pp.157-173.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O Peregrino e o Convertido: A religião em movimento. Petrópolis, Vozes, 2008.

JESUS, Fátima Weiss de. Unindo a cruz e o arco-íris: vivência religiosa, homossexualidades e trânsitos de gênero na Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, 2012.

MACHADO, Maria das Dores C.; PICCOLO, Fernanda Delvalhas. Religiões e homossexualidades. Rio de Janeiro, Editora FGV, 2010.

MACHADO, Maria das Dores C. et al. Homossexualidade e Igrejas Cristãs no Rio de Janeiro. REVER – Revista de Estudos da Religião, ano 11, n. 1, São Paulo, 2011, pp.75-104 [https://revistas.pucsp.br/index.php/rever/article/view/6031/4377 – acesso em: 07 out. 2020].

MARANHÃO FILHO, Eduardo Meinberg de Albuquerque. Teologia queer e cristrans: transições teológicas na Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM). Mandrágora, v. 22, n. 2, São Bernardo do Campo, 2016, pp.149-193 [https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/article/view/7090/5545 – acesso em 22 out. 2020]. DOI: 10.15603/2176-0985/mandragora.v22n2p149-193

MARANHÃO FILHO, Eduardo Meinberg de Albuquerque. “Uma Igreja dos Direitos Humanos” onde “promíscuo é o indivíduo que faz mais sexo que o invejoso e inveja é pecado”: notas sobre a identidade religiosa da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM). Mandrágora, v. 21, n. 2, São Bernardo do Campo, 2015, pp.5-37 [https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/article/view/5979/5060 – acesso em: 22 out. 2020]. DOI: 10.15603/2176-0985/mandrágora.v21n2p5-37

MARIZ, Cecilia L. Instituições tradicionais e movimentos emergentes. In: PASSOS, João Décio; USARSKI, Frank (org.). Compêndio de Ciências da Religião. São Paulo, Paulinas/Paulus, 2013, pp.301-312.

MELLO, Luiz. Novas famílias: conjugalidade homossexual no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro, Garamond, 2005.

MONTERO, Paula; SILVA, Aramis Luis; SALES, Lilian. Fazer religião em público: encenações religiosas e influência pública. Horizontes Antropológicos, ano 25, n. 52, Porto Alegre, 2018, pp.131-164 [https://www.scielo.br/j/ha/a/TrCF6zMf8Y7B95WHVJkVFsF/?lang=pt – acesso em: 29 set. 2022] DOI: 10.1590/S0104-71832018000300006

MUSSKOPF, André Sidnei. Via(da)gens teológicas: itinerários para uma teologia queer no Brasil. São Paulo, Fonte Editorial, 2012.

NATIVIDADE, Marcelo. Uma homossexualidade santificada? Etnografia de uma comunidade inclusiva pentecostal. Religião & Sociedade, v. 30, n. 2, 2010, pp.90-121 [https://www.scielo.br/j/rs/a/JwDwM3nzMBmY6js57YBmn7P/?lang=pt – acesso em: 07 out. 2020]. DOI: 10.1590/S0100-85872010000200006

NATIVIDADE, Marcelo. Deus me aceita como eu sou? Disputas sobre o significado da homossexualidade entre evangélicos no Brasil. Tese (Doutorado em Sociologia e Antropologia), PPGSA/IFCS, Rio de Janeiro, 2008.

NATIVIDADE, Marcelo; OLIVEIRA, Leandro de. As novas guerras sexuais: diferença, poder religioso e identidades LGBT no Brasil. Rio de Janeiro, Garamond, 2013.

NATIVIDADE, Marcelo; OLIVEIRA, Leandro de. Sexualidades ameaçadoras: religião e homofobia(s) em discursos evangélicos conservadores. Sexualidad, salud y sociedad – Revista latino-americana, n. 2, 2009, pp.121-161.

OLIVEIRA, Vilmar Pereira de. Narrativas de jovens gays cristãos: experiências em igrejas inclusivas. Dissertação (Mestrado em Psicologia), Pontifícia Universidade Católica de Minas Geras, Belo Horizonte, 2015.

PIERUCCI, Antônio Flávio. Secularização e declínio do catolicismo. In: SOUZA, Beatriz Muniz; MARTINO, Luís Mauro Martino (org.). Sociologia da Religião e Mudança Social: católicos, protestantes e novos movimentos religiosos no Brasil. São Paulo, Paulus, 2004, pp.13-21.

SILVA, Aramis Luis. Uma igreja em marcha: Relato etnográfico da participação da ICM na 20ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Ponto Urbe, n. 29, São Paulo, 2016, s/n [https://journals.openedition.org/pontourbe/3314 – acesso em: 07 out 2020]. DOI: doi.org/10.4000/pontourbe.3314

TAYLOR, Charles. A Secular Age. Cambridge, Massachussets, The Belknap Press of Harvard University Press, 2007.

TONSTAD, Linn Marie. Queer Theology: Beyond Apologetics. Eugene, Cascade, 2018 [e-book Kindle].

VITAL, Christina; LEITE, Paulo Victor Lopes. Religião e política: uma análise da atuação de parlamentares evangélicos sobre direitos das mulheres e de LGBTs no Brasil. Rio de Janeiro, Fundação Henrich Böll, 2012.

WEEKS, Jeffrey; HEAPHY, Brian; DONOVAN Catherine. Same Sex Intimacies: Families of Choice and Other Life Experiments. London, Routledge, 2001.

WESTON, Kath. Families We Choose: Lesbians, Gays, Kinship. New York, Columbia University Press, 1991.

YIP, Andrew K. T. Gay Male Christian Couples: Life Stories. Westport: Praeger, 1997.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Cadernos Pagu

Downloads

Não há dados estatísticos.