Banner Portal
Cidade nômade
PDF

Palavras-chave

Néstor Perlongher
Antropologia urbana
Territorialidade
Desejo
Cidade

Como Citar

PUCCINELLI, Bruno; SIMÕES, Júlio Assis. Cidade nômade: contribuições de Néstor Perlongher para os estudos urbanos. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 66, p. e226605, 2023. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8672233. Acesso em: 19 jun. 2024.

Resumo

Neste artigo, abordamos a obra antropológica de Néstor Perlongher privilegiando sua inserção nos debates da então emergente antropologia urbana brasileira e considerando sua fortuna crítica em pesquisas recentes que revisitaram uma de suas problemáticas centrais, voltada à articulação entre território, corporalidade e desejo. Juntamo-nos à celebração do legado da breve e intensa obra de Perlongher, chamando a atenção para a importância dos estudos de diversidade sexual e de gênero para o campo mais geral dos estudos urbanos nas ciências sociais, ao mesmo tempo em que problematizamos as apropriações desse legado em pesquisas recentes.

PDF

Referências

AGUIÃO, Silvia. Fazer-se no “Estado”: uma etnografia sobre o processo de constituição dos “LGBT” como sujeitos de direito no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro – RJ, EdUERJ, 2018.

ARRUDA, Murilo Souza. O corpo e o gênero fechativo pelas ruas de Salvador. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2017.

BONFANTE, Gleiton Matheus; MARINO, Filipe Ungaro. Do dejeto ao desejo: arquitetura de banheiros como dispositivo de controle da sexualidade. Interfaces Científicas, v. 8, n. 20, Aracajú, 2020 [https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n2p117-131 - acesso em 07 jan 2022].

BURGESS, Ernest W. O crescimento da cidade: uma introdução a um projeto de pesquisa. Tradução: Raoni Borges Barbosa. Revista de Antropologia e Sociologia, v. 1, n. 2, João Pessoa, jul. 2017 [1925] [https://www.researchgate.net/profile/Raoni-Barbosa/publication/318278050_O_crescimento_da_cidade_Uma_introducao_a_um_projeto_de_pesquisa/links/595fab5f0f7e9b8194f43a62/O-crescimento-da-cidade-Uma-introducao-a-um-projeto-de-pesquisa.pdf - acesso em 13 fev 2021].

Barbosa/publication/318278050_O_crescimento_da_cidade_Uma_introducao_a_um_projeto_de_pesquisa/links/595fab5f0f7e9b8194f43a62/O-crescimento-da-cidade-Uma-introducao-a-um-projeto-de-pesquisa.pdf

CANONICO, Leticia. Notas sobre a distinção entre usuários e traficantes na “cracolândia”: Apontamentos para uma crítica da política de drogas. Áskesis, v. 4, n. 1, São Carlos, 2015 [https://doi.org/10.46269/4115.18 - acesso em 07 jan 2022].

CARDOSO, Ruth. Aventuras de antropólogos em campo ou como escapar das armadilhas do método. In: CARDOSO, Ruth (org.). A aventura antropológica: teoria e pesquisa. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1997, pp.95-106.

CARRARA, Sérgio; SIMÕES, Júlio Assis. Sexualidade, cultura e política: a trajetória da identidade homossexual masculina na antropologia brasileira. cadernos pagu (28), Campinas - SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, jun. 2007 [https://doi.org/10.1590/S0104-83332007000100005 - acesso em 05 ago 2021].

CARRARA, Sérgio. A antropologia e o processo de cidadanização da homossexualidade no Brasil. cadernos pagu (47), Campinas - SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2016 [https://doi.org/10.1590/18094449201600470017 - acesso em 05 ago 2021].

CARVALHO, Gabriel Moreira. Homossexualidade masculina na construção do espaço urbano: duas espacialidades paulistanas. Trabalho de Conclusão de Curso, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2017.

CORRÊA, Mariza. A antropologia no Brasil (1960-1980). In: Traficantes do simbólico & outros ensaios sobre a história da antropologia. Campinas: Editora da Unicamp, 2013 [1995], p. 107-204.

COSTA, Benhur Pinós da. Práticas espaciais de “pegação” homoerótica: o caso dos banheiros públicos nas cidades de Presidente Prudente -SP e Vitória da Conquista – BA. Revista Latino-Americana de Geografia e Gênero, v. 5, n. 1, Ponta Grossa, 2014 [https://doi.org/10.5212/Rlagg.v.5.i1.0010 - acesso em 07 jan 2022].

DE GIOVANI, Caio. Territorialidades “LGBT” na cidade de São Paulo – uma análise têmporo-espacial (1900-2018). Trabalho de Graduação Individual, Geografia, USP, 2018.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O Anti-Édipo. São Paulo, Editora 34, 2010 [1972/1973].

DUARTE, Artur de Souza. Enviadescer: a Casa 1 e a ancoragem LGBTQ no Bixiga, São Paulo. Dissertação (Mestrado em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo), Universidade de São Paulo (USP), 2021.

DURHAM, Eunice Ribeiro. A pesquisa antropológica com populações urbanas. In: THOMAZ, Omar Ribeiro (org.). A dinâmica da cultura: ensaios de antropologia. São Paulo, Cosac & Naify, 2004, pp.357-376. [1997]

DURHAM, Eunice Ribeiro. A caminho da cidade: a vida rural e a migração para São Paulo. São Paulo, Editora Perspectiva, 1973.

DOMINGUES, Bruno Rodrigo Carvalho; GONTIJO, Fabiano. Como assim, cidade do interior? Antropologia, urbanidade e interioridade no Brasil. Ilha – Revista de Antropologia, n. 23, n. 3, Florianópolis, 2021 [https://doi.org/10.5007/2175-8034.2021.e74075 - acesso em 07 jan 2022].

ESTEVÃO-REZENDE, Yuri; DORES, Marcus Vinícius Pereira das. “Com quantos quilos de medo se faz uma tradição?”: a heteronormatividade como constituinte das relações socioafetivas e das territorialidades das Repúblicas Masculinas Federais de Ouro Preto, Minas Gerais. Periódicus, v. 2, n. 14, Salvador, 2020 [https://doi.org/10.9771/peri.v2i14.31470 - acesso em 07 jan 2022].

FACCHINI, Regina. De homossexuais a LGBTQIAP+: sujeitos políticos, saberes, mudanças e enquadramentos. In: FACCHINI, Regina; FRANÇA, Isadora L. (org.) Direitos em disputa: LGBTI+, poder e diferença no Brasil contemporâneo. Campinas – SP, Editora da Unicamp, 2020, pp.31-69.

FACCHINI, Regina. Entre Umas e Outras: mulheres, (homo)sexualidades e diferenças na cidade de São Paulo. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, 2008.

FACCHINI, Regina; DANILIAUSKAS, Marcelo; PILON, Ana Cláudia. Políticas Sexuais e Produção do Conhecimento no Brasil: situando estudos sobre sexualidade e suas conexões. Revista de Ciências Sociais, v. 44, n. 1, Fortaleza, jan/jun, 2013, pp.161-193.

FACCHINI, Regina; FRANÇA, Isadora Lins; BRAZ, Camilo Albuquerque. Estudos sobre sexualidade, sociabilidade e mercado: olhares antropológicos contemporâneos. cadernos pagu (42), Campinas - SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, jan./jun. 2014 [https://doi.org/10.1590/0104-8333201400420099 - acesso em 07 jan 2022].

FACCHINI, Regina; CARMO, Íris Nery do; LIMA, Stephanie Pereira. Movimentos feminista, negro e LGBTI no Brasil: sujeitos, teias e enquadramentos. Educação & Sociedade, v. 41, Campinas, 2020 [https://doi.org/10.1590/ES.230408 - acesso em 01 fev 2022].

FAZZIONI, Natália Helou. A vista da rua: etnografia da construção dos espaços e temporalidades na Lapa (RJ). Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade de São Paulo (USP), 2012.

FRANÇA, Isadora Lins. Vivendo em liberdade? Homossexualidade, diferenças e desigualdades entre brasileiros na Espanha. Travessia, n. 77, São Paulo, 2015 [https://doi.org/10.48213/travessia.i77.76 - acesso em 07 jan 2022].

FRANÇA, Isadora Lins. Do universo perfeito ao cinemão: homossexualidade masculina, deslocamento e desejo na cidade de São Paulo. Revista de Ciências Sociais, v. 44, n. 1, Fortaleza, 2013a, pp.44-73.

FRANÇA, Isadora Lins. Espaço, lugar e sentidos: homossexualidade, consumo e produção de subjetividades na cidade de São Paulo. Revista Latino-Americana de Geografia e Gênero, v. 4, n. 2, Ponta Grossa, 2013b [https://doi.org/10.5212/Rlagg.v.4.i2.148163 - acesso em 07 jan 2022].

FRANÇA, Isadora Lins. “Frango com frango é coisa de paulista”: erotismo, deslocamentos e homossexualidade entre Recife e São Paulo. Sexualidad, Salud, Sociedad – Revista Latinoamericana, n. 14, Rio de Janeiro, 2013c [https://doi.org/10.1590/S1984-64872013000200002 - acesso em 07 jan 2022].

FRANÇA, Isadora Lins. Consumindo Lugares, Consumindo nos Lugares: homossexualidade, consumo e produção de subjetividades na cidade de São Paulo. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, 2010.

FRANÇA, Isadora Lins. Cerca e Pontes: o movimento GLBT e o mercado GLS na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade de São Paulo (USP), 2006.

FREITAS, Lídia dos Santos Ferreira de; GONÇALVES, Eliane. Corpos urbanos: direito à cidade como plataforma feminista. cadernos pagu (62), Campinas - SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2021 [https://doi.org/10.1590/18094449202100620010 - acesso em 10 fev 2022].

FROMM, Deborah. Entre a sepultura e a cadeia: um olhar etnográfico sobre a conversão religiosa de usuários de crack em São Paulo. Religião & Sociedade, v. 41, n. 1, Rio de Janeiro, 2021 [https://doi.org/10.1590/0100-85872021v41n1cap06 - acesso em 07 jan 2022].

FROMM, Deborah. Percursos e refúgios urbanos: notas sobre a circulação de usuários de crack pela trama institucional da Cracolândia de São Paulo. Ponto Urbe, v. 21, São Paulo, 2017 [https://doi.org/10.4000/pontourbe.3604 - acesso em 07 jan 2022].

FRÚGOLI JR., Heitor. O urbano em questão na antropologia: interfaces com a sociologia. Revista de Antropologia, v. 48, n. 1, São Paulo, 2005, pp.133-165.

FRÚGOLI JR, Heitor; SPAGGIARI, Enrico. Da cracolândia aos nóias: percursos etnográficos no bairro da Luz. Ponto Urbe, v. 6, São Paulo, 2010 [https://doi.org/10.4000/pontourbe.1870 - acesso em 07 jan 2022].

FRÚGOLI JR., Heitor. Introdução. Ponto Urbe, v. 11, São Paulo, 2012 [https://doi.org/10.4000/pontourbe.1129 - acesso em 07 jan 2022].

FRÚGOLI JR., Heitor; CAVALCANTI, Mariana. Territorialidades da(s) cracolândia(s) em São Paulo e no Rio de Janeiro. Anuário Antropológico, v. 38, n. 2, Brasília, 2013 [https://doi.org/10.4000/aa.561 - acesso em 07 jan 2022].

FRÚGOLI JR, Heitor; CHIZZOLINI, Bianca Barbosa. Relações entre etnografia face a face e imagens do Google Street View: Uma pesquisa sobre usuários de crack nas ruas do centro de São Paulo. GIS - Gesto, Imagem eSom - Revista de Antropologia, v. 2, n. 1, São Paulo, 2017 [https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2017.129197 - acesso em 07 jan 2022].

GROSSI, Miriam Pillar. Gênero, sexualidade e reprodução: A constituição dos estudos sobre gênero, sexualidade e reprodução no Brasil. In: MARTINS, Carlos Benedito; DUARTE, Luiz Fernando Dias (coord.). Horizontes das ciências sociais no Brasil: antropologia. São Paulo-SP, ANPOCS, 2010, pp. 293-340.

GRUNVALD, Vi. Juventude periférica, gênero, sexualidade e violência de Estado: notas a partir de uma família LGBT na cidade de São Paulo. Ponto Urbe, n. 28, São Paulo, 2021 [https://doi.org/10.4000/pontourbe.10508 - acesso em 03 jan 2021].

GUPTA, Akhil; FERGUSON, James. Mais além da “cultura”: espaço, identidade e política da diferença. In: ARANTES, Antônio A. (org.). O Espaço da Diferença. Campinas-SP, Papirus, Editora, 2000, pp.30-49.

GONTIJO, Fabiano; ERICK, Igor. Diversidade Sexual e de Gênero, Ruralidade, Interioridade e Etnicidade no Brasil: Ausências, Silenciamentos e... Exortações. ACENO, v. 2, n. 4, Cuiabá, 2015 [https://doi.org/10.48074/aceno.v2i4.3181 - acesso em 03 jan 2021].

HENNING, Carlos Eduardo. As Diferenças na Diferença: hierarquia e interseções de geração, gênero, classe, raça e corporalidade em bares e boates GLS de Florianópolis. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2008.

LAVEZ, Mariana Assef. Ativismo, Corpo e Território - conflitos e disputas em torno da luta interseccional por bens comuns: uma análise a partir do Largo do Arouche e das resistências LGBTQIA+. Trabalho de Graduação Individual, Arquitetura e do Urbanismo, Universidade de São Paulo (USP), 2020.

LEITE, Maiara Sanches; ZANETTI, Valéria Regina; TONIOLO, Maria Angélica. Territorialidades LGBTs: um estudo da República e do Baixo Augusta no centro da cidade de São Paulo. Sociedade e Território, v. 32, n. 1, Natal, 2020, pp.96-114.

LEVINE, Martin. Gay Ghetto. Journal of Homosexuality, v. 4, n. 4, Londres, 2008, pp.363-377. [1979]

LIMA, Stephanie Pereira de. As bi, as gay, as trava, as sapatão tão tudo organizada pra fazer revolução!: uma análise sócio antropológica do Encontro Nacional Universitário da Diversidade Sexual (ENUDS). Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva), Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), 2016.

MACHADO, Fernanda Eugenio. Hedonismo Competente. Antropologia de urbanos afetos. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2006.

MACHADO, Ariel. A Cracolândia e o fluxo no contexto da produção do espaço na metrópole de São Paulo. Anais do XVI Simpósio Nacional de Geografia Urbana, Vitória, 2019 [https://periodicos.ufes.br/simpurb2019/article/view/25979 - Acesso em: 11 mar 2021].

MACRAE, Edward. Em defesa do Gueto. In: A construção da igualdade – política e identidade homossexual no Brasil da “abertura”. Salvador-BA, EDUFBA, 2018, pp. 51-66. [1983]

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Antropologia Urbana: desafios e perspectivas. Revista de Antropologia, v. 59, n. 3, São Paulo, 2016, pp.174-203.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Etnografia como prática e experiência. Horizontes Antropológicos, v. 15, n. 32, Porto Alegre, dez. 2009, pp.129-156.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Os circuitos dos jovens urbanos. Tempo Social, v. 17, n. 2, São Paulo, nov. 2005, pp.173-205.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Quando o campo é a cidade: fazendo antropologia na metrópole. In: MAGNANI, José Guilherme Cantor; TORRES, Lilian de Lucca (org.). Na Metrópole - Textos de Antropologia Urbana. São Paulo-SP, EdUSP, 1996, pp.12-53.

MARTINS, Murilo Augusto Perdigão. ATLAS: presença-ausência LGBTQIA+ no Centro Novo de São Paulo. Trabalho Final de Graduação, Arquitetura, Urbanismo e Design, Universidade de São Paulo (USP), 2020.

MARQUES, Roberto. Comunidade sem Portas: imaginando o Cariri a partir de um bar de fim de noite. Campos, v. 12, n. 2, Curitiba, 2011, pp.45-60.

MARQUES, Roberto; OLIVEIRA, Leandro de. Juazeiro do Norte: um lugar para as Ciências Sociais. Revista Tendências: Caderno de Ciências Sociais, n. 8, Crato, 2015, pp.9-27.

MELO, João Lucas Correia de. Uso e apropriação do espaço a partir do Helipa LGBT. Trabalho de Graduação Individual, Geografia, Universidade de São Paulo (USP), 2020.

MISKOLCI, Richard. Negociando visibilidades: segredo e desejo em relações homoeróticas masculinas criadas por mídias digitais. Bagoas, n. 11, Natal, 2014, pp.51-78.

MOMESSO, Giorgio L. Usos alternados em territórios intersticiais na metrópole: o caso “autorama” em São Paulo. Cadernos CERU, v. 19, n. 2, São Paulo, 2008 [https://doi.org/10.1590/S1413-45192008000200011 - acesso em 23 jan 2021].

OLIVEIRA, Matteus Freitas de. Princesas do Sertão: o universo trans entre o espelho e as ruas de Feira de Santana – BA. 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Federal da Bahia (UFBA), 2010.

OLIVEIRA, Thiago Lima. Viado não, canibal: masculinidade, sexualidade e produção de cidade na experiência do homoerotismo em João Pessoa – PB. Revista Latino-Americana de Geografia e Gênero, v. 6, n. 2, Ponta Grossa, 2015 [https://doi.org/10.5212/Rlagg.v.6.i2.0014 - acesso em 07 jan 2022].

OLIVEN, Ruben G. A antropologia de grupos urbanos. Petrópolis-RJ, Vozes, 2007 [1995].

PARK, Robert Ezra. A cidade: sugestões para a investigação do comportamento humano no meio urbano. In: VALLADARES, Licia do Prado (org.). A sociologia urbana de Robert Park. Rio de Janeiro-RJ, Editora UFRJ, 2018, pp.39-80. [1915]

PASSAMANI, Guilherme Rodrigues; SAGGESE, Gustavo Santa Roza. Bailão: Trajetórias, sociabilidades e geração entre homens com condutas homossexuais em São Paulo. Sexualidad, Salud, Sociedad – Revista Latinoamericana, n. 29, Rio de Janeiro, ago. 2018 [https://doi.org/10.1590/1984-6487.sess.2018.29.11.a - acesso em 05 mar 2021].

PASSAMANI, Guilherme Rodrigues; ROSA, Marcelo Victor da; LOPES, Tatiana Bezerra de Oliveira. Prostituição masculina no Brasil: o panorama da produção teórica. Revista de Antropologia, v. 62, n. 2, São Paulo, 2019, pp.432-458.

PEIRANO, Mariza. A alteridade em contexto: o caso do Brasil. In: A teoria vivida e outros ensaios de antropologia. Rio de Janeiro-RJ, Jorge Zahar Editor, 2006, pp.53-67.

PERILO, Marcelo de Paula Pereira. “Rolês”, “Closes” e “Xaxos”: uma etnografia sobre juventude, (homo)sexualidades e cidades. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2017.

PERLONGHER, Néstor. O Negócio do Michê: a prostituição viril em São Paulo. São Paulo, Editora Fundação Perseu Abramo, 2008 [1987].

PERLONGHER, Néstor. Territórios Marginais. In: GREEN, James N.; TRINDADE, Ronaldo (org.). Homossexualismo em São Paulo e outros escritos. São Paulo, Editora Unesp, 2005 [1992], pp.263-290.

PERLONGHER, Néstor. Avatares de los Muchachos de la Noche. In: FERRER, Christian; BAIGORRIA, Osvaldo (org.). Prosa Plebeya: ensayos 1980-1992. Buenos Aires-BA, Ediciones Colihue S. R. L., 1997, pp.45-58. [1990]

PERLONGHER, Néstor. Poética Urbana. In: FERRER, Christian; BAIGORRIA, Osvaldo (org.). Prosa Plebeya: ensayos 1980-1992. Buenos Aires-BA, Ediciones Colihue S. R. L., 1997, pp.143-148. [1991]

PERLONGHER, Néstor. Historia del Frente de Liberación Homosexual de la Argentina. In: FERRER, Christian; BAIGORRIA, Osvaldo (org.). Prosa Plebeya: ensayos 1980-1992. Buenos Aires-BA, Ediciones Colihue S. R. L., 1997, pp.77-84. [1985]

PERLONGHER, Néstor. Nena, lleváte um saquito. In: FERRER, Christian; BAIGORRIA, Osvaldo (org.). Prosa Plebeya: ensayos 1980-1992. Buenos Aires-BA- Ediciones Colihue S. R. L., 1997, pp.25-27. [1983]

PERLONGHER, Néstor. Antropologia das Sociedades Complexas: identidade e territorialidade, ou como estava vestida Margaret Mead. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 8, n. 22, São Paulo, jun. 1993 [http://www.anpocs.com/images/stories/RBCS/22/rbcs22_08.pdf - acesso em 26 mai 2022].

PERLONGHER, Néstor. Vicissitudes do Michê. TEMAS IMESC. Sociedade, Direito, Saúde, v. 4, n. 1, São Paulo, jul. 1987, pp.57-72.

PERLONGHER, Néstor. O Negócio do Michê: a prostituição viril em São Paulo. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 1986.

PONTES, Diego. A insustentável arquitetura dos corpos: o gênero e a sexualidade enquanto diferenciais na experiência urbana. Trabalho de Conclusão de Curso, Ciências Sociais, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2014.

PONTES, Diego. Percursos sobre o corpo e a cidade. Cadernos NAUI, v. 4, n. 6, Florianópolis jan./jun. 2015.

PUCCINELLI, Bruno; REIS, Ramon Pereira dos. “Periferias” móveis:(homo)sexualidades, mobilidades e produção de diferença na cidade de São Paulo. cadernos pagu (58), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2020 [https://doi.org/10.1590/18094449202000580006 - acesso em 05 ago 2021].

PUCCINELLI, Bruno. O.CU.PAR: invisibilidades LGBTQIA+ na cidade de São Paulo. Memoricidade – Revista do Museu da Cidade de São Paulo – Dossiê Invisibilidades Urbanas, v. 1, n. 1, São Paulo, 2020, pp.22-27.

PUCCINELLI, Bruno. Quem tem direito à vida na cidade?. Revista Coletiva – Dossiê Direito à Cidade, n. 24, Rio de Janeiro, jun. 2019 [https://www.coletiva.org/dossie-direito-a-cidade-n24-artigo-quem-tem-direito-a-vida-na-cidade - acesso em 05 ago 2021].

PUCCINELLI, Bruno. “Perfeito para você, no centro de São Paulo”: mercado, conflitos urbanos e homossexualidades na produção da cidade. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2017.

PUCCINELLI, Bruno. Ruas marcadas: interseccionalidades entre gênero e espaço na apropriação das ruas “gays” de São Paulo. Ludere, v. 1, n. 2, Rio de Janeiro, 2016 [http://www.ufrrj.br/SEER/index.php?journal=rlcs&page=issue&op=view&path%5B%5D=206 - acesso em 05 ago 2021].

PUCCINELLI, Bruno. Na esquina do Bar d'A Lôca: produção de sexualidades no cruzamento com a produção da cidade de São Paulo. Cadernos de Campo, v. 23, n. 23, São Paulo 2014a, pp.109-124.

PUCCINELLI, Bruno. Como Encontrar um “Gueto Gay”: possibilidades analíticas de uma expressão controversa. Gênero na Amazônia, n. 6, Belém jul./dez. 2014b, pp.165-182.

PUCCINELLI, Bruno. Se essa rua fosse minha: sexualidade e apropriação do espaço na “rua gay” de São Paulo. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), 2013.

PUCCINELLI, Bruno. Territórios Sexuais: Análise de Sociabilidades Homossexuais no Shopping Gay de São Paulo. Revista Latino-Americana de Geografia e Gênero, v. 2, n. 1, Ponta Grossa, 2011 [https://doi.org/10.5212/Rlagg.v.2.i1.133140 - acesso em 07 jan 2022].

QUINALHA, Renan. Violência nas Ruas: controle moral e repressão policial. In: QUINALHA, Renan. Contra a Moral e os Bons Costumes: a ditadura e a repressão à comunidade LGBT. São Paulo-SP, Companhia das Letras, 2021, pp. 41-97.

REIS, Ramon Pereira dos. Encontros e Desencontros: uma etnografia das relações entre homens homossexuais em espaços de sociabilidade homossexual de Belém, Pará. Dissertação de mestrado, Ciências Sociais, UFPA, 2012a.

REIS, Ramon Pereira dos. "Eu tenho medo de ficar afeminado": performances e convenções corporais de gênero em espaços de sociabilidade homossexual. Revista do NUFEN, v. 4, n. 1, São Paulo, jun. 2012b.

REIS, Ramon Pereira dos. Encontros e desencontros: uma etnografia das relações entre gays em boates GLS de Belém, Pará. Ponto Urbe, n. 10, São Paulo, 2012c [https://doi.org/10.4000/pontourbe.218 - acesso em 05 mar 2021].

REIS, Ramon Pereira dos. Entre Fluxos e Contrafluxos, “Periferias” e “Centros”: descentralizando sociabilidades homossexuais na cidade de São Paulo. Gênero na Amazônia, n. 6, p. 165-182, Belém, jul./dez. 2014 [http://www.generonaamazonia.com/edicoes/edicao-6/artigos/4_Entre_Fluxos_e_Contrafluxos.pdf - acesso em 05 ago 2021].

REIS, Ramon Pereira dos. Cidades e Subjetividades Homossexuais: cruzando marcadores da diferença em bares nas “periferias” de São Paulo e Belém. Tese de doutorado, Antropologia Social, USP, 2017.

REIS, Ramon Pereira dos. Afetividades (co)extensíveis em “periferias” urbanas: (homo)sexualidades, amizades e pertencimentos. cadernos pagu (61), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2021 [https://doi.org/10.1590/18094449202100610003 - acesso em 10 fev 2022].

RIBEIRO, Andressa de Freitas. Espaço e sociabilidades: entre o beco e o gueto. Sexualidad, Salud, Sociedad – Revista Latinoamericana, n. 24, Rio de Janeiro, dez. 2016, pp.130-156.

RIBEIRO, Andressa de Freitas. O Beco dos Artistas e o estigma: intersecções de gênero, sexualidade, raça e classe social. Iluminuras, v. 16, n. 37, Porto Alegre, 2015 [https://doi.org/10.22456/1984-1191.53154 - acesso em 05 mar 2021].

RIBEIRO, Bruno Nzinga. Afronta, vai, se movimenta! Uma etnografia da cena preta LGBT da cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2021.

ROCHA, Ana Luiza Carvalho da; ECKERT, Cornelia. Nas Trilhas de uma Antropologia da e na Cidade no Brasil. In: Antropologia da e na cidade, interpretação sobre as formas da vida urbana. Porto Alegre-RS, Marcavisual, 2013.

RUI, Taniele. Corpos Abjetos: etnografia em cenários de uso e comércio de crack. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2012.

RUI, Taniele. Usos da “Luz” e da “cracolândia”: etnografia de práticas espaciais. Saúde e Sociedade, v. 23, n. 1, São Paulo, jan./mar. 2014 [https://doi.org/10.1590/S0104-12902014000100007 - acesso em 07 jan 2022].

SAGGESE, Gustavo Santa Roza. Entre perdas e ganhos. Homossexualidade masculina, geração e transformação social na cidade de São Paulo. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade de São Paulo (USP), 2015.

SANTOS, Arthur Fernando dos. Cavernas Urbanas: uma proposta aos grupos LGBTs em São Paulo. Trabalho Final de Graduação, Arquitetura e Urbanismo Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2018.

SARAIVA. Marina Rebecca. Territórios dos sentidos: da emergência dos processos de subjetivação na metrópole contemporânea. Revista Espaço Acadêmico, v. 11, n. 132, Maringá, 2012, pp.21-29.

SCAVONE, Lucila. Ciência e militância: os estudos de gênero no Brasil. In: XXV Encontro Anual da ANPOCS, 2011. 35º Encontro Anual da ANPOCS/Textos completos, Caxambu, 2011.

SCHUSTER, Haydeé Tainá. Territorialização e performance de gênero: prostituição de travesti na baixada cuiabana. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), 2019.

SESTER, Eros. Em São Paulo a gente nunca sabe se poluição é neblina - Notas sobre etnografia em um “cinemão” paulistano. Primeiros Estudos, n. 6, São Paulo, 2014 [https://doi.org/10.11606/issn.2237-2423.v0i6p44-64 - acesso em 07 out 2021].

SILVA, Isaac Trabuco Soares. Largo da Diversidade e Petit Paris: narrativas de urbanidade no Largo do Arouche (São Paulo/SP – Brasil). Dissertação (Mestrado em Mudança Social e Participação Política), Universidade de São Paulo (USP), 2022.

SILVA, Marcos Aurélio da. Localizando performances: territorialidade e os estudos antropológicos de gênero e sexualidade. Urbana, v. 7, n. 2 (11), Campinas, 2015, pp.33-54.

SILVA, Marcos Aurélio da. A cidade de São Paulo e os territórios do desejo: uma etnografia do Festival Mix Brasil de Cinema e Vídeo da Diversidade Sexual. EcoPós, v. 16, n. 13, Rio de Janeiro, 2013 [https://doi.org/10.29146/eco-pos.v16i3.830 - acesso em 07 jan 2022].

SILVA, Marcos Aurélio da. Territórios do Desejo: performances, territorialidade e cinema no Festival Mix Brasil da Diversidade Sexual. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2012.

SILVA, Marcos Aurélio da. Se manque!: uma etnografia do carnaval no pedaço GLS da Ilha de Santa Catarina. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2003.

SILVA FILHO, Milton Ribeiro. Na rua, na praça, na boate: uma etnografia da sociabilidade LGBT no circuito GLS de Belém-PA. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade Federal do Pará (UFPA), 2012a.

SILVA FILHO, Milton Ribeiro; RODRIGUES, Carmem Izabel. Na rua, na praça, na boate: uma etnografia da sociabilidade LGBT no circuito GLS de Belém-PA. Ponto Urbe, n. 11, São Paulo, 2012b [https://doi.org/10.4000/pontourbe.365 - acesso em 05 mar 2021].

SIMIÃO, Daniel; FELDMAN-BIANCO, Bela (org.) O campo da antropologia no Brasil: retrospectiva, alcances e desafios. Rio de Janeiro, Associação Brasileira de Antropologia, 2018.

SIMÕES, Júlio Assis. O Brasil é um paraíso sexual - para quem?. cadernos pagu (47), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2016 [https://doi.org/10.1590/18094449201600470015 - acesso em 05 ago 2021].

SIMÕES, Júlio Assis. O negócio do desejo. cadernos pagu (31), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2008, pp.535-546.

SIMÕES, Júlio Assis; FACCHINI, Regina. Na trilha do arco-íris: do movimento homossexual ao LGBT. São Paulo-SP, Editora Fundação Perseu Abramo, 2009.

SIMÕES, Júlio Assis; FRANÇA, Isadora Lins. Do “gueto” ao mercado. In: GREEN, James N.; TRINDADE, Ronaldo (org.). Homossexualismo em São Paulo e outros escritos. São Paulo-SP, Editora Unesp, 2005, pp.309-336.

SOUZA, Tedson da Silva. Fazer banheirão: as dinâmicas das interações homoeróticas nos sanitários públicos da Estação da Lapa e adjacências. Dissertação (Mestrado em, Antropologia), Universidade Federal da Bahia (UFBA), 2012.

SOUZA, Eduardo Rumenig. Fluxos e itinerâncias dos usuários de crack em São Paulo: impactos do programa municipal “De Braços Abertos”. Áskesis, v. 8, n. 2, São Carlos, 2019 [https://doi.org/10.46269/8219.111 - acesso em 07 jan 2022].

SPAGGIARI, Enrico; RODRIGUES, Weslei Estradiote; FONSECA, Isadora Zuza da. Etnografia da atuação de entidades sociais na região da Luz. Ponto Urbe, v. 11, São Paulo, 2012 [://doi.org/10.4000/pontourbe.1143 - acesso em 07 jan 2022].

STRAHERN, Marilyn. O Gênero da Dádiva: problemas com as mulheres e problemas com a sociedade na Melanésia. Campinas-SP, Editora da Unicamp, 2006.

TEIXEIRA, Marcelo Augusto de Almeida. Presença Incômoda: corpos dissidentes na cidade modernista. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo), Universidade de Brasília, UnB, 2013.

TEIXEIRA, Marcelo Augusto de Almeida. “Metronormatividades” nativas: migrações homossexuais e espaços urbanos no Brasil. Áskesis, v. 4, n. 1, São Carlos, 2015 [https://doi.org/10.46269/4115.8 - acesso em 01 mai 2021].

TONELI, Maria Juracy, Filgueiras; PERUCCHI, Juliana. Territorialidade Homoerótica: apontamentos para os estudos de gênero. Psicologia & Sociedade, v. 18, n. 3, set./dez. 2006, pp.39-47.

TRINDADE, Ronaldo. De Dores e de Amores: transformações da homossexualidade paulistana na virada do século XX. 2004. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade de São Paulo (USP), 2004.

VICENTE, Tiago Augusto Silva. Espaço urbano e sexualidade: a territorialização da população LGBT no Largo do Arouche e na Rua Frei Caneca (São Paulo/SP). Trabalho de Graduação Individual, Geografia, Universidade de São Paulo (USP), 2015.

ZAMBONI, Márcio Bressiani. A população LGBT privada de liberdade: sujeitos, direitos e políticas e disputa ou A jaula das bichas: uma etnografia da diversidade sexual e de gênero em prisões do Brasil e do México. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Universidade de São Paulo (USP), 2020.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Cadernos Pagu

Downloads

Não há dados estatísticos.