Banner Portal
O debate acerca dos objetivos e condução da política fiscal: uma abordagem crítica à visão convencional
PDF

Palavras-chave

Política fiscal. Dívida pública. Finanças funcionais

Como Citar

MONTES, Gabriel Caldas; ALVES, Romulo do Couto. O debate acerca dos objetivos e condução da política fiscal: uma abordagem crítica à visão convencional. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 21, n. 2, p. 363–386, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642289. Acesso em: 22 jul. 2024.

Resumo

O presente trabalho resgata os principais argumentos que servem como guia e recomendações que sustentam a visão convencional de condução da política fiscal para, em seguida, confrontá-la com uma visão crítica fundamentada, principalmente, no arcabouço pós-keynesiano e na Teoria das Finanças Funcionais. Além disso, aborda, de maneira crítica, a condução da política fiscal no Brasil, no período recente, apresentando fatos estilizados acerca de seus objetivos e resultados.

Abstract

The debate about the goals and conduction of fiscal policy: a critical approach to the conventional view The present work focuses on presenting the main arguments that support the conventional approach regarding fiscal policy conduction; subsequently, this approach is confronted to a post-keynesian critical vision based on the Theory of Functional Finance. Besides, the work critically approaches the conduction of fiscal policy in Brazil at recent time, presenting stylized facts regarding its objectives and results.

Keywords: Fiscal policy. Public debt. Functional finance

PDF

Referências

AMADEO, Edward J. (Org.). Ensaios sobre economia política moderna: teoria e história do pensamento econômico. São Paulo: Marco Zero, 1989.

ARESTIS, P.; SAWYER, M. The effectiveness of monetary policy and fiscal policy. Levy Economics Institute, 2003a. (Working Paper, n. 369).

ARESTIS, P.; SAWYER, M Reinventing fiscal policy. Journal of Post Keynesian Economics, v. 26, n. 1, Fall, 2003b.

ARESTIS, P.; SAWYER, M .The nature and role of monetary policy when money is endogenous. Cambridge Journal of Economics, v. 30, p. 847-860, 2006a.

ARESTIS, P.; SAWYER, M .Interest rates and the real economy. In: GNOS, C.; ROCHON, L. P. (Ed.). Post Keynesian principles of economic policy. Aldershot: Edward Elgar, 2006b.

ARRIGHI, Giovanni. O longo século XX: dinheiro, poder e origem do nosso tempo. Rio de Janeiro: Contraponto; São Paulo: Unesp, 1996.

BARRO, R. J. The Ricardian approach to budget deficits. Journal of Economic Perspectives, v. 3, n. 2, p. 37-54, 1989.

BARRO, R. J. Optimal management of indexed and nominal debt. Annals of Economics and Finance, n. 4, p. 1-15, 2003.

BLANCHARD, O.; CHOURAQUI, J.; HAGEMANN, R.; SARTOR, N. The sustainability of fiscal policy: new answers to an old question. OECD Economic Studies, n. 15, p. 7-36, 1990.

BUITER, W. H. ‘Crowding Out’ and the effectiveness of fiscal policy. Journal of Public Economics, v. 7, p. 309-328, 1977.

BUITER, W. H. Guide to public sector debt and deficits. Economic Policy: a European Forum, 1, p. 13-79, Nov. 1985.

CALVO, G. A.; GUIDOTTI, P. E. Indexation and maturity of government bonds: an explanatory model. In: DORNBUSCH, R.; DRAGHI, M. (Ed.). Public debt management: theory and history. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

CARLSTROM, C. T; FUERST, T. S. Money growth and inflation: does fiscal policy matter? Federal Reserve Bank of Cleveland, Research Department, 1999.

CARLSTROM, C. T. The fiscal theory of the price level. Federal Reserve Bank of Cleveland, Economic Review, v. 36, n. 1, p. 22-32, 2000.

CARVALHO, F. C. Fundamentos da escola pós-keynesiana: a teoria de uma economia monetária. In: AMADEO, Edward J. (Org.). Ensaios sobre economia política moderna: teoria e história do pensamento econômico. São Paulo: Marco Zero, 1989.

CARVALHO, F. C. Políticas econômicas para economias monetárias. In: LIMA, Gilberto Tadeu de, SICSÚ, João; PAULA, Luiz Fernando de (Org.). Macroeconomia moderna: Keynes e a economia contemporânea. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

CHESNAIS, François. A finança mundializada. São Paulo: Boitempo, 2005.

CHESNAIS, François. (Coord.). A mundialização financeira: gênese, custos e riscos. São Paulo: Xamã, 1998.

CHESNAIS, François A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

COLLANDER, D. Functional finance, new classical economics and great great grandsons. Middlebury College Economics Discussion Paper, n. 02-34, Jul. 2002.

CYSNE, R. P.; SOBREIRA, R. Ajustes fiscais: experiências recentes de países selecionados. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

DELFIM NETTO, A. Déficit Nominal Zero. Boletim de Conjuntura Economia & Tecnologia, ano 01, v. 2, jul./ago. p. 5-12, 2005.

EISNER, R.; PIEPER, P. A new view of the federal debt and budget deficits. American Economic Review, Mar. 1984.

FAZZARI, S. M. Why doubt the effectiveness of Keynesian fiscal policy. Journal of Post Keynesian Economics, v. 17, n. 2, p. 231-248, 1994-95.

FORSTATER, M. Functional finance and full employment: lessons from Lerner for today.

The Jerome Levy Economics Institute of Bard College, 1999. (Working Paper, n. 272).

FRIEDMAN, M. The role of monetary police. American Economic Review, Mar. 1968.

GARCIA, R. C. Despesas correntes da União: visões, omissões e opções. Brasília: Ipea, jan. 2008. (Texto para discussão, n. 1.319). Disponível em: www.ipea.gov.br.

GIAMBIAGI, F.; ALÉM, A. C. Finanças públicas: teoria e prática no Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

GIAVAZZI, F.; PAGANO, M. Confidence crises and public debt management. In: DORNBUSCH, R.; Draghi, M. (Ed.). Public debt management: theory and history. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

GIAVAZZI, F; MISSALE, A. Public debt management in Brazil. Cambridge, MA: National Bureau of Economic Research, 2004. (NBER Working Paper, n. 10394).

GODLEY, W.; McCARTHY, G. Fiscal policy will matter. Challenge, v. 41, n. 1, p. 38-54, 1997.

GODLEY, W; LAVOIE, M. Fiscal policy in a Stock-Flow Consistent (SFC) model. Journal of Post Keynesian Economics. v. 30, n 1, Fall, 2007.

HELLER, P. S. Fiscal policy management in an open capital regime. Washington: International Monetary Fund. Fiscal Affairs Department, 1997. (Working paper, 20).

HERMANN, J. Ascensão e queda da política fiscal: de Keynes ao “autismo fiscal” dos anos 1990-2000. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 34, Salvador, 2006. ANPEC. Disponível em: www.anpec.org.br/encontro2006.

HIRST, P.; THOMPSON, G. Globalização em questão. Petrópolis: Vozes, 1998.

KEYNES, J. M. Teoria geral do emprego, do juro e da moeda. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1964.

KING, M. Commentary: Monetary policy implications of greater fiscal discipline. In: BUDGET deficits and debt: issues and options. Federal Reserve Bank of Kansas City, Aug./ Sept. 1995.

KLAMER, A. Conversas com economistas. São Paulo: Pioneira, 1983.

KREGEL, J. Budget déficits, stabilization policy and liquidity preference: Keynes’s post war policy proposals. In: VICARELLI, F. Keynes’s relevance today. London: MacMillan, 1991.

KYDLAND, F. E.; PRESCOTT, E. C. Rules rather than discretion: the inconsistency of optimal plans. Journal of Political Economic, v. 85, n. 3, 1977.

LERNER, A. P. Economics of employment. New York: McGraw-Hill, 1951.

LERNER, A. Function finance and federal debt. Social Research, v. 10, n. 1, p. 38-51, Feb. 1943.

LERNER, A. The economic steering wheel. Kansas City: The University Review, Jun. 1941.

LIMA, G. T.; SICSÚ, J. (Org.). Macroeconomia do emprego e da renda: Keynes e o keynesianismo. São Paulo: Manole, 2003.

LIMA, G. T. Em busca do tempo perdido: a recuperação pós-keynesiana da economia do emprego de Keynes. Rio de Janeiro: BNDES, 1992.

LIMA, G. T. O império contra-ataca: a macroeconomia e a síntese neoclássica. In: LIMA, Gilberto Tadeu de; SICSÚ, João (Org.). Macroeconomia do emprego e da renda: Keynes e o keynesianismo. São Paulo: Manole, 2003.

LIMA, G. T; SICSÚ, J.; de PAULA, L. F. (Org.). Macroeconomia moderna: Keynes e a economia contemporânea. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

LOPREATO, F. L. C. Política fiscal: mudanças e perspectivas. In: CARNEIRO, R. (Org.). A supremacia dos mercados e a política econômica do governo Lula. São Paulo: Unesp, 2006.

LOPREATO, F. L. C. O papel da política fiscal: um exame da visão convencional. Campinas: Unicamp. IE, fev. 2006. (Texto para Discussão, n. 119).

LOU, J. E; WANG, S. Public finance in China: reform and growth for a harmonious society. Washington: World Bank, 2008.

LUCAS, R.; SARGENT, T. (Ed.). Rational expectations e econometric practice. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1981.

MARSHALL, Alfred. Princípios de economia. São Paulo: Abril Cultural, 1985.

MATTOSO, J. A desordem do trabalho. São Paulo: Scritta, 1995.de MENDONÇA, H. F. Mecanismos de transmissão monetária e a determinação da taxa de juros: uma aplicação da regra de Taylor ao caso brasileiro. Economia e Sociedade, Campinas, n. 16, p. 65-81, jun. 2001 ________; MONTES, G. C. Recovering effectiveness of monetary policy under a deflationary environment. Investigación Económica, v. LXVII, n. 265, Jul./Sept. 2008.

MONTES, G. C.; FEIJÓ, C. A. Decisão de preços em economias monetárias e metas de inflação. Economia e Sociedade, Campinas, n. 37, p. 469-491, dez. 2009.

MISSALE, A., F.; GIAVAZZI, F.; BENIGNO, P. How is debt managed? Learning from fiscal stabilization. Scandinavian Journal of Economics, v. 104, n. 3, p. 443-469, 2002.

NABÃO, M. Os efeitos de variações cambiais sobre o déficit público. Revista de Economia Política, v. 13, n. 1(49), jan./mar. 1993.

NELL, E. J.; FORSTATER, M. Reinventing functional finance: transformational growth and full employment. Northampton, MA: Edward Elgar Publishing, 2003.

OREIRO, J. L. C. Keynes, política fiscal e a economia brasileira. 2009. Disponível em: http://jlcoreiro.wordpress.com/2009/03/05/keynes-politica-fiscal-e-a-economia-brasileira/.

OREIRO, J. L. C; SICSÚ, J.; de PAULA, L. F. Controle da dívida pública e política fiscal: uma alternativa para um crescimento autossustentado da economia brasileira. In: SISCÚ, J.; OREIRO, J. L. C.; de PAULA, L. F. Agenda Brasil: políticas econômicas para o crescimento com estabilidade de preços. Barueri: Manole: Fundação Konrad Adenauer, 2003.

OREIRO, J. L. C.; NETO, J. B. P. Política fiscal, crescimento e distribuição de renda e regimes de endividamento público: uma abordagem pós-keynesiana. Curitiba: UFPR, 2006. (Textos para Discussão).

PAULANI, L. M. Brasil delivery: servidão financeira e estado de emergência econômico. São Paulo: Boitempo, 2008.

PIGOU, Arthur Cecil. A study in public finance. 3. ed. London: MacMillan, 1952.

PIRES, M. C. C. Uma análise da proposta de déficit nominal zero. Revista de Economia Política , v. 27, n. 4 (108), p. 651-663 out./dez. 2007.

RESENDE, M. F C. Déficits gêmeos e poupança nacional: abordagem teórica. Revista de Economia Política, v. 29, n. 1 (113), p. 24-42, jan./mar. 2009.

RICARDO, David. Princípios de economia política e tributação. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SARGENT, T.; WALLACE, N. Some unpleasant monetarist arithmetic. Quarterly Review, Federal Reserve Bank of Minneapolis, Fall, 1-17, 1981.

SILVA, M. L. F. (Org.). Moeda e produção: teorias comparadas. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1992.

Da SILVA, R. T. A importância da credibilidade na condução da política monetária para o equilíbrio fiscal. Tese (Doutorado)-Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

SMITH, Adam. A riqueza das nações. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

SOARES, F. V.; RIBAS, R. P.; OSÓRIO, R. G. Avaliando o impacto do Programa Bolsa Família: uma comparação com programas de transferência condicionada de renda de outros países. Brasília: Centro Internacional de Pobreza, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, dez. 2007. Disponível em: http://www.undp-povertycentre.org/pub/port/ IPCEvaluationNote1.pdf.

SQUEFF, G. C.; OREIRO, J. L C.; de PAULA, L. F. Flexibilização do regime de metas de inflação em países emergentes: uma abordagem pós-keynesiana. In: OREIRO, J. L. C.; de PAULA, L. F.; SOBREIRA, R. (Ed.). Política monetária, bancos centrais e metas de inflação: teoria e experiência brasileira. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

TAVARES, M. C.; FIORI, J. L.. Desajuste global e modernização conservadora. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

TEIXEIRA, A. O ajuste impossível: um estudo sobre a desestruturação da ordem econômica e seu impacto sobre o Brasil. Rio de Janeiro: UFRJ, 1994.

VICARELLI, F. Keynes’s relevance today. London: MacMillan, 1991.

WOODFORD, M. Monetary policy and price level determinacy in a cash-in-advance economy. Economic Theory, v. 4, n. 3, p. 345-80, 1994.

WOODFORD, M. Price-level determinacy with control of a monetary aggregate. CarnegieRochester Conference Series on Public Policy, p. 1-46, Dec. 1995.

WRAY, R. Trabalho e moeda hoje: a chave para o pleno emprego e a estabilidade dos preços. Rio de Janeiro: UFRJ/Contraponto, 2003.

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.