Piketty e as desigualdades no capitalismo

colocando alguns pingos nos is na análise de “O capital no século XXI”

Autores

Palavras-chave:

Estado do bem-estar, Capital, Distribuição da renda e da riqueza, Tributação

Resumo

Este trabalho faz uma análise do livro de Thomas Piketty, O capital no século XXI, de 2013, sobre a questão da desigualdade no capitalismo. Para tanto, ele é desenvolvido em três seções. Na primeira, apresenta as principais ideias do autor sobre a evolução da desigualdade desde o século XIX, bem como sobre as causas que têm provocado seu aumento no mundo a partir da década de 1970, assim como sua proposta de criação de um imposto anual progressivo incidente sobre o capital para reverter essa tendência. Na segunda, busca-se fazer uma interpretação teórica alternativa à de Piketty, à luz das transformações conhecidas pelo capitalismo e das mudanças ocorridas no pensamento econômico a partir dessa época, sobre as causas deste aumento das desigualdades. Na terceira, tecem-se comentários sobre novidades que seu estudo apresenta na análise que realiza, bem como sobre suas deficiências para melhor compreensão dessa questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Augusto de Oliveira, Escola de Governo do Legislativo do Estado de Minas Gerais

Professor da Escola de Governo do Legislativo do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Referências

ANFIP - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil e FENAFISCO - Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital. Eduardo Fagnani (Org.). A reforma tributária necessária: diagnóstico e premissas. Brasília: ANFIP:FENAFISCO: São Paulo: Plataforma de Política Social, 2018. 804p.

BOYER, Robert. Le capital au XXIc siècle. Revue de la Regulation, n. 14, Zème semestre 2013. Disponível em: http://regulation.revues.org/10352

BRENNER, Robert. O boom e a bolha: os Estados Unidos na economia mundial. Rio de Janeiro: Editora Record, 2003.

CARCANHOLO, Reinaldo; NAKATANI, Paulo. O capital especulativo parasitário: uma precisão teórica sobre o capital financeiro característico da globalização. Ensaios FEE, Rio Grande do Sul, v. 20, n. 1, 1999, p. 284-304.

DUMÉNIL, Gerárd; LÉVY, Dominique. The crisis of neoliberalism. Massachusetts: Harvard University Press, 2011. 391p.

DUMÉNIL, Gerárd; LÉVY, Dominique. Neoliberalismo - Neoimperialismo. Economia e Sociedade. Campinas, v. 16, n. 1 (29), p. 1-19, abr. 2007.

FACUNDO, Alvaredo et al. World inequality report 2018. Investigadores Assoicados/Wide.world.fellows, 2018. Disponível em: https://wir2018.wid.world

FORRESTER, Viviane. O horror econômico. São Paulo: Editora da Universidade Paulista, 1997.

HARVEY, David. Reflexões sobre ‘O Capital’ de Thomas Piketty. Disponível em: http://blogdaboitempo.com.br/2014/05/24/harvey-reflexoes-sobre-o-capital-de-thomas-piketty

HICKMAN, Clair Maria; SALVADOR, Evilásio da Silva. 10 anos de derrama: a distribuição da carga tributária no Brasil. Brasília: Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal, 2006. 204p.

HUSSON, Michel. Le capital au XXIc Siecle. Richesse des données, pauvreté de la theorie. Con-tretemps, 2014. Disponível em: http://contretemps.eu/interventions/capital-xxi-si%C3%A8cle-richesse-donn%C3%A9es-pauvret%C3%A9-th%C3%A9ori

KEYNES, John Maynard [1936]. A teoria geral do emprego do juro e da moeda. São Paulo: Editora Cultural, 1983.

KEYNES, John Maynard [1925]. ¿Soy un liberal? In: KEYNES, John M. Ensayos de persuasión. Barcelona: Editorial Crítica, 1988.

KRUGMAN, Paul. Livro “O capital no século XXI” revoluciona ideias sobre a desigualdade. New York Times, 26 abr. 2014.

KUZNETS, Simon. Economic growth and income inequality. The American Economic Review, v. 45, n. 1, p. 1-28, 1955.

MARQUES, Rosa Maria; LEITE, Manuel Guedes. Nota crítica sobre “O Capital no Século XXI” de Thomas Piketty. Revista de Economia Política, v. 36, n. 4 (145), p. 684-703, out./dez. 2016.

MARX, Karl [1867]. O Capital (Crítica da Economia Política); o processo capitalista de produção. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971 (Livro I).

MARX, Karl [1894]. O Capital (Crítica da Economia Política); o processo global de produção capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira , 1974 (Livro III).

MISHIKIN, Frederic S. Monetary policy strategy: lessons from the crisis. Cambridge: National Bureau of Economic Research, 2011. (NBER Working Paper, n. 16.755).

OLIVEIRA, Fabrício Augusto. Economia e política das finanças públicas no Brasil: um guia de leitura. São Paulo: Editora Hucitec, 2012.

PALLUDETO, Alex Wilhans Antônio; ANDRADE, Rogério R. Teorias marxistas e a Grande Recessão. Revista de Economia Política , v. 37, n. 3 (148), p. 527-550, jul./set. 2017.

PIKETTY, Thomas. O capital no século XXI. Tradução de Mônica Baumgarten de Bolle. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2014.

SMITH, Adam [1776]. A Riqueza das Nações; investigação sobre sua natureza e suas causas. São Paulo: Abril Cultural, 1983 (Os Economistas).

SOLOW, Robert. A contribution to the theory of economic growth. The Quartely Journal of Economics, n. LXX, fev. 1956.

TAYLOR, John B. Discretion versus Policy Rules in Practice. Carnegie Rochester Conference Series on Public Policy, v. 39, n. 1, p. 195-214, 1993.

THUROW, Lester C. O futuro do capitalismo - Como as forças econômicas moldam o mundo de amanhã. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

Downloads

Publicado

2021-07-22

Como Citar

OLIVEIRA, F. A. de . Piketty e as desigualdades no capitalismo: colocando alguns pingos nos is na análise de “O capital no século XXI”. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 31, n. 2, p. 415–445, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8666459. Acesso em: 27 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos