Banner Portal
A itinerância do desejo
PDF

Palavras-chave

Néstor Perlongher
Rural-urbano
Mobilidade
Subjetivação
Desejo

Como Citar

PASSAMANI, Guilherme Rodrigues; MARQUES, Roberto; EFREM FILHO, Roberto. A itinerância do desejo: modos de subjetivação e territorialidades em diálogo com Néstor Perlongher. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 66, p. e226606, 2023. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8672239. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

Este artigo pretende, em diálogo com Néstor Perlongher, analisar experiências de sujeitos em realidades urbanas que não se configuram como grandes cidades ou metrópoles do país. A partir de pesquisas realizadas em contextos marcados pelo deslocamento entre cidades de diferentes escalas, zonas fronteiriças e tensões entre distintos registros de moralidades, a obra de Perlongher nos possibilita subsidiar análises de espacialidades complexas no Brasil contemporâneo. A ênfase em narrativas pessoais, mobilidades e derivas, recurso utilizado por ele, ajuda-nos a perceber o alcance e a atualidade de sua obra.

PDF

Referências

ALAMAN, Jônatas Stritar; PASSAMANI, Guilherme R. Marcas da ‘brasilidade’: negociações em torno de gênero, sexualidade e cor em Portugal. Sexualidad, Salud e Sociedad, 37, Rio de Janeiro, 2021, pp.1-27.

BRAH, Avtar. Diferença, diversidade, diferenciação. cadernos pagu (26). Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2006, pp.329-376.

CABEZAS, Amalia. Economies of Desire, Sex and Tourism in Cuba and the Dominican Republic. Filadélfia, Temple University Press, 2009.

CARRARA, Sérgio; SIMÕES, Júlio Assis. Sexualidade, cultura e política: a trajetória da identidade homossexual masculina na antropologia brasileira. cadernos pagu (28). Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2007, pp.65-99.

COLE, Jennifer. Producing Value among Malagasy Marriage Migrants in France Managing Horizons of Expectation. Current Anthropology, 55 (9). Chicago, 2014, pp. 85-94.

COSTA, Jurandir Freire. A inocência e o vício: estudos sobre o homoerotismo. Rio de Janeiro, Relume Dumará, 1992.

DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. São Paulo, Boitempo, 2016. Trad. Heci Regina Candiani.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol.1. Rio de Janeiro, Ed. 34, 1995.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. Mille plateaux. Paris, Minuit, 1980.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. El antiédipo. Buenos Aires, Barral / Corregidor, 1974. Trad. F. Monge.

EFREM FILHO, Roberto. Mata-mata: reciprocidades constitutivas entre classe, gênero, sexualidade e território. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), IFCH, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2017.

FACCHINI, Regina. Entre umas e outras: mulheres, (homo)sexualidades e diferenças na cidade de São Paulo. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), IFCH, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2008.

FACCHINI, Regina; FRANÇA, Isadora; BRAZ, Camilo. Estudos sobre sexualidade, sociabilidade e mercado: olhares antropológicos contemporâneos. cadernos pagu (42), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2016, pp.99-140.

FIGURELLI, Mónica Fernanda. Família, escravidão, luta: histórias contadas de uma antiga fazenda. Tese (Doutorado em Antropologia Social), Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2011.

FONSECA, Cláudia. A dupla carreira da mulher prostituta. Revista Estudos Feministas, 4 (1). Florianópolis, 1996, pp.7-33.

FONSECA, Claudia. Aliados e inimigos em família: o conflito entre consangüíneos e afins em uma vila porto-alegrense. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 4 (2). São Paulo, 1987, pp.88-104.

FRANÇA, Isadora Lins. “Frango com frango é coisa de paulista”: erotismo, deslocamento e homossexualidade entre Recife e São Paulo. Sexualidad, Salud y Sociedad – Revista Latinoamericana, 14. Rio de Janeiro, 2013, pp.13-39.

FRANÇA, Isadora Lins. Consumindo lugares, consumindo nos lugares: homossexualidade, consumo e subjetividades na cidade de São Paulo. Rio de Janeiro, EdUERJ, 2012.

FRY, Peter. Prefácio. In: PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê: a prostituição viril. São Paulo, Brasiliense, 1987, pp.11-15.

FRY, Peter. Para inglês ver: identidade e política na cultura brasileira. Rio de Janeiro, Zahar, 1982.

GARCIA JR., Afrânio; GRYNSZPAN, Mario. Veredas da questão agrária e enigmas do grande sertão. In: MICELI, Sérgio (org.). O que ler nas ciências sociais brasileiras. São Paulo, ANPOCS, Editora Sumaré; Brasília, CAPES, 2002, pp.311-348.

GONZALEZ, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências Sociais Hoje. São Paulo, Anpocs, 1984, pp.223-244.

GREGORI, Maria Filomena. Prazeres perigosos: erotismo, gênero e limites da sexualidade. São Paulo, Companhia das Letras, 2016.

GUIMARÃES, Carmen Dora. O homossexual visto por entendidos. Rio de Janeiro, Garamond, 2004.

HEILBORN, Maria Luiza. Dois é par: gênero e identidade sexual em contexto igualitário. Rio de Janeiro, Garamond, 2004.

MACRAE, Edward. A construção da igualdade: identidade sexual e política no Brasil da “abertura”. Campinas, Editora da Unicamp, 1990.

MARQUES, Roberto. Caldeirão de Santa Cruz, Avalon, Craterdam: lugares cognitivos da contracultura no interior do Ceará. In: KAMINSKI, Leon (org.). Contracultura no Brasil, anos 70: circulação, espaços e sociabilidades. Curitiba, CRV, 2019, pp.171-194.

MARQUES, Roberto. Quem “se garante” no forró eletrônico? – produzindo diferenças em contextos de fronteira e ebulição social. cadernos pagu (43), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2014, pp.347-383.

MASSEY, Doreen. Filosofia e política da espacialidade: algumas considerações. GEOgraphia, 6 (12). Niterói, 2004, pp.07-23.

MASSEY, Doreen. Space, place and gender. Minneapolis, University of Minnesota Press, 1994.

McCLINTOCK, Anne. Couro imperial: raça, gênero e sexualidade no embate colonial. Campinas, Editora da Unicamp, 2010. Trad. Plínio Dentzien.

MORT, Frank. Cultures of consumption: masculinities and social space in late twentieth-century Britain. Londres, Routledge, 1996.

PARK, R. E. Comunicação. In: PARK, Robert E.; SAPIR, Edward. Comunicação, linguagem, cultura. São Paulo, ECA/ USP, 1971, pp.55-76.

PASSAMANI, Guilherme Rodrigues. Batalha de confete: envelhecimento, condutas homossexuais e regimes de visibilidade no Pantanal - MS. Rio de Janeiro, Papéis Selvagens, 2018.

PASSAMANI, Guilherme Rodrigues. Batalha de Confete no “Mar de Xarayés”: condutas homossexuais, envelhecimento e regimes de visibilidade. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), IFCH, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2015.

PELÚCIO, Larissa. Amores perros: sexo, paixão e dinheiro na relação entre espanhóis e travestis brasileiras no mercado transnacional do sexo. In. PISCITELLI, Adriana; OLIVAR, José Miguel Nieto; ASSIS, Gláucia Oliveira (org.). Gênero, sexo, amor e dinheiro: mobilidades transnacionais envolvendo o Brasil. Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2012, pp.185-224.

PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê: a prostituição viril em São Paulo. São Paulo, Perseu Abramo, 2008.

PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê: a prostituição viril em São Paulo. São Paulo, Brasiliense, 1987.

PERLONGHER, Néstor. O contrato da prostituição viril. Arq. Bras. Psic, 37(2). Rio de Janeiro, 1985, pp.94-105.

PISCITELLI, Adriana. Economias sexuais, amor e tráfico de pessoas: novas questões conceituais. cadernos pagu (47), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp,2016, e16475.

PISCITELLI, Adriana. Actuar la brasileñidad: tránsitos a partir del mercado del sexo. Etnográfica, 15 (2), Lisboa, 2011, pp.5-29.

PISCITELLI, Adriana. Interseccionalidades, categorias de articulação e experiências de migrantes brasileiras. Sociedade e Cultura, 11 (2). Goiânia, 2008, pp.263-274.

PISCITELLI, Adriana; ASSIS, Gláucia de Oliveira; OLIVAR, José Miguel Nieto (org.). Gênero, sexo, amor e dinheiro: mobilidades transnacionais envolvendo o Brasil. Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp,2011.

POCAHY, Fernando. “Vem meu menino, deixa eu causar inveja”: ressignificações de si nas transas do sexo tarifado. Sexualidad, Salud y Sociedad: Revista Latinoamericana, 11, Rio de Janeiro, 2011, pp.122-154.

PUCCINELLI, Bruno. “Perfeito para você, no centro de São Paulo”: mercado, conflitos urbanos e homossexualidades na produção da cidade. Tese (Doutorado em Ciências Sociai), IFCH, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2017.

PUCCINELLI, Bruno; REIS, Ramon Pereira dos. “Periferias” móveis: (homo)sexualidades, mobilidades e produção de diferença na cidade de São Paulo. cadernos pagu (58), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2020, e205806.

RAPPORT, Nigel. The narrative as fieldwork technique: processual ethnography for a world in motion. In: AMIT, Vered (ed.). Constructing the field: ethnographic fieldwork in the contemporary world. New York, Routledge, 2000, pp.71-95.

ROLNIK, Suely. Uma insólita viagem à subjetividade: fronteiras com a ética e a cultura. In: LINS, Daniel (org.). Cultura e subjetividade: saberes nômades. São Paulo, Papirus, 1997, pp.25-34.

REIS, Ramon. Cidades e subjetividades homossexuais: cruzando marcadores da diferença em bares nas “periferias” de São Paulo e Belém. Tese (Doutorado em Antropologia Social), FFLCH, Universidade de São Paulo (USP), 2016.

SANTOS, Maria de Fátima dos. A percepção da memória em narrativas de vida. In: MARQUES, Roberto (org.). Os limites do gênero: estudos transdisciplinares. Fortaleza, Expressão Gráfica, 2006, pp.87-98.

SIGAUD, Lygia. Para que serve conhecer o campo. In: MICELI, Sérgio (org.). Temas e problemas da pesquisa em ciências sociais. São Paulo, Editora Sumaré / FAPESP; Rio de Janeiro, Fundação Ford, 1992, pp.30-42.

SIMMEL, Georg. Digressions sur l’etranger. In. GRAFMEYER, Y; JOSEPH, I. (org.). L’école de Chicago. Paris, Aubier, 1990, pp.53-59.

SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. In: VELHO, Otávio (org.). O Fenômeno urbano. Rio de Janeiro, Zahar, 1967, pp.13-28.

SIMÕES, Júlio Assis. O negócio do desejo. cadernos pagu (31), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2008, pp.535-546.

SIMÕES, Júlio; FRANÇA, Isadora Lins. Do “gueto” ao mercado. In: GREEN, James; TRINDADE, Ronaldo. Homossexualismo em São Paulo e outros escritos. São Paulo, Editora Unesp, 2005, pp.309-336.

THOMPSON, E. P. Tempo, disciplina de trabalho e capitalismo industrial. In: THOMPSON, E. P.. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo, Companhia das Letras, 1998, pp.267-304.

VELHO, Gilberto. A Utopia urbana: um estudo de antropologia social, 3a ed. Rio de Janeiro, Zahar, 1978.

WANDERLEY, Maria de Nazareth Baudel. Ser socióloga do “mundo rural” na Unicamp: memórias muito vivas. Ruris, 1 (1). Campinas, 2007, pp.13-36.

WELCH, Clifford et al. (Org.). Camponeses brasileiros: leituras e interpretações clássicas. São Paulo, Editora Unesp; Brasília, Núcleo de Desenvolvimento Agrário e Desenvolvimento Rural, 2009.

WESTON, K. Get thee to a big city: sexual imaginary and the great gay migration. GLQ: a Journaul of Lesbian and Gay Studies, 2. Durham, 1995, pp.253-277.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade na história e na literatura. São Paulo, Companhia das Letras, 1989.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Cadernos Pagu

Downloads

Não há dados estatísticos.