Mudanças na composição das famílias e impactos sobre a redução da pobreza no Brasil

Autores

  • Eugenia Troncoso Leone Universidade Estadual de Campinas
  • Alexandre Gori Maia Universidade Estadual de Campinas
  • Paulo Eduardo Baltar Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Estrutura familiar. Pobreza. Mercado de trabalho

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é analisar a associação entre as mudanças observadas na composição das famílias e a condição de pobreza no Brasil entre os anos de 1981 e 2006. Destacamse, aqui: a) alterações na composição das famílias; b) redução do tamanho médio das famílias; e c) maior participação dos integrantes familiares no mercado de trabalho, sobretudo das mulheres. A hipótese central dessas análises é que as alterações observadas na estrutura das famílias tiveram um papel fundamental na redução dos índices de pobreza das famílias brasileiras. Para cumprir com os objetivos propostos, o estudo será apresentado em quatro partes principais: i) análise do contexto econômico dos últimos 26 anos e tendências do mercado de trabalho; ii) mudanças observadas na composição dos arranjos familiares nesse período; iii) associação das estruturas familiares à condição de pobreza; iv) o efeito de mundanças na estrutura das famílias sobre a condição de pobreza.

Abstract

The main purpose of this paper is to analyze the association among observed changes in the family structure and the poverty condition in Brazil between 1981 and 2006. It will be highlighted: a) changes in the family structure; b) reduction of the average number of persons in the family; and c) higher participation of family members in the labor market, over all the women. The main hypothesis is that observed changes in the family structure has played an important role reducing the poverty indices in Brazil. To reach such purpose, this paper has been divided in four main parts: i) analysis of the economic context in the last 26 years and labor market trends; ii) changes observed in the family structure in this period; iii) association between family structure and poverty; iv) impacts of changes in the family structure over the poverty indices.

Key words: Family structure. Poverty. Labor market

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugenia Troncoso Leone, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (1978), mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1994). Atualmente é Professora Doutora II da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), responsável por disciplinas de graduação no Curso de Ciências Econômicas e disciplinas de mestrado no Curso de Desenvolvimento Econômico e na "Global Labour University". Ex coordenadora do Curso de Graduação em Ciências Econômicas da UNICAMP.

Alexandre Gori Maia, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (1996), mestrado em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas (2001), doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2006), pós-doutorado em Estudos Latino-Americanos pela University of Texas at Austin (2007) e em Geografia pela Universidade de São Paulo (2009).

Paulo Eduardo Baltar, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Ciencias Economicas e Administrativas pela Universidad de Chile(1971), mestrado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas(1977) e doutorado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas(1985). Atualmente é Professor Associado da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do Bem-Estar Social. 

Referências

ARRIAGADA, I. Transformações sociais e demográficas das famílias latino-americanas. In: DOMINGUES, J. M.; MANEIRO, M. (Org.). América Latina hoje: conceitos e interpretações. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

ARRIAGADA, I. Câmbios y desigualdad em las famílias latinoamericanas. Revista de la Cepal, Santiago de Chile, 77, 2002.

BALTAR, P. Estrutura econômica e emprego urbano na década de 1990. In: PRONI, M. W.; HENRIQUE, W. (Org.). Trabalho, mercado e sociedade: o Brasil nos anos 90. São Paulo: Ed. Unesp / Unicamp, 2003.

BERQUÓ, E; CAVENAGHI, S. Fecundidade em declínio. Breve nota sobre a redução do número de filhos por mulher no Brasil. Novos Estudos Cebrap, 2006.

CARNEIRO, R. Desenvolvimento em crise: a economia brasileira no último quarto do século XX. São Paulo: Editora Unesp / IE – Unicamp, 2002.

CEPAL. Panorama Social de América Latina. Santiago, 2005.

CORSEUIL, C. H.; FOGUEL, M. N. Uma sugestão de deflatores para rendas obtidas a partir de algumas pesquisas domiciliares do IBGE. Rio de Janeiro: Ipea, 2002. (Texto para Discussão, 897).

GOLDANI, A. M. Família, gênero e políticas: famílias brasileiras nos anos 90 e seus desafios como fator de proteção. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 9, n. 1, 2002.

GUIMARÃES, I. B. As articulações possíveis: família e reprodução em um segmento operário. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 11, n. 2, 1994.

HOFFMANN, R. Distribuição da renda e pobreza na região metropolitana de Recife. Relatório de Pesquisa. Cities Alliance (BIRD/IPEA/FIDEM); Recife Metropolitan Region CDS, 2001.

HOFFMANN, R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE NUTRIÇÃO, 14, Florianópolis: Sociedade LatinoAmericana de Nutrição, 2006.

HOFFMANN, R; KAGEYAMA, A. Pobreza no Brasil: uma perspectiva multidimensional. Economia e Sociedade, Campinas, v. 15, n. 1, 2006.

LEONE, E. Renda familiar e trabalho da mulher na Região Metropolitana de São Paulo nos anos 80 e 90. In: ROCHA, M. I. B. (Coord.). Trabalho e gênero: mudanças, permanências e desafios. Campinas: Abep, Nepo / Unicamp e Cedeplar / UFMG, São Paulo: Editora 34, 2000.

LEONE, E; BALTAR, P. Ocupação e rendimento dos trabalhadores nas metrópoles do Brasil: uma análise de gênero em 1992 e 2002. In: COLOQUIO LATINOAMERICANO DE ECONOMISTAS POLÍTICOS, 5, Cidade de México, 2005.

LEONE, E; MAIA, A. Gori; BALTAR, P. Trabajo remunerado de las mujeres e ingesso de las familias brasileñas: 1981 – 2005. In: CONGRESSO DE ECONOMIA FEMINISTA, 2, Zaragoza, 2007.

MONTALI, L. Família e trabalho na conjuntura recessiva. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, Fundação SEADE, n. 5, 1991.

LEONE, E. Provedoras e co-provedoras: mulheres-cônjuge e mulheres-chefe de família sob a precarização do trabalho e o desemprego. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 23, n. 2, 2006.

OLIVEIRA, M. M.; MAIA, A. Gori.; BALLINI, R.; DEDECCA, C. S. Impacto dos rendimentos de aposentadoria e pensão na redução da pobreza rural. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 46, Rio Branco, 2008.

PINDYCK, R. S.; RUBINFELD, D. L. Econometria: modelos & previsões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

TEIXEIRA, A. Vinte anos de política econômica. São Paulo: Fundação Seade, 1992. (Coleção São Paulo no Limiar do Século XXI).

TELLES, V. da S. Cidadania inexistente: incivilidade e pobreza. Tese (Doutorado em Sociologia)–Universidade de São Paulo, Departamento de Sociologia, São Paulo, 1992.

Downloads

Publicado

2016-01-06

Como Citar

LEONE, E. T.; MAIA, A. G.; BALTAR, P. E. Mudanças na composição das famílias e impactos sobre a redução da pobreza no Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. 59–77, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642727. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos