Banner Portal
Liberalização e desenvolvimento financeiro: lições da experiência brasileira no período 1990-2006
PDF

Palavras-chave

Sistema financeiro brasileiro. Política financeira. Liberalização. Desenvolvimento financeiro. Desenvolvimento econômico

Como Citar

HERMANN, Jennifer. Liberalização e desenvolvimento financeiro: lições da experiência brasileira no período 1990-2006. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 257–290, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642689. Acesso em: 14 jul. 2024.

Resumo

O artigo analisa indicadores do sistema financeiro brasileiro no período 1990-2006, visando uma avaliação preliminar da extensão do desenvolvimento financeiro no Brasil pós-liberalização. A análise mostra que o desenvolvimento desse período esteve aquém do que se poderia esperar de uma política bem sucedida. A discussão a seguir sugere que: o ambiente macroeconômico parece ser mais relevante que a política financeira para o desenvolvimento financeiro; o ambiente que o favorece não é prioritariamente definido pelo equilíbrio monetário e fiscal, mas sim pelo crescimento econômico; a liberalização tem efeitos ambíguos para o desenvolvimento econômico e financeiro, mantendo-os numa trajetória de stop and go

Abstract

The paper analyses indicators of Brazilian Financial System over the 1990-2006 period, aiming at a preliminary evaluation of the extension of post-liberalization financial development in Brazil. The analysis shows that this process was significantly weaker than expected from a well succeeded policy. The discussion points that: 1) macroeconomic environment seems more relevant to financial development than financial policy; 2) the environment that favors financial development is not one marked by monetary and fiscal equilibrium, but by economic growth; 3) liberalization has ambiguous effects to economic and financial development, maintaining both in a ‘stop and go’ pace.

Key words: Brazilian financial system. Financial policy. Liberalization; Financial development. Economic development.

PDF

Referências

AGÉNOR, P.; MONTIEL, P. J. Development macroeconomics. 2nd ed. New Jersey: Princeton University Press, 1999.

BACEN. Banco Central do Brasil. Evolução do Sistema Financeiro Nacional - Relatório Semestral do Mês de Dezembro de 1998. Brasília: Banco Central do Brasil, Deorf (Diretoria de Organização do Sistema Financeiro). 1998.

BACEN. Banco Central do Brasil. Regimes especiais após o Plano Real. Dez. 2001. Disponível em: www.bcb.gov.br.

BACEN. Banco Central do Brasil. Relatório de Estabilidade Financeira. Brasília, Nov. 2002.

BACEN. Banco Central do Brasil. Relatório de Estabilidade Financeira. Brasília, Nov. 2007.

BACEN. Banco Central do Brasil. Relatório de Estabilidade Financeira. Brasília, Maio 2008.

BACHA, E. L. O fisco e a inflação: uma interpretação do caso brasileiro. Revista de Economia Política, v. 14, n. 1 (53), p. 5-17, jan./mar. 1994.

BARROS, J. R. M. de; ALMEIDA JR., M. F. de. Análise do Ajuste do Sistema Financeiro no Brasil. Brasília: Ministério da Fazenda, Secretaria de Política Econômica, Maio 1997.

BERGER, A. N.; KASHYAP, A. K.; SCALISE, J. M. The transformation of the US banking industry: what a long, strange trip it’s been. Brookings Papers on Economic Activity, n. 2, p. 55-218, 1995.

BRUNO, M. High inflation and the nominal anchors of an open economy. Essays in International Finance, Princeton University, n. 183, Jun. 1991.

CARVALHO, F. J. Cardim de. Sistema financeiro internacional: tendências e perspectivas. Rio de Janeiro: UFRJ. IE, jul. 1997. (Texto para Discussão IE-UFRJ, n. 395).

CARVALHO, F. J. The real stabilization plan and the banking sector in Brazil. Banca Nazionale del Lavoro Quarterly Review, n. 206, p. 291-326, Sept. 1998.

CHAMLEY, C.; HUSSAIN, Q. The effects of financial liberalization in Thailand, Indonesia, and Philippines. Washington, DC: World Bank, Oct. 1988. (World Bank Working Papers, n. 125).

CHO, Y. J. Inefficiencies from financial liberalization in the absence of well-functioning equity markets. Journal of Money, Credit and Banking, v. 18, n. 2, p. 191-199, May 1986.

CINTRA, M. A. M.; FREITAS, M. C. P. de (Org.). Transformações institucionais dos sistemas financeiros – um estudo comparado. São Paulo: Fapesp/Fundap, 1998.

DEMIRGÜÇ-KUNT, A.; DETRAGIACHE, E. Financial liberalization and financial fragility. Washington, DC: International Monetary Fund, Jun. 1998. (IMF Working Paper, 98/83).

DREES, B.; PAZARBASIOGLU, C. The Nordic banking crises: pitfalls in financial liberalization? Washington, DC: International Monetary Fund, Apr. 1998. (IMF Occasional Paper, n. 161).

DYMSKI, G. A.; EPSTEIN G.; POLLIN, R. (Ed.). Transforming the U. S. financial system. London: M. E. Sharpe, 1993.

EDEY, M.; HVIDING, K. An assessment of financial reform in OECD countries. Washington, DC: Organisation for Economic Co-operation and Development, 1995.

(OECD Working Papers, n. 154).

FARIA, J. A. de; PAULA, L. F. de; MARINHO, A. Eficiência do setor bancário brasileiro: a experiência recente das fusões e aquisições. In: PAULA, L. F. de; OREIRO, J. L. (Org.). Sistema financeiro: uma análise do setor bancário brasileiro. Rio de Janeiro: Campus, 2007. Cap. 6, p. 125-154.

FREITAS, M. C. P. de (Org.). Abertura do sistema financeiro no Brasil nos anos 1990. São Paulo: Fundap/Fapesp / Brasília: Ipea, 1999.

FRY, Maxwell J. Money, interest and banking in economic development. 2nd ed. London: The John Hopkins University Press, 1995.

GIAMBIAGI, F. Estabilização, reformas e desequilíbrios macroeconômicos: os anos FHC (1995-2002). In: GIAMBIAGI, F.; VILLELA, A.; CASTRO, L. B. de; HERMANN, J. (Org.). Economia brasileira contemporânea (1945/2004). Rio de Janeiro: Campus, 2005.

HERMANN, J. Ancoragem cambial em ambiente de elevada mobilidade internacional do capital: alcance, limites e soluções. Estudos Econômicos, v. 29, n. 4, p. 475-511, 1999.

HERMANN, J. Liberalização e crises financeiras: o debate teórico e a experiência brasileira nos anos 1990. Tese (Doutoramento)– Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ), Rio de Janeiro, 2002a.

HERMANN, J. Financial system structure and financing models: the Brazilian experience and its perspective (1964/1997). Journal of Latin American Studies, v. 34, p. 71-114, Feb. 2002b.

HERMANN, J. Liberalização financeira e crise cambial: a experiência brasileira no período 1987-99. In: SOBREIRA, Rogério (Org.). Regulação financeira e bancária. São Paulo: Atlas, 2005. p. 210-258.

HERMANN, J; R. STUDART. Estrutura e operação dos sistemas financeiros no Mercosul: perspectivas a partir das reformas institucionais dos anos 1990. Brasília: IPEA, maio 2001. (Texto para Discussão).

IMF. International Monetary Fund. Financial crises: characteristics and indicators of vulnerability. World Economic Outlook, Washington, DC, chapt.. IV, May 1998.

JOHNSTON, R. B.; DARBAR, S. M.; ECHEVERRIA, C. Sequencing capital account liberalization: lessons from the experiences in Chile, Indonesia, Korea, and Thailand. Washington, DC: IMF, Nov. 1997. (Working Paper, 97/157).

KAMINSKY, G. L.; C. M. REINHART. The twin crises: the causes of banking and balance-of-payments problems. International Finance Discussion Papers, Board of Governors of the Federal Reserve System, n. 544, Mar. 1996.

KIGUEL, M. A.; LIVIATAN, N. The business cycle associated with exchange rate-based stabilizations. The World Bank Economic Review, v. 6, n. 2, p. 279-305, 1992b.

KREGEL, J. The past and future of banks. Ente per gli Studi Monetari, Bancari e Finanziari Luigi Einaudi: Quaderni di Ricerche, n. 21, Mar. 1998.

KRUGMAN, P. What happened to Asia? Disponível em: http://web.mit.edu/krugman. Jan. 1998. Acesso em: mar. 1998.

LEVI, M. L. O sistema financeiro japonês no pós-guerra e sua desregulamentação nos anos 1980. In: CINTRA e FREITAS (Org.). 1998, p. 288-332.

MATHIESON, D. J.; ROJAS-SUÁREZ, L. Liberalization on the capital account: experiences and issues. Washington, DC: International Monetary Fund, 1993. (IMF Working Paper, n. 46).

MCKINNON, R. Money and capital in economic development. Brookings Institution, 1973.

MCKINNON, R. The order of economic liberalization. 2nd ed. London: The Johns Hopkins University Press, 1993.

RADELET, S.; SACHS, J. D. The East Asian financial crisis: diagnosis, remedies, prospects. Brookings Papers on Economic Activity, n. 1, p. 1-90, 1998.

SARNO, P. M. A criação da CVM e a regulação do mercado de capitais no Brasil – 1976/1986. Tese (Doutoramento)–IE/UFRJ, Rio de Janeiro, 2006.

SHAW, E. S. Financial deepening in economic development. New York: Oxford University, 1973.

SICSÚ, J. A liberalização financeira brasileira no período 1988-2002. In: SICSÚ, J.; FERRARI FILHO, F. (Org.). Câmbio e controles de capitais. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

SILVA, G. J. C. da; OREIRO, J. L.; PAULA, L. F. de. Spread bancário no Brasil: uma avaliação empírica recente. In: PAULA, L. F. de; e OREIRO, J. L. (Org.). Sistema financeiro: uma análise do setor bancário brasileiro. Rio de Janeiro: Campus, 2007, cap. 9, p. 191-220.

SOUZA, Barbara H. O. de. O impacto da política monetária na formação de mecanismos de financiamento à indústria. Dissertação (Mestrado)–IE/UFRJ, Rio de Janeiro, 2006.

VALOR ECONÔMICO, São Paulo, Caderno Finanças, 11 jan. 2007, p. B3.

WORLD BANK. World Development Report 1989. New York: Oxford University Press for the World Bank, 1989.

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.