Banner Portal
Desenvolvimento do sistema financeiro e pobreza no Brasil: uma análise multivariada
PDF

Palavras-chave

Desenvolvimento financeiro. Pobreza. Renda. Crescimento econômico. Correlação canônica.

Como Citar

FIALHO, T. M. M.; JAYME JÚNIOR, F. G.; HERMETO, A. M. Desenvolvimento do sistema financeiro e pobreza no Brasil: uma análise multivariada. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 25, n. 1, p. 247–278, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8647323. Acesso em: 26 mar. 2023.

Resumo

Nas últimas décadas, diversos estudos têm enfatizado as inter-relações entre o desenvolvimento do sistema financeiro e o crescimento econômico. Análises teóricas e empíricas sugerem que o desenvolvimento do sistema financeiro exerce um efeito positivo sobre a taxa de crescimento econômico, gerando impactos no crescimento da renda e na redução das taxas de pobreza. Este estudo procurou investigar a efetividade do desenvolvimento do sistema financeiro como um instrumento de promoção do crescimento econômico, da ampliação da renda e da redução da pobreza, utilizando dados das unidades federativas brasileiras, no período 1995-2008 e empregando a técnica econométrica de análise da correlação canônica, visando confrontar as predições teóricas com o comportamento empírico das variáveis de interesse ao longo do tempo. Os resultados obtidos denotaram que o desenvolvimento do sistema financeiro demonstrou ter um bom poder preditivo da variância dos compostos de variáveis correlatos à renda e a pobreza.
PDF

Referências

AGHION, P.; BOLTON, P. A theory of trickle-down growth and development. Review of Economic Studies, v. 64, n. 2, p. 151-172, 1997.

AKHTER, S.; DALY, J. J. Finance and poverty: evidence from fixed effect vector decomposition. Emerging Market Review, v. 10, n. 3, p. 191-203, 2009.

ALMEIDA, D. B. C; JAYME JR. F. G. Bank consolidation and credit in Brazil (1995-2004). Cepal Review, n. 95, p. 155-171, 2008.

AMADO, A. M. A questão regional e o sistema financeiro no Brasil. Estudos Econômicos, v. 27, n. 3, p.417-440, 1997.

AMADO, A. M. Impactos regionais do processo de reestruturação bancária do início dos anos 1990. In: CROCCO, M.; JAYME JR., F. G. Moeda e território: uma interpretação da dinâmica regional brasileira. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006, Parte III: Estudos de caso sobre o Brasil, p.147-169.

BANERJEE, A. V.; NEWMAN, A. F. Occupational choice and the process of development. Journal of Political Economy, v. 101, n. 2, p. 274-298, 1993.

BARRA, C.; CROCCO, M. Moeda e espaço no Brasil: uma análise pós-keynesiana. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar, 2002. 50p. (Texto para Discussão, 181).

BECK, T.; DEMIRGÜÇ-KUNT, A.; LEVINE, R. Finance, inequality and the poor. Journal of Economic Growth, v. 12, n. 1, p. 27-49, 2007.

BEMERGUY, C. B.; LUPORINI, V. Desenvolvimento financeiro e desigualdade de renda: evidência para o caso brasileiro. Rio de Janeiro: UFF/Economia, 2006, 22p. (Texto para Discussão, 207).

BERTHELEMY, J. C.; VAROUDAKIS, A. Economic growth, convergence clubs, and the role of financial development. Oxford Economic Papers, n. 48, p. 300-328, 1996.

BITTENCOURT, M. F. M. Financial development and inequality: Brazil 1985-99. England: Univerty of Bristol/Department of Economics, 2006. 24p.

BRASIL. Banco Central do Brasil. Relatório de Inclusão Financeira. Brasília, 2010. n.1, p.1-125.

BURGESS, R; PANDE, R. Do rural banks matter? evidence from the Indian social banking experiment. American Economic Review, v. 95, n. 3, p. 780-795, 2005.

CARDOSO JR., J. C. Estrutura setorial-ocupacional do emprego no Brasil e evolução do perfil distributivo nos anos 90. Rio de Janeiro: Ipea, 1999. 34p. (Texto para Discussão, 655).

CAVALCANTE, A.; CROCCO, M.; BRITO, M. A. de. Impactos macroeconômicos na variação regional da oferta de crédito. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 33, 2005, Natal. Anais eletrônicos... Natal: Anpec, 2005. Disponível em: http://www.anpec.org.br/encontro_2005.htm. Acesso em: 13 set. 2010.

CAVALCANTE, A.; CROCCO, M.; JAYME JR., F. G. Preferência pela liquidez, sistema bancário e disponibilidade de crédito regional. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar, 2004. 22p. (Texto para Discussão, 237).

CLAESSENS, S.; FEIJEN, E. Finance and hunger: empirical evidence of the agricultural productivity channel. World Bank Policy Research, 2006. (Working Paper, 4080). Disponível em: http://ssrn.com/abstract=950135. Acesso em: 16 abr. 2010.

CLARKE, G.; XU, L. C. X.; ZOU, HENG-FU, Z. Finance and income inequality: test of alternative theories. 2003. p. 1-26. (Policy Research Working Paper, n. 2984).

CROCCO, M. et al. Polarização regional e sistema financeiro. In: CROCCO, M. JAIME JR., F. G. Moeda e território: uma interpretação da dinâmica regional brasileira. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 231-269.

CROCCO, M.; CAVALCANTE, A.; BARRA, C. Money and space: the behavior of liquidity preference of banks and public in a peripheral country. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar, maio 2003. 30p. (Texto para discussão, 196).

DOLLAR, D.; KRAAY, A. Growth is good for the poor. Journal of Economic Growth, v. 7, p. 195-225, 2002.

DOW, S. C. The regional composition of the money multiplier process. Scottish Journal of Political Economy, v. 29, n. 1, p. 22-44, Feb. 1982.

FIELDS, G. S. Distribution and development: a new look at the developing world. 1. ed. Cambridge, MA: MIT Press and the Russell Sage Foundation, 2001.

GALOR, O.; ZEIRA, J. Income distribution and macroeconomics. The Review of Economic Studies, v. 60, n. 1, p. 35-52, Jan. 1993.

GREENWOOD, J. JOVANOVIC, B. Financial development, growth, and the distribution of income. The Journal of Political Economy, v. 98, n. 5, p. 1076-1107, Oct. 1990.

GUILLAUMONT, J.; KPODAR, K. Financial development, financial instability and poverty. France: Université d’Auvergne/CERDI-CNRS, Oct. 2005. 35p. (CSAE WPS/2005-09).

HAIR, J. F. et al. Canonical correlation analysis: a supplement to multivariate data analysis. Disponível em: www.mvstats.com/Downloads/Supplements/Canonical_Correlation_7e.pdf. Acesso em: 22 mar. 2010.

JALILIAN, H.; KIRKPATRICK, C. Financial development and poverty reduction in developing countries. International Journal of Finance and Economics, v. 7, n. 2, p. 97-108, Apr. 2002.

KUMAR, A. Access to financial services in Brazil. Washington, D.C: The World Bank, 2004. 619p.

KUZNETS, S. Economic growth and income inequality. American Economic Review, v. 45, n. 1, p. 1-28, Mar. 1955.

LAMBERT, Z. V.; DURAND, R. M. Some precautions in using canonical analysis. Journal of Marketing Research, v. 12, p. 468-475, Nov. 1975.

McKINNON, R. I. Money and capital in economic development. Washington, D.C.: Brookings Institution, 1973. 184p.

MYRDAL, G. Economic theory and underdeveloped regions. London: Gerald Duckworth & CO, 1957. 167p.

PIKETTY, T. The dynamics of the wealth distribution and the interest rate with credit rationing. The Review of Economic Studies, v. 64, n. 2, p. 172-189, 1997.

RODRIGUEZ FUENTES, C. J. Credit availability and regional development. Papers in Regional Science. v. 77, n. 1, p. 63-75, Jan. 1998.

ROMERO, J. P.; JAYME JR., F. G. Crédito, preferência pela liquidez e desenvolvimento regional: o papel dos bancos públicos e privados no sistema financeiro brasileiro (2001-2006). In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA POLÍTICA, 14, 2009, São Paulo. Anais... São Paulo, set. 2009.

SHAW, E. S. Financial deepening in economic development. New York: Oxford University Press, 1973. 260p.

THOMPSON, B. Canonical correlation analysis. In: GRIMM, L. G.; YARNOLD, P. R. Reading and understanding more multivariate statistics. Washington, DC: American Psychological Association, 1991.

ZHUANG, J. et al. Financial sector development, economic growth, and poverty reduction: a literature review. Philippines: Asian Development Bank, Oct. 2009. 39p. (ADB Economics Working Paper Series, n. 173).

A Economia e Sociedade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.