Banner Portal
Henry Maksoud e a recepção de Hayek no Brasil
PDF

Palavras-chave

Henry Maksoud
1929-2014
Neoliberalismo
Demarquia
Hayek
Friedrich
1899-1992
Proposta constituinte

Como Citar

PEREIRA, Douglas de Freitas. Henry Maksoud e a recepção de Hayek no Brasil: demarquia e a proposta de uma constituição neoliberal. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 33, n. 2, p. e271215, 2024. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8676935. Acesso em: 20 jul. 2024.

Resumo

O empresário Henry Maksoud, famoso por sua atuação no ramo da hotelaria, foi também um grande defensor das ideias neoliberais no Brasil. Esteve à frente da Revista Visão e utilizou o espaço para a promoção desse ideário. Inspirado nas ideias do economista austríaco Friedrich Von Hayek, o empresário brasileiro escreve, em 1987, uma proposta constituinte embasada nos valores neoliberais, na qual defendeu a instituição da demarquia no país. Assim, o objetivo deste artigo é o de analisar o papel e a participação de Maksoud na introjeção das ideias neoliberais no Brasil a partir da sua atuação na Revista Visão e também na sua proposta constituinte. Partimos da dupla hipótese de que o papel de Maksoud foi central para a entrada dessas ideias no debate público e também de que ele via na aprovação da constituição a possibilidade de criar uma sociedade neoliberal.

PDF

Referências

BAGGIO, Kátia G. Conexões ultraliberais nas Américas: o think tank norte-americano Atlas Network e suas vinculações com organizações latino-americanas. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DA ANPHLAC, 12, 2016.

BERLIN, Isaiah. Dois conceitos de liberdade. In: HARDY, Henrique; HAUSHEER, Roger (Ed.). Estudos sobre a humanidade Uma antologia de ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2002. p. 226-272.

BLUMENBERG, Hans. Teoria da não conceitualidade Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

BROWN, Wendy. Nas ruínas do neoliberalismo: a ascensão da política antidemocrática no Ocidente. São Paulo: Filosófica Politeia, 2019.

CAETANO, Rodrigo. Um empresário cinco-estrelas. IstoÉ Dinheiro, 25 abr. 2014. Disponível em: https://www.istoedinheiro.com.br/um-empresario-cinco-estrelas-2/ Acesso em: 11 out. 2020.

CAMPOS, Roberto; MAKSOUD, Henry. A semente do futuro. In: MAKSOUD, Henry. Proposta de constituição para o Brasil de Henry Maksoud São Paulo: Editora Visão, 1980, p. 442. [Publicado originalmente na revista Visão, 3 fev. 1988].

CHACON, Vamireh. Um Nobel na Unb. Correio Braziliense, 30 nov. 1977.

COELHO, Fernando Mendes. O pensamento de Friedrich A. Hayek no Brasil: uma investigação sobre neoliberalismo, autoritarismo, desigualdade e injustiça social (1946-1994). Tese (Doutor em História)-Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná, 2023.

CORREIO BRAZILIENSE, 8 maio 1981.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FREIRE, Roberto; MAKSOUD, Henry. O comunismo e a liberdade. In: MAKSOUD, Henry. Proposta de constituição para o Brasil de Henry Maksoud São Paulo: Editora Visão, 1980. p. 386-395. [Publicado originalmente na revista Visão, 2 dez. 1987].

FRIDERICHS, Lidiane Elizabete. A importância dos think tanks para a divulgação do neoliberalismo no Brasil. Revista Faces de Clio, Revista Discente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora, v. 2, n. 4, jul./dez. 2016.

HAYEK condena intervencionismo... O Globo, 30 nov. 1977.

HAYEK critica controle... Folha de São Paulo, 30 nov. 1977.

HAYEK: é preciso acabar... O Globo, 13 maio 1981.

HAYEK: governo não deve ter direito... O Globo, 3 dez. 1977.

HAYEK, Friedrich A. V. Direito, legislação e liberdade v. III. A ordem política de um povo livre. São Paulo: Editora Visão, 1985.

HAYEK, Friedrich A. Hayek na UnB: conferências, comentários e debates de um simpósio internacional realizado de 11 e 12 de maio de 1981. Brasília: Editora UnB, 1981.

HAYEK, Friedrich A. O caminho da servidão. São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2010.

HAYEK, Friedrich A. Os fundamentos da liberdade São Paulo: Editora Visão, 1983.

HENRY MAKSOUD. Iowa College of Engineerging. 7 jun. 2003. Disponível em: https://engineering.uiowa.edu/alumni/awards/honor-wall/distinguished-engineering-alumni-academy-members/henry-maksoud

INFLAÇÃO é culpa do passado... Folha de São Paulo, 10 maio 1981.

KLEIN, Naomi. A doutrina do choque. A ascensão do capitalismo de desastre. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

LOPES, Luciana; MARINHO, Rodrigo. As 6 coisas que fizeram Henry Maksoud o maior ativista liberal do Brasil. Liberdade.org 18 abr. 2014. Disponível em: https://liberdadebr.wordpress.com/2014/04/18/233/

MADI, Maria A. C. A vanguarda do pensamento conservador: as ideias econômicas de Roberto Campos (1917-2001). In: SZMRECSÁNYI, Tamás; COELHO, Francisco da Silva (Org.). Ensaios de história do pensamento econômico no Brasil contemporâneo São Paulo: Atlas e Ordem dos Economistas do Brasil, 2007.

MAKSOUD, Henry. A opinião e a lei na demarquia. In: MAKSOUD, Henry. A revolução que precisa ser feita São Paulo: Editora Visão, 1980. p. 109-111.

MAKSOUD, Henry. Democracia na contramão. In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p.72-73. [Publicado originalmente na revista Visão, 11 maio 1981].

MAKSOUD, Henry. Eleições diretas: é muito pouco! In: OS poderes do governo. São Paulo: Editora Visão, 1984. p.119. [Publicado originalmente na revista Visão, 9 abr. 1984].

MAKSOUD, Henry. É preciso continuar perguntando: a liberdade de iniciativa não lhe interessa?. In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 25. [Publicado originalmente na revista Visão, 9 jun. 1980].

MAKSOUD, Henry. É só sair por aí votando para se ter democracia? In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 54. [Publicado originalmente na revista Visão, 29 set. 1980].

MAKSOUD, Henry. Estado de Direito: sabe o que é isso? In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 93. [Publicado originalmente na revista Visão, 7 jul. 1980].

MAKSOUD, Henry. Liberdade de imprensa ou liberdade individual? In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 35. [Publicado originalmente na revista Visão, 22 set. 1980].

MAKSOUD, Henry. Liberdade, riqueza e poder: são três coisas distintas. In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 22. [Publicado originalmente na revista Visão, de 25 maio 1980].

MAKSOUD, Henry. Proposta de constituição para o Brasil de Henry Maksoud São Paulo: Editora Visão, 1988.

MAKSOUD, Henry. Retrato em 3x4 da demarquia. In: MAKSOUD, Henry. A revolução que precisa ser feita São Paulo: Editora Visão, 1980. p. 126-129.

MAKSOUD, Henry. Se apenas bastasse votar. In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p.74-76. [Publicado originalmente na revista Visão, 18 maio 1981].

MAKSOUD, Henry. Socialismo e democracia: amálgama impossível. In: MAKSOUD, Henry. Os poderes do governo São Paulo: Editora Visão, 1984. p. 103-105. [Publicado originalmente na revista Visão, 6 fev. 1984].

MAKSOUD, Henry. Tribunal constitucional na demarquia. In: MAKSOUD, Henry. Os poderes do governo São Paulo: Editora Visão, 1984, p. 258. [Publicado originalmente na revista Visão, 6 ago. 1984].

MAKSOUD, Henry. Vale a pena ler Visão? In: MAKSOUD, Henry. Ensaios sobre a liberdade São Paulo: Editora Visão, 1981. p. 16-18.

MISES, Ludwig. Liberalismo segundo a tradição clássica São Paulo: Instituto Mises Brasil, 2010.

MOSSÉ, Claude. Dicionário da civilização grega. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

NERY, João Elias. Páginas de cultura, resistência e submissão: livros na revista Visão (1968-1978). Em Questão, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 283-297, jul./dez. 2007.

ONOFRE, Gabriel F. O papel dos intelectuais e think tanks na propagação do liberalismo econômico na segunda metade do século XX. Tese (Doutor em História)-Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, 2018.

PRADO, Luiz Carlos D.; EARP, Fábio Sá. O “milagre” brasileiro: crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda (1967-1973). In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucília A, N. (Org.). O Brasil Republicano 4 Tempo do regime militar e redemocratização: quarta república (1964-1985). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019. p. 221.

RICŒUR, Paul. Tolérance, intolérance, intolérable. In: RICŒUER, Paul. Lectures autour du politique Éditions du Seuil, 1991.

ROCHA, Camila. Menos Marx, mais Mises: uma gênese da nova direita brasileira (2006-2018). Tese (Doutora em Ciência Política)-Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de São Paulo, 2018.

SAUVÊTRE, Pierre; LAVAL, Christian; GUÉGUEN, Haud; DARDOT, Pierre. A escolha da guerra civil Uma outra história do neoliberalismo. São Paulo: Elefante, 2021.

SZMRECSÁNYI, Tamás; COELHO, Francisco da Silva (Org.). Ensaios de história do pensamento econômico no Brasil contemporâneo São Paulo: Atlas e Ordem dos Economistas do Brasil, 2007.

TEMER, Michel; MAKSOUD, Henry. A importância dos princípios. In: MAKSOUD, Henry. Proposta de constituição para o Brasil de Henry Maksoud São Paulo: Editora Visão, 1988. p. 180-189. [Publicado originalmente na revista Visão, 29 jul. 1987].

THOMPSON, Edward P. Senhores e caçadores A origem da Lei Negra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

VERSIANI, Maria Helena. Constituinte de 1987/1988: A sociedade brasileira vive a democracia. In: QUADRAT, Samantha Viz. Não foi tempo perdido: os anos 80 em debate. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2014. p. 362-384.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Economia e Sociedade

Downloads

Não há dados estatísticos.