Apresentação

Autores

  • Arthur de Aquino Universidade Estadual de Campinas
  • Camila Gonçalves de Mario Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v2i2.8649312

Palavras-chave:

Apresentação

Resumo

No imaginário de grande parte da esquerda brasileira a chegada de Lula e do PT à Presidência da República representava a realização de um ideal, a vitória de uma luta travada a favor dos trabalhadores, das classes pobres e marginalizadas da sociedade brasileira, a vitória de uma esquerda que sonhava com a construção de um país mais inclusivo e justo. Mais: a vitória esmagadora de Lula em 2002 sinalizava o apoio inconteste da sociedade brasileira à mudança política. Apoio que seria percebido pelos atores sociais como a oportunidade para a concretização de propostas há anos defendidas por um partido que tinha em seu discurso a primazia da questão social. Tal discurso é caudatário de uma imagem “de esquerda” construída em torno do Partido dos Trabalhadores, partido que se fez na luta sindical através da qual surgiu no cenário político brasileiro a figura de Lula que cumpre importante papel enquanto líder político de toda uma geração, ícone histórico. É também no tom nostálgico da fala daqueles que compartilharam desta luta ao lado de Lula que Marina Soler Jorge, em seu artigo publicado nesse número da Idéias, nos fala sobre a construção da imagem de Lula, percebido como líder nato mas ao mesmo tempo fruto do movimento sindical e trabalhista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur de Aquino, Universidade Estadual de Campinas

É formado em Ciências Sociais pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e mestre em Ciência Política na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde atualmente é doutorando em Ciências Sociais. Tem experiência com a área de pensamento social brasileiro, na qual estudou, em dissertação de mestrado, o fato conhecido na literatura especializada como a Controvérsia do Planejamento Econômico, entre Roberto Simonsen e Eugênio Gudin. Vem se dedicando, no âmbito da Ciência Política, ao estudo do Estado e energia, com vistas aos debates pertinentes à alteração do marco regulatório na exploração de petróleo e gás no Brasil.

Camila Gonçalves de Mario, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP.

Downloads

Publicado

2013-09-19

Como Citar

AQUINO, A. de; MARIO, C. G. de. Apresentação. Ideias, Campinas, SP, v. 2, n. 2, p. 7-10, 2013. DOI: 10.20396/ideias.v2i2.8649312. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649312. Acesso em: 30 out. 2020.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>