Limites e controvérsias da implantação de políticas para a experiência do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem) no município de São Paulo

Autores

  • Sílvia da Silva Craveiro Fundação Getúlio Vargas
  • Maria Paola Ometto Fundação Getúlio Vargas

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v4i2.8649391

Palavras-chave:

Juventude. Política pública. Implantação. Intersetorialidade. ProJovem.

Resumo

O trabalho discute a implantação de políticas públicas para juventude,especifi camente o ProJovem no município de São Paulo de 2006-2007. São analisadoselementos, identifi cados na literatura, que recorrentemente difi cultam a implantaçãoe os resultados dessas políticas: a falta de conexão entre as políticas para juventudedos três níveis de governo, a participação insufi ciente dos próprios jovens e a suasegmentação como em “situação de risco”. Todos esses elementos estão presentesnessa experiência, apesar da intenção do governo federal de realizar uma políticaintersetorial, integrada e participativa. Os problemas relacionam-se com a inadequaçãoda proposta às especifi cidades do município e com o pouco tempo de aprendizadopara a execução do Programa.Palavras-chave:

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvia da Silva Craveiro, Fundação Getúlio Vargas

Possui graduação e mestrado em administração pública pela EAESP/FGV. É doutoranda em administração pública e governo pela EAESP/FGV e atualmente é professora da Etec Cepam de Gestão Pública.

Maria Paola Ometto, Fundação Getúlio Vargas

Possui graduação em administração pública pela EAESP/FGV, é mestre em administração pela UFPR e doutoranda em administração pública e governo pela EAESP/FGV.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB 2/2005. ProJovem – Programa Nacional de Inclusão de Jovens: Educação, Qualifi cação e Ação Comunitária. Brasília: março, 2005. Disponível em: Acesso em: 15 abr. 2013.

BRASIL. Projeto Pedagógico Integrado do ProJovem Urbano. Brasília, maio de 2008. Disponível em: www.ProJovem.gov.br/userfiles/file/SET%202008_%20PPI%20FINAL.pdf Acesso em: 01 mai. 2013.

GODOY, A. “Pesquisa Qualitativa: tipos fundamentais.” Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 3, p. 20-29, maio/jun. 1995.

GRINDLE, Merilee. “Implementing reform: arenas, stakes and resources.” In: GRINDLE, Merilee; THOMAS, John. Public choice and policy change. Maryland, Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1991.

LIPSKY, Michael. Street-level Bureaucracy; Dilemmas of the Individual in Public Service. New York: Russel Sage Foundation, 1980.

LOPES, Roseli Esquerdo; SILVA, Carla Regina; MALFITANO, Ana Paula Serrata. “Adolescência e juventude de grupos populares urbanos no Brasil e as políticas públicas: apontamentos históricos.” Revista HISTEDBR On-line, n. 23, p. 114-130, set. 2006.

LOTTA, Gabriela S. Implantação de políticas públicas: o impacto dos fatores relacionais e organizacionais sobre a atuação dos burocratas de nível da rua no Programa Saúde da Família. São Paulo: Universidade de São Paulo/FFLCH, Tese de Doutorado, 2010. Cap. 1, p. 25-51.

MAJONE, Giandomenico; WILDAVSKY, Aaron. “Implementation as evolution.” In: THEODOULOU, Stella; CAHN, Matthew A. Public Policy: the essential readings. Upper Saddler River, NI: Prentice Hall, 1995.

MATIAS-PEREIRA, J. Manual de Metodologia da Pesquisa Científi ca. 1a. ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2007. v. 2000. p. 160.

SÃO PAULO (Cidade). Prefeitura Municipal de São Paulo. Projeto de implantação do ProJovem no município de São Paulo. São Paulo: 2005. Cópia impressa. SÃO PAULO SITE Prefeitura Municipal de São Paulo. Disponível em: http://www.capital.sp.gov.br/portalpmsp/ homec.jsp. Acesso em: 01/05/2013.

SARAIVA, Enrique. 2006. “Introdução à teoria da política pública.” In: SARAIVA, Enrique; FERRAREZI, Elisabete. (Orgs.). Políticas públicas. Brasília: ENAP, 2006.

SILVA, Pedro Luiz Barros; MELO, Marcus André Barreto de. “O processo de implantação de políticas públicas no Brasil: características e determinantes da avaliação de programas e projetos”. Caderno n. 48. Unicamp – Núcleo de Estudos de Políticas Públicas: Campinas, 2000.

SOUZA, Celina. “Políticas Públicas: uma revisão da literatura”. Sociologias. Porto Alegre, n. 16, p. 20-45, jul/dez 2006.

SPOSITO, Marília Pontes. Os jovens no Brasil: desigualdades multiplicadas e novas demandas políticas. São Paulo: Ação Educativa, 2003.

SPOSITO, Marília Pontes; CARRANO, Pedro César Rodrigues. “Juventude e políticas públicas no Brasil.” Revista Brasileira de Educação, n. 24, p. 16-39, 2003.

SPOSITO, Marília Pontes; SILVA, Hamilton Harley de Carvalho; SOUZA, Nilson Alves de. “Juventude e poder local: um balanço de iniciativas públicas voltadas para jovens em municípios de regiões metropolitanas”. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, p. 238-257, 2006

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

CRAVEIRO, S. da S.; OMETTO, M. P. Limites e controvérsias da implantação de políticas para a experiência do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem) no município de São Paulo. Ideias, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 225-247, 2013. DOI: 10.20396/ideias.v4i2.8649391. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649391. Acesso em: 30 out. 2020.