Banner Portal
Desigualdade da renda e das despesas per capita no Brasil, em 2002-2003 e 2008-2009, e avaliação do grau de progressividade ou regressividade de parcelas da renda familiar
PDF

Palavras-chave

Distribuição da renda. Aposentadorias. Bolsa Família. Transferências de renda. Desigualdade

Como Citar

HOFFMANN, Rodolfo. Desigualdade da renda e das despesas per capita no Brasil, em 2002-2003 e 2008-2009, e avaliação do grau de progressividade ou regressividade de parcelas da renda familiar. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 19, n. 3, p. 647–661, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642684. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Utilizando os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2008-2009, são analisadas as principais características da distribuição da renda familiar per capita (RFPC) no Brasil e em seis regiões, comparando com resultados obtidos da POF de 2002-2003. Também é analisada a distribuição da despesa total per capita. Finalmente, verifica-se como várias parcelas da renda familiar contribuem para aumentar ou reduzir a desigualdade no país em 2008-2009. Constata-se que as aposentadorias e pensões de funcionários públicos são uma parcela fortemente regressiva. Por outro lado, as transferências de programas sociais federais são fortemente progressivas, com destaque para o Bolsa Família

Abstract

Using data from the 2008-2009 Brazilian Family Budgets Survey, this paper analyzes the main characteristics of the per capita family income distribution in Brazil and its regions, compared to results obtained from the 2002-2003 Survey. The distribution of total spending per capita is also analyzed. Finally, the way in which the components of family income contributed to the increase or decrease in the country’s income distribution in 2008-2009 is examined. It is shown that pensions of public servants are a strongly regressive component of the per capita family income, and that transfers from federal social programs are progressive, especially the Bolsa Família program.

Key words: Income distribution. Pensions. Government income transfers. Bolsa Família. Inequality

PDF

Referências

BARROS, R.; CARVALHO, M.; FRANCO, S.; MENDONÇA, R. Markets, the state and the dynamics of inequality: Brazil’s case study. Disponível em: www.undp.org/latinoamerica/inequality. Acessado em dez./2009.

HOFFMANN, Rodolfo. Elasticidade-renda das despesas e do consumo de alimentos no Brasil em 2002-2003. In: SILVEIRA, F. G.; SERVO, L. M. S.; MENEZES, T.; PIOLA, S. G. (Org.). Gasto e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. Brasília: Ipea, 2007. v. 2, p. 463-483.

HOFFMANN, Rodolfo. Desigualdade da distribuição da renda no Brasil: a contribuição de aposentadorias e pensões e de outras parcelas do rendimento domiciliar per capita. Economia e Sociedade, Campinas, v. 18, n. 1 (35), p. 213-231, abr. 2009.

HOFFMANN, Rodolfo. The evolution of income distribution in Brazil: what promotes and what restricts the decline in inequality. Trabalho apresentado no seminário “A comparative analysis of growth and development: Argentina and Brazil”. University of Illinois, Apr. 22-23, 2010.

IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: despesas, rendimentos e condições de vida. Rio de Janeiro: IBGE, 2010a.

IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Versão 1. CD de Microdados. Rio de Janeiro: IBGE, 2010b.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2009. PNAD, v. 30, Rio de Janeiro: IBGE, 2010c.

IPEA. Previdência e assistência social: efeitos no rendimento familiar e sua dimensão nos Estados. Comunicados do Ipea, n. 59, jul. 2010.

SOARES, Fábio Vera et al. Programas de transferência de renda no Brasil: impactos sobre a desigualdade. In: BARROS, R. P.; FOGUEL, M. N.; ULYSSEA, G. (Org.). Desigualdade de renda no Brasil: uma análise da queda recente. Brasília: Ipea, 2007. v. 2, p. 87-129.

SOARES, Sergei; SÁTYRO, Natália. O programa Bolsa Família: desenho institucional, impactos e possibilidades futuras. Brasília: Ipea, out. 2009. (Texto para Discussão, n. 1424).

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.