Resgates sobre população e ambiente: breve análise da dinâmica demográfica e a urbanização nos biomas brasileiros

Autores

  • Ricardo Ojima Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • George Martine Associação Brasileira de Estudos Populacionais

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v3i2.8649348

Palavras-chave:

Biomas brasileiros. Dinâmica demográfica. Urbanização.

Resumo

A maioria das discussões públicas referentes à relação população e meio ambiente se atém aos temas de tamanho e crescimento. Não há dúvidas de que o volume populacional exerce efeito sobre o meio ambiente, da mesma forma que é impactado por ele. Entretanto, a maioria dos especialistas hoje entende a relação população/meio ambiente como sendo mediada pelos processos de desenvolvimento. Também entendem que o tamanho e o ritmo de crescimento populacional não são os únicos aspectos demográficos que precisam ser analisados. As rápidas mudanças observadas na composição populacional e nas relações de gênero, tanto de países desenvolvidos como não desenvolvidos trazem novas questões importantes. Talvez mais decisiva ainda, a transição urbana atualmente em curso nos países em desenvolvimento terá enormes implicações; vai afetar não somente os processos de desenvolvimento e o nosso futuro ambiental, mas vai também alterar significativamente o curso das outras dinâmicas demográficas. Por isso, entender melhor o papel do espaço na dinâmica populacional oferece luzes importantes para a compreensão dos processos que vão determinar nosso futuro ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Ojima, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre em Sociologia (Unicamp, 2003) e Doutor em Demografia (Unicamp, 2007). Desenvolveu pesquisa de pós-doutoramento no Núcleo de Estudos de População (NEPO/Unicamp, 2007-2009), com apoio da Fapesp, sobre o tema: urbanização, mobilidade populacional e meio ambiente. Entre 2009 e 2010 foi coordenador do Sistema Estadual de Informações sobre Saneamento (SEIS) na Fundação João Pinheiro (FJP-MG) e professor na Escola de Governo do Estado de MG. Foi pesquisador do Núcleo de Estudos de População (NEPO/Unicamp) e colaborador do Departamento de Demografia (Unicamp) entre 2010 a 2011. Desde agosto de 2011 é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Demografia (UFRN, 2015-2016 e 2016-2017). Presidente da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP, 2017-2018). Suas pesquisas recentes têm se concentrado nos temas: urbanização, mobilidade espacial da população, teoria demográfica e mudanças ambientais.

George Martine, Associação Brasileira de Estudos Populacionais

Possui graduação em Artes e Ciências pela University of Ottawa, Canadá (1959), mestre em Sociologia pela Fordham University, Estados Unidos (1965) e Doutor em Demografia e Ecologia pela Brown University, Estados Unidos (1969). Atualmente é Presidente da Associação Brasileira de Estudos Populacionais. Tem experiência na área de Demografia, com ênfase em componentes da dinâmica demográfica. Atuando principalmente nos seguintes temas: migração interna, Guanabara.

Referências

AB’SABER, A.N. “Sertões e sertanejos: uma geografia humana sofrida”. Estudos Avançados, IEA/USP, São Paulo, v.13, n.36, 1999, p.7-59.

BUTTEL, F.H., DICKENS, P., DUNLAP R.E., & GIJSWIJT, A. “Sociological theory and the Environmentt: An Overview and Introduction”. In: BUTTEL et al. (Ed.), Sociological Theory and the Environment: Classical Foundations, Contemporary insights. Lanham, Rowman and Littlefield Publishers, 2002.

D’ANTONA, A.O.; DAL GALLO, P. M. “Urbanização, agronegócio e mudanças climáticas”. In: MARANDOLA JR, E.; D’ANTONA, A.O.; OJIMA, R. População, ambiente e desenvolvimento: mudanças climáticas e urbanização no Centro-Oeste. Campinas: NEPO/Unicamp; Brasilia: UNFPA, 2011.

GIDDENS, A. A política da mudança climática. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

GUEDES, G.R.; BRONDIZIO, E.; BARBIERI, A.F. Poverty and inequality in the rural Brazilian Amazon: a multidimensional approach. Human Ecology, v. 40, n. 1, p. 41-57, 2012.

GUEDES, G.R.; QUIROZ, B.L.; BARBIERI, A.F.; VANWEY, L. “Ciclo de vida domiciliar, ciclo do lote e mudança no uso da terra na Amazônia brasileira”. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 28, n. 1, 231-240, 2011.

GUIMAR ES, E.N.; LEME, H.J.C. “Caracterização histórica e configuração espacial da estrutura produtiva do Centro-Oeste”. In: HOGAN, D.J. (Org.), Migração e ambiente no Centro-Oeste. Campinas: NEPO/Unicamp/PRONEX, 2002.

GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; McGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009.

HARDOY, J.E.; PANDIELLA, G. “Urban poverty and vulnerability to climate change in Latin America”. In: BICKNELL, J.; DODMAN, D.; SATTERTHWAITE, D. (Eds), Adapting cities to climate change: understanding and addressing the development challenges. London: Earthscan, 2009.

HOGAN, D. J. ; MARANDOLA JR, E. ; OJIMA, R. População e Ambiente: Desafios à Sustentabilidade. São Paulo: Blucher, 2010. v. 1. 106 p.

HOGAN, D. J. Crescimento demográfico e Meio Ambiente. Revista Brasileira de Estudos de População. ABEP: Campinas, v. 8, n.1-2, 1991, p. 61-77.

HOGAN, D. J. “Crescimento populacional e desenvolvimento sustentável”. Lua Nova, v. 31, 1993, p. 57-77.

HOGAN, D. J. Dinâmica demográfica nas principais formações ecológicas brasileiras. Projeto de pesquisa. CNPq – Bolsa de Produtividade em Pesquisa, 203-2008, 2008.

KASPERSON, J.X.; KASPERSON, R.E.; TURNER II, B.L. (Ed.). Regions at Risk: comparisons of threatened environments. Tokyo: United Nations University, 1995.

KOWARICK, L. “Viver em risco: sobre a vulnerabilidade no Brasil urbano”. Novos Estudos. São Paulo: CEBRAP, n. 63, 2002.

MARANDOLA JR., E. “Tangenciando a vulnerabilidade”. In: HOGAN, D.; MARANDOLA JR., E. (orgs.), População e mudança climática: dimensões humanas das mudanças ambientais globais. Campinas: Nepo.Unicamp, 2009.

MARTINE, G. “Population dynamics and policies in the context of global climate change”. In: GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; MCGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009, p. 9-30.

MARTINE, George. “O lugar do espaço na equação população/meio ambiente”. Revista Brasileira de Estudos de População. ABEP: São Paulo, v. 24, n. 2, jul.-dez., 2007.

MARTINS, R. D.; FERREIRA, L. C. “Oportunidades e barreiras para políticas locais e subnacionais de enfrentamento das mudanças climáticas em áreas urbanas: evidências de diferentes contextos”. Ambient. soc., Campinas, v. 13, n. 2, dez. 2010.

OJIMA, R. “As dimensões demográficas das mudanças climáticas: cenários de mudança do clima e as tendências do crescimento populacional”. Revista Brasileira de Estudos de População (Impresso), v. 28, p. 389-403, 2011.

OJIMA, R. “Mobilidade populacional, condições de vida e desenvolvimento no semi-árido brasileiro: por uma demografia da seca”. In: GUEDES, G.R.; OJIMA, R. (Orgs.), Território, Mobilidade Populacional e Ambiente. Univale/CBH-Doce: Governador Valadares, MG, 2012a. (No prelo).

OJIMA, R. “Perspectivas para adaptação frente às mudanças ambientais globais no contexto da urbanização brasileira: cenários para os estudos de população”. In: HOGAN, D. J.; MARANDOLA JR., E. (Orgs.). População e Mudança Climática: Dimensões Humanas das Mudanças Ambientais Globais. Campinas: Nepo, 2009, p. 11-24.

OJIMA, R. “Urbanização e Sustentabilidade no Semi-Árido Nordestino: a migração rural-urbana e o papel das cidades no processo de adaptação ambiental”. Cadernos Metrópole. São Paulo: PUC-SP. V. 14, n. 27, 2012b. (No prelo).

OJIMA, R.; MARANDOLA JR, E. “Indicadores e políticas públicas de adaptação às mudanças climáticas: vulnerabilidade, população e urbanização”. Revista Brasileira de Ciências Ambientais, v. 18, p. 16-24, 2011.

OJIMA, R.; MARANDOLA JR, E. “O desenvolvimento sustentável como desafios para as cidades brasileiras”. Cadernos Adenauer: Fundação Konrad-Adenauer, Rio de Janeiro, v. 1/2012, 2012 (no prelo).

SATTERTHWAITE, D. “The Implications of Population Growth and Urbanization for Climate Change”. In: GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; MCGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009, p. 45-63.

VANWEY, L. K.; GUEDES, G. R.; D'ANTONA, A. O. “Land use change in Altamira settlement area, Pará, Brazil: patterns associated with property owner migration or ownership change”. The Annual Meeting of the Population Association of America. [Proceedings...]. Nova Orleans, Silver Spring, MD: PAA, 2008.

Downloads

Publicado

2013-04-04

Como Citar

Ojima, R., & Martine, G. (2013). Resgates sobre população e ambiente: breve análise da dinâmica demográfica e a urbanização nos biomas brasileiros. Ideias, 3(2), 55–70. https://doi.org/10.20396/ideias.v3i2.8649348

Edição

Seção

Dossiê: Relações Brasil-China

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)