Banner Portal
Um Estado novo-desenvolvimentista na América Latina?
PDF

Palavras-chave

Desenvolvimentismo. Estado desenvolvimentista. Ortodoxia liberal

Como Citar

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos; THEUER, Daniela. Um Estado novo-desenvolvimentista na América Latina?. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 21, n. 4, p. 811–829, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642258. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

A América Latina foi, provavelmente, a região que mais sofreu nos anos neoliberais, porque era inclusive onde as reformas e políticas respectivas foram levadas mais adiante. Por essa razão, foi também a região em que os anos neoliberais primeiro chegaram ao fim. Desde a década de 1990, líderes políticos de esquerda e economicamente nacionalistas começaram a ganhar as eleições. Por sua vez, uma nova escola de pensamento econômico baseada em uma nova “macroeconomia estruturalista do desenvolvimento” está em discussão e as “Dez Teses sobre o Novo Desenvolvimentismo” são hoje uma alternativa ao consenso de Washington. Significa que o Estado Desenvolvimentista está de volta? É muito cedo para afirmar isso, não só porque ideias e políticas raramente coincidem, mas também porque o aumento nos preços das commodities está ameaçando a industrialização na região.

Abstract

Latin America was probably the region that suffered most in the neoliberal years, because it was also the region where the respective reforms and policies were taken the furthest. For this reason, it was also the region where the neoliberal years first came to an end. In the late 1990s, left wing and economic nationalist political leaders started winning elections. However, a new economic school of thought based on a new concept of “structuralist development macroeconomics” has been under discussion, and the Ten Theses on New Developmentalism are today an alternative to the Washington Consensus. Does this mean that the developmentalist state has returned? It is too soon to say, not only because ideas and politics seldom match, but also because the rise in commodity prices is threatening industrialization in the region.

Keywords: Developmentalism. Developmentalist state. Liberal orthodoxy

PDF

Referências

ARNSON, C. J. et. al, (Org.). La ‘nueva izquierda’. In: AMÉRICA Latina: derechos humanos, participación política y sociedad civil. Washington: Woodrow Wilson Center, 2009.

BRESSER-PEREIRA, C. An account of new developmentalism and its structuralist macroeconomics. Brazilian Journal of Political Economy, v. 31, n. 3, p. 493-502, 2011.

CEPEDA, V. Inclusão, democracia e novo-desenvolvimentismo: um balanço histórico. Estudos Avançados, v. 26, n. 75, p. 77-90, maio/ago. 2012.

CONGRESSO NACIONAL DO BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1988. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao., htm. Acesso em: 15 jun. 2012.

DIAZ-ALEJANDRO, C. Southern Cone estabilization plans. In: CLINE, W.; WEINTRAUB, S. (Org.). Economic stabilization in developing countries. Washington: The Brookins Institution, 1981. p. 119-148.

FERNANDES, N. A geração ISEB. In: HISTÓRIA e geografia fluminense. Rio de Janeiro: IHGRJ, 2008, p. 457-462 Disponível em: http://grupohistoriadobrasil.blogspot.com. br/2011/05/geracao-iseb.html. Acesso em: 14 set. 2012.

LEVINE, D. H. The transition to democracy: are there lessons from Venezuela? Bulletin of Latin American Research, v. 4, n. 2, p. 47-61, 1985.

NATANSON, J. (Org.). La nueva izquierda. Buenos Aires: Debate, 2008.

SALLUM JR., B. O Brasil sob Cardoso: neoliberalismo e desenvolvimentismo. Tempo Social, v. 11, n. 2, p. 23-47, 1999.

SALLUM JR., B. Globalização e estratégia para o desenvolvimento: o Brasil nos anos 90. In: DINES, A. et. al. Sociedade e Estado: superando fronteiras. São Paulo: Edições Fundap, 1998.

TAVARES, Maria da Conceição. Auge e declínio do processo de substituição de importações no Brasil. In: TAVARES, M. C. Da substituição de importações ao capitalismo financeiro. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972. Original em espanhol, 1963.

WEISBROT, M.; RAY, R.; JOHNSTON, J. Bolivia: the economy during the Morales administration. Center for Economic and Policy Research, Dec. 2009, 4.

WEISBROT, M; SANDOVAL, L. Update: the Venezuelan economy in the Chávez years. Center for Economic and Policy Research, Feb. 2008, 2.

WONG, J. The adaptive developmental State in East Asia. Journal of East Asian Studies, 4, p. 345-362, 2004.

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.