Banner Portal
Dinâmica recente da indústria brasileira e desenvolvimento competitivo
PDF

Palavras-chave

Matérias primas- politica industrial. Desenvolvimento industrial

Como Citar

SILVA, Ana Lucia Gonçalves; LAPLANE, Mariano Francisco. Dinâmica recente da indústria brasileira e desenvolvimento competitivo. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 82–98, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8643219. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

Este artigo propõe-se a contribuir para o atual debate acerca do futuro do desenvolvimento industrial no Brasil. Baseado em resultados de pesquisas recentes, conclui que o processo de reestruturação conduzido pelo mercado tende a reforçar o papel das vantagens baseadas no baixo preço de matériasprimas e energia. A tarefa de construir vantagens competitivas e explorar oportunidades de mercado existentes na eletromecânica, onde a competitividade é baseada na capacidade de inovação e aprendizado, mais do que em vantagens naturais, apresenta problemas que requerem intervenção da política industrial.

 

PDF

Referências

BACIC, M.J. Fragilidade financeira e alavancagem: uma aplicação no segmento das maiores empresas do Brasil, 1980-1987. Dissertação de Mestrado. Campinas: UNICAMP.IE, 1990. 2v.

BARROS, O. Oportunidades abertas ao Brasil face aos fluxos globais de investimento de risco e de capitais financeiros nos anos 90. Campinas: FINEP/MCT/FECAMP/UNICAMP.IE/UFRJ.IEI, 1993. 305p. (Relatório de pesquisa- Estudo da Competitividade da Indústria Brasileira).

COUTINHO, L.G. A Terceira Revolução Industrial e Tecnológica. Economia e Sociedade, Campinas, n. 1, p. 68-87, ago., 1992.

COUTINHO, L.G, FERRAZ, J.C. coords. Estudo da competitividade da indústria brasileira. Campinas: Papirus/Ed. Unicamp, 1994. 510p.

COUTINHO, L.G, SUZIGAN, W. coords. Desenvolvimento tecnológico da indústria e a constituição de um sistema nacional de inovação no Brasil. Campinas: UNICAMP.IE.NEIT, 1991. (Relatório final de pesquisa) DERTOUZOS, M. et al Made in America: regaining the productivity edge. Cambridge, Mass: MIT Press, 1989. 344p.

FERREIRA, C.K., ALMEIDA, J.G., NOVAIS, L.F. O ajuste da grande empresa privada nos anos 80. Campinas: UNICAMP.IE, 1990. mimeo. (Relatório de Pesquisa - IPT/FECAMP/UNICAMP.IE) FURTADO, J. Produtividade na indústria brasileira: padrões setoriais e evolução - 1975/80. Dissertação de Mestrado. Campinas: UNICAMP.IE, 1990.

INDUSTRIAL POLICY REVIEW, Paris: OECD, 1992.

LAFAY, G. La mesure des avantages comparatifs révélés. Economie Prospective Internationale, v.41, n. 42, p. 27-44, 1990 ________ et al Commerce international: la fin des avantages adquiris. Paris: Economica, 1989.

LAPLANE, M. O complexo eletrônico na dinâmica industrial dos anos 80. Tese de Doutorado. Campinas: UNICAMP.IE. 1992. 340p.

LEAL, J.P.G. Brasil e Coréia do Sul: dinamismo das inserções no comércio internacional de manufaturas - 1981/1988. Dissertação de Mestrado. Campinas: UNICAMP.IE. 1992. 154p.

RUIZ, R.M. Estratégia empresarial e reestruturação industrial 1980-1992: um estudo de grupos econômicos selecionados. Dissertação de Mestrado. Campinas: UNICAMP.IE, 1994.

SARTI, F. Evolução das estruturas de produção e de exportação da indústria brasileira nos nos 80. Dissertação de Mestrado. Campinas: UNICAMP.IE, 1994.

SUZIGAN, W. A indústria brasileira após uma década de estagnação: questões para política industrial. Economia e Sociedade, Campinas, n.1, p.89-109, ago., 1992.

SUZIGAN, W , coord. Reestruturação industrial e competitividade internacional. São Paulo: SEADE, 1989. 411p.

TAVARES, M.C. Ajuste e reestruturação nos países centrais: a modernização conservadora. Economia e Sociedade, Campinas, n.1, p.21-57, ago. 1992.

TAVARES, M.C, TORRES FILHO, E. T., BURLAMAQUI, L. Japão: um caso exemplar de capitalismo organizado. Brasília: IPEA/CEPAL, 1991. 154p. (Economia e desenvolvimento, 8).

TEIXEIRA, A. O ajuste impossível. Tese de Doutorado. Campinas: UNICAMP.IE, 1993. 258p.

VALLE, M.R. Novas oportunidades de financiamento para empresas brasileiras. Campinas: UNICAMP.IE, 1993. (Relatório de Pesquisa-SCTDE/FECAMP/ UNICAMP.IE).

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.