Neoliberalismo e individualismo

Autores

  • Leda Maria Paulani Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Liberalismo. Liberalismo econômico.mNeoliberalismo. Individualismo metodológico. Política econômica

Resumo

O objetivo do presente artigo é mostrar que uma definição precisa do termo “neoliberalismo” passa pelo correto entendimento da natureza do individualismo que metodologicamente lhe serve de base. Partindo de uma breve recuperação da doutrina do liberalismo clássico, particularmente de seus desdobramentos no plano econômico, o trabalho mostra então, tomando por base Anderson (1995), as origens do neoliberalismo, sua relação com o ideário vigente no pós-guerra e sua vinculação com um determinado tipo de individualismo. Finalmente mostra-se a importância da correta compreensão dos fundamentos metodológicos do neoliberalismo, sob pena de se incorrer em equívocos como o de Peters (1998), para quem as políticas normalmente identificadas com o neoliberalismo, não podem ser assim rotuladas e devem ser consideradas apenas como uma “estratégia de liberalização”.

Abstract

This paper aims to show that a precise definition of the term “neo-liberalism” needs a correct understanding about the kind of individualism that works as its methodological basis. Beginning with a brief recuperation of the liberal doctrine, particularly of its consequences for the economic level, the paper shows, using Anderson (1995), the origins of neo-liberalism, its relationship with the prevailing ideas in the post-war period and its link with a specific kind of individualism. Finally it shows that, without this correct comprehension, one could made mistakes as it occurs with Peters (1998), who asserts that the economic policies usually associated to neo-liberalism are not neoliberal policies but only “liberalization strategies”.

Key words: Liberalism. Economic liberalism. Neo-liberalism. Methodological individualism. Economic policy

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leda Maria Paulani, Universidade de São Paulo

É formada em Economia pela FEA-USP e em Comunicação Social pela ECA-USP. Possui Doutorado em Teoria Econômica pelo Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo - IPE/USP (1992). É livre-docente junto ao Departamento de Economia da FEA-USP (2004). É professora do Departamento de Economia e da Pós-graduação em Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo - FEA/USP desde 1988 e professora titular na mesma unidade desde 2007. 

Referências

ANDERSON, P. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, E., GENTILI, P. (Org.). Pósneoliberalismo – As políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

BENTHAM, J. Uma introdução aos princípios da moral e da legislação. São Paulo: Abril Cultural, 1979. (Coleção “Os Pensadores”).

BIDERMAN, C. et al. Conversas com economistas brasileiros. São Paulo: Editora 34, 1996.

HAYEK, F. Individualism: true and false. In: INDIVIDUALISM and economic order. 1948.

HUNT, E. K. História do pensamento econômico. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

MATTOS, L V. Economia política e mudança social – A filosofia econômica de John Stuart Mill. São Paulo: Edusp, Fapesp, 1998.

PAULANI, L. M. Hayek e o individualismo no discurso econômico. Lua Nova, n. 36, 1996.

PETERS, E. D. México’s liberalization estrategy, 10 years on. Journal of Economic Issues, v. XXXII, n. 2, Jun. 1998.

Downloads

Publicado

2016-01-28

Como Citar

PAULANI, L. M. Neoliberalismo e individualismo. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p. 115–127, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8643138. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos