Medidas de polarização da distribuição da renda e sua evolução no Brasil de 1995 a 2013

Autores

  • Rodolfo Hoffmann Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Polarização. Distribuição da renda. Brasil – Desigualdade. Estratos de renda.

Resumo

As principais medidas de polarização em uso são criticamente avaliadas. Posteriormente, medidas de polarização baseadas no índice de Gini ou no índice T de Theil, considerando a divisão da distribuição da renda em dois ou três estratos, são aplicadas à distribuição da renda domiciliar per capita no Brasil, no período de 1995 a 2013. Constata-se clara tendência de redução da polarização, acompanhando a redução da desigualdade. Uma análise de dados regionais mostra o comportamento divergente da polarização da distribuição da renda no Distrito Federal. Finalmente, procura-se explicar os erros de trabalhos com resultados contrários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Hoffmann, Universidade de São Paulo

Professor Sênior da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), Piracicaba, SP, Brasil.

Referências

AGHEVLI, B. B.; MEHRAN, F. Optimal grouping of income distribution data. Journal of the American Statistical Association, v. 76, n. 373, p. 22-26, mar. 1981.

AITCHISON, J.; BROWN, J. A. C. The lognormal distribution, with special reference to its uses in economics. New York: Cambridge University Press, 1957.

AUDIBERT, P. F. Distribuição e polarização da renda no Rio Grande do Sul: uma evidência empírica. Monografia (Conclusão de Curso)–Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, 2011.

BARROS, R. P.; FOGUEL, M. N.; ULYSSEA, G. (Org.). Desigualdade de renda no Brasil: uma análise da queda recente. Brasília: Ipea, v. I, 2006 e v. II, 2007.

CASTRO, S. A. C.; SCORZAFAVE, L. G. Ricos? Pobres? Uma análise da polarização da renda para o caso brasileiro. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 33., Anpec, 2005.

CASTRO, S. A. C. Uma análise da polarização de renda no caso brasileiro 19812003. Dissertação (Mestrado em Economia)–Universidade Estadual de Maringá, 2006.

CHAKRAVARTY, S. R. Inequality, polarization and poverty. Berlin: Springer, 2009.

CLEMENTI, F.; SCHETTINO, F. Income polarization in Brazil, 2001-2011: a distributional analysis using PNAD data. Economics Bulletin, v. 33, n. 3, p. 1-16, 2013.

CORSEUIL, C. H.; FOGUEL, M. N. Uma sugestão de deflatores para rendas obtidas a partir de algumas pesquisas domiciliares do IBGE. Brasília: Ipea, 2002. (Texto para Discussão, n. 897).

DARÉ, E. F.; HOFFMANN, R. Remuneração do funcionalismo público e a variação da desigualdade da distribuição da renda no Brasil de 1995 a 2009. Economia, v. 14, n. 1c, p. 645-670, 2013.

DAVIES, J. B.; SHORROCKS, A. F. Optimal grouping of income and wealth data. Journal of Econometrics, v. 42, p. 97-108, 1989.

DEUTSCH, J.; SILBER, J.; YALONETZKY, G. On bi-polarization and the middle class in Latin America: a look at the first decade of the twenty-first century. Review of Income and Wealth, Series 60, Supplement Issue, Nov. 2014.

DUCLOS, J.; ESTEBAN, J.; RAY, D. Polarization: concepts, measurement, estimation. Econometrica, v. 72, n. 6, p. 1737-1772, 2004.

ESTEBAN, J.; GRADÍN, C.; RAY, D. An extension of a measure of polarization, with an application to the income distribution of five OECD countries. Journal of Economic Inequality, v. 5, p. 1-29, 2007.

ESTEBAN, J.; RAY, D. On the measurement of polarization. Econometrica, v. 62, n. 4, p. 819-851, 1994.

FIGUEIRÊDO, E. A.; SILVA NETTO JR., J. L.; PORTO JR., S. Distribuição, mobilidade e polarização de renda no Brasil: 1987 a 2003. Revista Brasileira de Economia, v. 61, n. 1, p. 7-32, 2007.

FOSTER, J. E.; WOLFSON, M. C. [Jul. 1992]. Polarization and the decline of the middle class: Canada and the US. Oxford: Oxford Poverty & Human Development Initiative, Aug. 2009. (OPHI Working Paper, n. 31).

HANDCOCK, M. S.; MORRIS, M. Relative distribution methods in the social sciences. New York: Springer, 1999.

HOFFMANN, R. Effect of the rise of a person’s income on inequality. Brazilian Review of Econometrics, v. 21, n. 2, p. 237-262, Nov. 2001.

HOFFMANN, R. Desigualdade de renda no Brasil em 2005 e sua decomposição. Capítulo do CD “Análise da Pesquisa Nacional por Amostra de domicílios – PNAD 2005”, Livro 3, “Pobreza e Desigualdade”. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos – CGEE, 2007. Disponível em: www.cgee.org.br/.

HOFFMANN, R. Polarização da distribuição da renda no Brasil. Econômica, v. 10, n. 2, p. 169-186, dez. 2008.

LAMBERT, P. J.; LANZA, G. The effect on inequality of changing one or two incomes. The Journal of Economic Inequality, v. 4, p. 253-277, 2006.

LOPES, E. S. Desigualdade e polarização da distribuição de renda no Brasil e no Estado de São Paulo, 1992-2007. Dissertação (Mestrado)–Unicamp, Instituto de Economia, 2009.

MEDEIROS, M.; SOUZA, P. H. G. F. Gasto público, tributos e desigualdade de renda no Brasil. Brasília: Escola de Administração Fazendária (ESAF) e Tesouro Nacional, 2012. (XVII Prêmio Tesouro Nacional-2012).

MILANOVIC, B. A new polarization measure and some applications. Washington, DC: World Bank. Development Research, 2000.

SCHROEDER, G. N. Polarização de renda no Brasil: uma análise por macrorregião. Monografia (Conclusão de Curso)–Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, 2014.

SCORZAFAVE, L. G.; CASTRO, S. A. C. Ricos? Pobres? Uma análise da polarização da renda para o Brasil – 1981-2003. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 37, n. 2, p. 283-297, 2007.

SOARES, S. S. D. O impacto distributivo do salário mínimo: a distribuição individual dos rendimentos do trabalho. Economia Aplicada, v. 8, n. 1, p. 47-76, 2004.

WOLFSON, M. C. When inequalities diverge. American Economic Review, v. 84, n. 2, p. 353-358, 1994.

WOLFSON, M. C. Divergent inequalities: theory and empirical results. Review of Income and Wealth, v. 43, n. 4, p. 401-421, 1997.

Downloads

Publicado

2017-06-06

Como Citar

HOFFMANN, R. Medidas de polarização da distribuição da renda e sua evolução no Brasil de 1995 a 2013. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 26, n. 1, p. 165–187, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8649651. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>