A natureza da inflação de serviços no Brasil: 1999-2014

  • Cláudio Hamilton Matos dos Santos Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
  • Antonio Carlos Macedo e Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Cláudio Roberto Amitrano Universidade Estadual de Campinas
  • Sandro Sachet de Carvalho Universidade Estadual de Campinas
  • Ennio Ferreira Bastos Junior Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
  • Fernando Henrique de Araújo Esteves Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
  • Kolai Zagbai Joel Yannick Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
  • Lucikelly dos Santos Lima Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Palavras-chave: Inflação de serviços. Doença de Baumol. Preços relativos. Inflação brasileira. Crescimento liderado por salários.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a dinâmica da inflação de serviços no Brasil. Para isso, procurou-se identificar os elementos constitutivos do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo passíveis de serem classificados como serviços desde 1999 e propôs-se um tradutor entre esses elementos e os conceitos da Classificação Nacional de Atividades Econômicas. Com base nesse tradutor, foi possível extrair dados da Pesquisa Anual de Serviços, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios e da Relação Anual das Informações Sociais sobre a composição do valor da produção, das ocupações e dos rendimentos do trabalho dos vários setores de serviços que compõem o IPCA. Os dados analisados corroboram visões preexistentes sobre o tema e as estendem, propondo que atenção seja dada a alguns poucos setores de serviços com taxas excepcionais de crescimento da produção e/ou do número de ocupados e rendimentos desses trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Hamilton Matos dos Santos, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Técnicos de Planejamento e Pesquisa (TPP) da Diretoria de Estudos Macroeconômicos (Dimac) do Ipea.
Antonio Carlos Macedo e Silva, Universidade Estadual de Campinas

Professor do Instituto de Economia da Unicamp. 

Cláudio Roberto Amitrano, Universidade Estadual de Campinas
Professor do Instituto de Economia da Unicamp
Sandro Sachet de Carvalho, Universidade Estadual de Campinas
Professor do Instituto de Economia da Unicamp
Ennio Ferreira Bastos Junior, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Pesquisadores do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD) na Dimac/Ipea, Brasília, DF, Brasil.
Fernando Henrique de Araújo Esteves, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Pesquisadores do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD) na Dimac/Ipea, Brasília, DF, Brasil.
Kolai Zagbai Joel Yannick, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Pesquisadores do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD) na Dimac/Ipea, Brasília, DF, Brasil.
Lucikelly dos Santos Lima, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Pesquisadores do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD) na Dimac/Ipea, Brasília, DF, Brasil.

Referências

ALVES, P. et al. Preços administrados: projeção e repasse cambial. Brasília: BCB, 2013. (Trabalhos para Discussão, n. 305).

ANAC – AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. Tarifas aéreas domésticas. 29. ed. Brasília: Anac, 2014.

BAUMOL, W. J. et al. The cost disease: why computers get cheaper and health care doesn’t. New Haven: Yale University Press, 2012.

BAUMOL, W. J.; BOWDEN, W. G. On the performing arts: the anatomy of their economic problems. American economic review, v. 55, n. 2, p. 495-502, 1965.

BAUMOL, William J. Macroeconomics of unbalanced growth: the anatomy of urban crisis. American Economic Review, Jun., 1967.

BAUMOL, William J., BLACKMAN, S., WOLFF, E. Unbalanced growth revisited: asymptotic stagnancy and new evidence. American Economic Review, v. 75, n. 4, 1986.

BCB – BANCO CENTRAL DO BRASIL. Preços administrados por contrato e monitorados na composição do IPCA: atualização da pesquisa de orçamentos familiares. Relatório de Inflação, v. 8, n. 1, mar. 2006.

BCB – BANCO CENTRAL DO BRASIL. Pressões de demanda e de custos sobre os preços de serviços no IPCA. Relatório de Inflação, v. 13, n. 2, jun. 2011.

BCB – BANCO CENTRAL DO BRASIL. Segmentação da inflação de serviços. Relatório de Inflação, v. 15, n. 4, dez. 2013a.

BCB – BANCO CENTRAL DO BRASIL. Revisão dos modelos de projeção de pequeno porte – 2013. Relatório de Inflação, v. 15, n. 2, jun. 2013b.

CLARK, C. The conditions of economic progress. London: Macmillian Co. Ltda, 1940.

DANIELS, P.W. Service industries in the world economy. Oxford, England: Backwell Pub., 1993.

DIEESE – DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS. Análise dos atuais componentes da inflação no Brasil. São Paulo: Dieese, 2011. (Nota técnica, n. 98).

FRISCHTAK, C. A. Social-democracia brasileira: seu momento de definição. In: VELLOSO, J. P. R. (Coord.). Rumo ao Brasil desenvolvido (em duas ou três décadas). Rio de Janeiro: Campus/Elsevier, 2013.

GERSHUNY, Jonathan. The new service economy: the transformation of employment in industrial societies. Westview Press, 1990.

GIOVANNETTI, L. Inflação de serviços no Brasil: pressão de demanda ou de custos? 2013. Dissertação (Mestrado)–Escola de Economia de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2013.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Passagens aéreas – subitem avião. Rio de Janeiro: SNIPC-IBGE, 2010. (Nota Técnica, n. 02/2010).

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sistema nacional de índices de preços ao consumidor: métodos de cálculo. 7. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2013a.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Passagem aérea. Rio de Janeiro: SNIPC-IBGE, 2013b. (Nota Técnica, n. 02/2013).

KALECKI, M. Class struggle and distribution of national income. In: KALECKI, M. Selected essays on the dynamics of the capitalist economy. Cambridge: Cambridge University Press, 1971.

KON, Anita. Sobre as atividades de serviços: revendo conceitos e tipologias. Revista de Economia Política, v. 19, n. 2 (74), abr./jun. 1999.

SANTOS, C. Notas sobre as dinâmicas relacionadas do consumo das famílias, da formação bruta de capital fixo e das finanças públicas brasileiras no período 2004-2012. In: CORREA, V. (Coord.). Padrão de acumulação e desenvolvimento brasileiro. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2013.

Publicado
2018-05-25
Como Citar
Santos, C. H. M. dos, Silva, A. C. M. e, Amitrano, C. R., Carvalho, S. S. de, Bastos Junior, E. F., Esteves, F. H. de A., Yannick, K. Z. J., & Lima, L. dos S. (2018). A natureza da inflação de serviços no Brasil: 1999-2014. Economia E Sociedade, 27(1), 199-231. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8652546
Seção
Artigos