Banner Portal
Resgates sobre população e ambiente: breve análise da dinâmica demográfica e a urbanização nos biomas brasileiros
PDF

Palavras-chave

Biomas brasileiros. Dinâmica demográfica. Urbanização.

Como Citar

OJIMA, Ricardo; MARTINE, George. Resgates sobre população e ambiente: breve análise da dinâmica demográfica e a urbanização nos biomas brasileiros. Ideias, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 55–70, 2013. DOI: 10.20396/ideias.v3i2.8649348. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649348. Acesso em: 27 maio. 2024.

Resumo

A maioria das discussões públicas referentes à relação população e meio ambiente se atém aos temas de tamanho e crescimento. Não há dúvidas de que o volume populacional exerce efeito sobre o meio ambiente, da mesma forma que é impactado por ele. Entretanto, a maioria dos especialistas hoje entende a relação população/meio ambiente como sendo mediada pelos processos de desenvolvimento. Também entendem que o tamanho e o ritmo de crescimento populacional não são os únicos aspectos demográficos que precisam ser analisados. As rápidas mudanças observadas na composição populacional e nas relações de gênero, tanto de países desenvolvidos como não desenvolvidos trazem novas questões importantes. Talvez mais decisiva ainda, a transição urbana atualmente em curso nos países em desenvolvimento terá enormes implicações; vai afetar não somente os processos de desenvolvimento e o nosso futuro ambiental, mas vai também alterar significativamente o curso das outras dinâmicas demográficas. Por isso, entender melhor o papel do espaço na dinâmica populacional oferece luzes importantes para a compreensão dos processos que vão determinar nosso futuro ambiental.
https://doi.org/10.20396/ideias.v3i2.8649348
PDF

Referências

AB’SABER, A.N. “Sertões e sertanejos: uma geografia humana sofrida”. Estudos Avançados, IEA/USP, São Paulo, v.13, n.36, 1999, p.7-59.

BUTTEL, F.H., DICKENS, P., DUNLAP R.E., & GIJSWIJT, A. “Sociological theory and the Environmentt: An Overview and Introduction”. In: BUTTEL et al. (Ed.), Sociological Theory and the Environment: Classical Foundations, Contemporary insights. Lanham, Rowman and Littlefield Publishers, 2002.

D’ANTONA, A.O.; DAL GALLO, P. M. “Urbanização, agronegócio e mudanças climáticas”. In: MARANDOLA JR, E.; D’ANTONA, A.O.; OJIMA, R. População, ambiente e desenvolvimento: mudanças climáticas e urbanização no Centro-Oeste. Campinas: NEPO/Unicamp; Brasilia: UNFPA, 2011.

GIDDENS, A. A política da mudança climática. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

GUEDES, G.R.; BRONDIZIO, E.; BARBIERI, A.F. Poverty and inequality in the rural Brazilian Amazon: a multidimensional approach. Human Ecology, v. 40, n. 1, p. 41-57, 2012.

GUEDES, G.R.; QUIROZ, B.L.; BARBIERI, A.F.; VANWEY, L. “Ciclo de vida domiciliar, ciclo do lote e mudança no uso da terra na Amazônia brasileira”. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 28, n. 1, 231-240, 2011.

GUIMAR ES, E.N.; LEME, H.J.C. “Caracterização histórica e configuração espacial da estrutura produtiva do Centro-Oeste”. In: HOGAN, D.J. (Org.), Migração e ambiente no Centro-Oeste. Campinas: NEPO/Unicamp/PRONEX, 2002.

GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; McGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009.

HARDOY, J.E.; PANDIELLA, G. “Urban poverty and vulnerability to climate change in Latin America”. In: BICKNELL, J.; DODMAN, D.; SATTERTHWAITE, D. (Eds), Adapting cities to climate change: understanding and addressing the development challenges. London: Earthscan, 2009.

HOGAN, D. J. ; MARANDOLA JR, E. ; OJIMA, R. População e Ambiente: Desafios à Sustentabilidade. São Paulo: Blucher, 2010. v. 1. 106 p.

HOGAN, D. J. Crescimento demográfico e Meio Ambiente. Revista Brasileira de Estudos de População. ABEP: Campinas, v. 8, n.1-2, 1991, p. 61-77.

HOGAN, D. J. “Crescimento populacional e desenvolvimento sustentável”. Lua Nova, v. 31, 1993, p. 57-77.

HOGAN, D. J. Dinâmica demográfica nas principais formações ecológicas brasileiras. Projeto de pesquisa. CNPq – Bolsa de Produtividade em Pesquisa, 203-2008, 2008.

KASPERSON, J.X.; KASPERSON, R.E.; TURNER II, B.L. (Ed.). Regions at Risk: comparisons of threatened environments. Tokyo: United Nations University, 1995.

KOWARICK, L. “Viver em risco: sobre a vulnerabilidade no Brasil urbano”. Novos Estudos. São Paulo: CEBRAP, n. 63, 2002.

MARANDOLA JR., E. “Tangenciando a vulnerabilidade”. In: HOGAN, D.; MARANDOLA JR., E. (orgs.), População e mudança climática: dimensões humanas das mudanças ambientais globais. Campinas: Nepo.Unicamp, 2009.

MARTINE, G. “Population dynamics and policies in the context of global climate change”. In: GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; MCGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009, p. 9-30.

MARTINE, George. “O lugar do espaço na equação população/meio ambiente”. Revista Brasileira de Estudos de População. ABEP: São Paulo, v. 24, n. 2, jul.-dez., 2007.

MARTINS, R. D.; FERREIRA, L. C. “Oportunidades e barreiras para políticas locais e subnacionais de enfrentamento das mudanças climáticas em áreas urbanas: evidências de diferentes contextos”. Ambient. soc., Campinas, v. 13, n. 2, dez. 2010.

OJIMA, R. “As dimensões demográficas das mudanças climáticas: cenários de mudança do clima e as tendências do crescimento populacional”. Revista Brasileira de Estudos de População (Impresso), v. 28, p. 389-403, 2011.

OJIMA, R. “Mobilidade populacional, condições de vida e desenvolvimento no semi-árido brasileiro: por uma demografia da seca”. In: GUEDES, G.R.; OJIMA, R. (Orgs.), Território, Mobilidade Populacional e Ambiente. Univale/CBH-Doce: Governador Valadares, MG, 2012a. (No prelo).

OJIMA, R. “Perspectivas para adaptação frente às mudanças ambientais globais no contexto da urbanização brasileira: cenários para os estudos de população”. In: HOGAN, D. J.; MARANDOLA JR., E. (Orgs.). População e Mudança Climática: Dimensões Humanas das Mudanças Ambientais Globais. Campinas: Nepo, 2009, p. 11-24.

OJIMA, R. “Urbanização e Sustentabilidade no Semi-Árido Nordestino: a migração rural-urbana e o papel das cidades no processo de adaptação ambiental”. Cadernos Metrópole. São Paulo: PUC-SP. V. 14, n. 27, 2012b. (No prelo).

OJIMA, R.; MARANDOLA JR, E. “Indicadores e políticas públicas de adaptação às mudanças climáticas: vulnerabilidade, população e urbanização”. Revista Brasileira de Ciências Ambientais, v. 18, p. 16-24, 2011.

OJIMA, R.; MARANDOLA JR, E. “O desenvolvimento sustentável como desafios para as cidades brasileiras”. Cadernos Adenauer: Fundação Konrad-Adenauer, Rio de Janeiro, v. 1/2012, 2012 (no prelo).

SATTERTHWAITE, D. “The Implications of Population Growth and Urbanization for Climate Change”. In: GUZMAN, J.M.; MARTINE, G.; MCGRANAHAN, G.; SCHENSUL, D.; TACOLI, C. (Ed.). Population dynamics and climate change. New York/London: UNFPA/IIED, 2009, p. 45-63.

VANWEY, L. K.; GUEDES, G. R.; D'ANTONA, A. O. “Land use change in Altamira settlement area, Pará, Brazil: patterns associated with property owner migration or ownership change”. The Annual Meeting of the Population Association of America. [Proceedings...]. Nova Orleans, Silver Spring, MD: PAA, 2008.

A Idéias utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.