Desigualdade e polarização entre empregados na agricultura brasileira: 1992-2007

Palavras-chave: Polarização. Desigualdade. Distribuição de renda. Agricultura – Brasil

Resumo

Após discutir o conceito de polarização de uma distribuição de renda, é analisada a distribuição do rendimento do trabalho principal dos empregados na agricultura brasileira no período 1992-2007. Considerando o período 1995-2007, após a estabilização monetária, verifica-se que a desigualdade daquela distribuição é estável e que o grau de polarização apresenta tendência decrescente. Também é examinada a evolução da desigualdade entre empregados permanentes e temporários e entre empregados sem carteira e com carteira de trabalho assinada, destacando o diferente papel desempenhado pelo salário mínimo na distribuição da renda dentro dessas categorias de trabalhadores. Finalmente, mostra-se que houve crescimento da participação do componente interregional na desigualdade da distribuição dos salários na agricultura brasileira.

Abstract

The paper discusses the concept of polarization of an income distribution and examines the earnings distribution of employees in Brazilian agriculture in the period 1992-2007. Considering the period 1995-2007, after the monetary stabilization, it is shown that the inequality of that distribution is stable and that its degree of polarization has a decreasing trend. Next, the paper analyses the changes in the inequality between permanent and temporary employees and between those with or without the legal employee’s document, pointing to the different role of the legal minimum wage in influencing the earnings distribution within these worker categories. Finally, the paper shows that the share of regional differences in the inequality of the distribution of wages in Brazilian agriculture has increased.

Key words: Polarization. Inequality. Income distribution. Agriculture – Brazil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Hoffmann, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em Agronomia (1965), mestrado em Ciências Sociais Rurais (1967), doutorado em Economia Agrária (1969) e títulos de Livre Docente (1971) e Professor Titular (1981), sempre pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) da Universidade de São Paulo (USP). Foi professor associado do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) de 1996 a 2012. Exerce atividades de docência e pesquisa voluntárias na ESALQ-USP. Seu principal tema de pesquisa é a análise da distribuição da renda no Brasil, atuando nos seguintes temas: desigualdade, pobreza, agricultura e econometria.

Referências

BARROS, R. P.; FOGUEL, M. N.; ULYSSEA, G. (Org.). Desigualdade de renda no Brasil: uma análise da queda recente. Brasília: Ipea, 2006 e 2007. v. 1-2.

BALSADI, O. V. O mercado de trabalho assalariado na agricultura brasileira e suas diferenciações regionais no período 1992-204. São Paulo: Aderaldo e Rothschild (HUCITEC): Ordem dos Economistas do Brasil, 2008.

BALSADI, O. V; GRAZIANO DA SILVA, J. A polarização da qualidade do emprego na agricultura brasileira no período 1992-2004. Economia e Sociedade, Campinas, v. 17, n. 3 (34), p. 343-524, dez. 2008.

ESTEBAN, J.; RAY, D. On the measurement of polarization. Econometrica, v. 62, n. 4, p. 819-851, 1994.

HOFFMANN, R. Distribuição de renda: medidas de desigualdade e pobreza. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

HOFFMANN, R. Polarização da distribuição de renda no Brasil. Econômica, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, dez. 2008 (no prelo).

HOFFMANN, R; NEY, M. G. A recente queda da desigualdade de renda no Brasil: análise de dados da PNAD, do Censo Demográfico e das Contas Nacionais. Econômica, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 7-39, jun. 2008.

HOFFMANN, R; OLIVEIRA, F. C. R. Evolução da remuneração das pessoas empregadas na cana-de-açúcar e em outras lavouras, no Brasil e em São Paulo. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 46, Rio Branco, 20-23 jul. 2008. Anais em CD-ROM... Rio Branco: Sober, 2008.

OLIVEIRA, F. C. R. Ocupação, emprego e remuneração na cana-de-açúcar e em outras atividades agropecuárias no Brasil, de 1992 a 2007. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada)– ESALQ-USP, Piracicaba, 2008. Disponível em: www.esalq.usp.br/gemt.

WOLFSON, M. C. When inequalities diverge. American Economic Review, v. 84, n. 2, p. 353-358, 1994.

Publicado
2016-01-08
Como Citar
Hoffmann, R. (2016). Desigualdade e polarização entre empregados na agricultura brasileira: 1992-2007. Economia E Sociedade, 18(2), 417-428. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8642763
Seção
Notas

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>