Banner Portal
Desenvolvimentismo versus liberalismo econômico no período populista e o gasto público social
PDF

Palavras-chave

Política social. Populismo. Desenvolvimento econômico. Educação. Saúde

Como Citar

PIRES, Julio Manuel. Desenvolvimentismo versus liberalismo econômico no período populista e o gasto público social. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 19, n. 3, p. 529–556, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642679. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

O artigo propõe-se a examinar o dispêndio público brasileiro na área social durante o período populista (1930-1964), fazendo uma análise comparativa entre os períodos “autoritário” e “democrático”. Busca-se também averiguar qual a importância do contexto econômico, político e ideológico para explicar as alterações observadas no gasto social nesse período.

Abstract

Developmentalism versus economic liberalism in the populist period and social public expenditure expenditure This article aims to investigate social public expenditure during the populist period (1930-1964) by carrying out a comparative analysis of the “authoritarian” and “democratic” ages. In addition, the economic, political and ideological context will be investigated in order to clarify the changes in social expenditure that took place in this period.

Key words: Social policy. Populism. Economic development. Education. Health.

PDF

Referências

ABRANCHES, Sérgio H. et al. Os despossuídos – crescimento e pobreza no país do milagre. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

ALMINO, João. Os democratas autoritários: liberdades individuais, de associação política e sindical na Constituição de 1946. São Paulo: Brasiliense, 1980.

BIELSCHOWSKY, Ricardo. Pensamento econômico brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimentismo. 4. ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000.

BIERRENBACH, Maria Inês Rocha de Sousa. Política e planejamento social - Brasil: 1956-1978. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

BRAGA, José Carlos de Souza; PAULA, Sérgio Góes de. Saúde e previdência: estudos de política social. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1986.

BRASIL. FIBGE. Anuário Estatístico do Brasil. Rio de Janeiro. Vários anos.

BRASIL. FIBGE. Sinopse estatística do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 1940.

BRASIL. FIBGE. Repertório estatístico do Brasil - Situação Social Nº 1. Rio de Janeiro: IBGE, 1941.

BRASIL. FIBGE. O mundo em números. Rio de Janeiro: IBGE, 1957.

BRASIL. FIBGE. O Brasil em números - Apêndice do Anuário Estatístico do Brasil-1960. Rio de Janeiro: IBGE, 1960.

BRASIL. FIBGE. Indicadores sociais: tabelas selecionadas. Rio de Janeiro: IBGE, 1984. 2 v.

BRASIL. FIBGE. Séries estatísticas retrospectivas. Rio de Janeiro: IBGE, 1986. 3 v.

BRASIL. FIBGE. Estatísticas históricas do Brasil: séries econômicas, demográficas e sociais de 1550 a 1988. 2. ed. rev. e atual. do volume 3 de Séries estatísticas retrospectivas. Rio de Janeiro: IBGE, 1990.

BRASIL. LEIS, DECRETOS. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil - 1946. São Paulo: Edição Saraiva, 1948.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÄO E CULTURA. Estatísticas das despesas com o ensino e a cultura - 1956. Rio de Janeiro: Serviço de Estatística da Educação e Cultura, 1957.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÄO E CULTURA. Estatísticas das despesas com o ensino e a cultura - 1957/58. Rio de Janeiro: Serviço de Estatística da Educação e Cultura, 1958.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÄO E CULTURA. Estatísticas das despesas com o ensino e a cultura - 1958/59. Rio de Janeiro: Serviço de Estatística da Educação e Cultura, 1959.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÄO E CULTURA. Estatísticas das despesas com o ensino e a cultura - 1959/60. Rio de Janeiro: Serviço de Estatística da Educação e Cultura, 1960.

BRASIL. MINISTÉRIO DA FAZENDA. Balanço Geral da União. Rio de Janeiro. Vários anos.

BRASIL. MINISTÉRIO DA FAZENDA. Boletim do Conselho Técnico de Economia e Finanças. Rio de Janeiro. Vários números.

BRASIL. MINISTÉRIO DA FAZENDA. Revista de Finanças Públicas. Rio de Janeiro. Vários números.

BRASIL. MINISTÉRIO DA FAZENDA. Finanças do Brasil: orçamentos e balanços - Estados e Municípios: quinquênio 1943-1947. Rio de Janeiro, 1949. v. XVII.

BRASIL. MINISTÉRIO DA FAZENDA. Finanças do Brasil: receita e despesa - União, Estados e Municípios, exercícios de 1941/1950. Rio de Janeiro, 1952. v. XVIII.

BRASIL. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Plano SALTE. Rio de Janeiro: Departamento de Imprensa Nacional, 1950.

CARONE, Edgard. A república liberal - I (Instituições e classes sociais). São Paulo: Difel, 1985.

CIGNOLLI, Alberto. Estado e força de trabalho: introdução à política social no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2001.

COHN, Amélia. Previdência social e processo político no Brasil. São Paulo: Moderna, 2001.

COUTINHO, Maurício C.; SALM, Claúdio. Previdência social. In: BACHA, Edmar Lisboa; KLEIN, Herbert S. (Org.). A transição incompleta: Brasil desde 1945. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986. v. 2, p. 211-243.

CUNHA, Luís Antônio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

DEMO, Pedro. Política social nas décadas de 60 e 70. Fortaleza: Edições UFC, 1981.

DRAIBE, Sônia Miriam. Rumos e metamorfoses: um estudo sobre a constituição do Estado e as alternativas da industrialização no Brasil, 1930-1960. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

FISCHLOWITZ, Estanislau. Previdência Social. Rio de Janeiro: DASP - Serviço de documentação, 1955. (Ensaios de Administração, n. 4).

FONSECA, Pedro Cezar Dutra. Vargas: o capitalismo em construção – 1906-1954. São Paulo: Brasiliense, 1989.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. A Previdência Social no Brasil e no estrangeiro. Rio de Janeiro. 1950.

GIACOMONI, James. Orçamento público. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1986.

GONÇALVES, Ernesto Lima. Avaliação crítica do sistema assistencial brasileiro. In: GONÇALVES, Ernesto Lima (Org.). Administração de saúde no Brasil. São Paulo: Pioneira, 1982. p. 138-162.

GOUGH, Ian. Gastos del Estado en el capitalismo avanzado. In: SONNTAG, Heinz Rudolf; VALECILLOS, Héctor. El Estado en el capitalismo contemporáneo. 9. ed.

México: Siglo Veintiuno Editores, 1990. p. 224-302.

HADDAD, Claúdio L. S. O crescimento do produto real do Brasil - 1900-1947. Rio de Janeiro: FGV, 1978.

IANNI, Octavio. O colapso do populismo no Brasil. 4. ed. rev. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

JAGUARIBE, Hélio et al. Brasil, 2000 - para um novo pacto social. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

JAGUARIBE, Hélio. Brasil: reforma ou caos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

LIMA, José Luiz. Estado e setor elétrico no Brasil: do código de águas à crise dos anos 80 - 1934-1984. Tese (Doutorado em Economia)–FEA-USP, São Paulo, 1989.

MACEDO, Ésio de F. O serviço de saúde pública à luz da geografia financeira. Revista de Finanças Públicas, p. 17-21, set./out. 1960.

MACEDO, Ésio de. A situação municipal em 1959 à luz da geografia financeira. Revista de Finanças Públicas, p. 23-33, abr./mai./jun. 1961.

MAIA, Rosane de Almeida. Estado e industrialização no Brasil: estudo dos incentivos ao setor privado nos quadros do Programa de Metas do Governo Kubitschek. Dissertação (Mestrado)–FEA-USP, São Paulo, 1986. Mimeografado.

MALLOY, James M. A política da Previdência Social no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1986.

MELLO, Carlos Gentile de. Saúde e assistência médica no Brasil. São Paulo: CEBESHucitec, 1977.

OLIVEIRA, Jaime A. A.; TEIXEIRA, Sônia M. Fleury. (Im)Previdência Social: 60 anos de história da Previdência no Brasil. Petrópolis: Vozes/ABRASCO, 1986.

PEDRO, Alim. O seguro social; A indústria brasileira; O instituto dos industriários. Rio de Janeiro: IAPI , 1950.

POSSAS, Cristina de Albuquerque. Saúde e trabalho, a crise da previdência social. Rio de Janeiro: Hucitec, 2001.

ROMANELLI, Otaíza. História da educação no Brasil (1930-1973). 30. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e justiça: a política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

SINGER, Paul. A crise do “milagre”. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

VIANA, Arizio de. Orçamento brasileiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Edições Financeira, 1950.

VIANNA, Sérgio Besserman. A política econômica no segundo Governo Vargas (1951- 1954). Rio de Janeiro: BNDES, 1987.

VIANNA, Maria Lúcia T. Werneck; SILVA, Beatriz Azeredo da. Interpretação e avaliação da política social no Brasil: uma bibliografia comentada. In: MPAS/CEPAL. A política social em tempo de crise: articulação institucional e descentralização. Brasília, 1989. v. III, p. 109-275.

VIEIRA, Pedro José M. Resumo histórico da assistência social no Brasil. Rio de Janeiro: FLBA, 1986.

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.