Olho-gordo e fura-olhos na sociedade do espetáculo: reflexões psico políticas sobre a inveja

Autores

  • Samara Megume Rodrigues Universidade Estadual de Maringá
  • Angela Maria Pires Caniato Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v4i2.8649392

Palavras-chave:

Inveja. Idealização. Mercadoria. Indústria cultural.

Resumo

O presente artigo discute o sentimento de inveja na sociedade contemporânea. Trata-se de uma pesquisa qualitativa baseada na Psicanálise e na Teoria Crítica.A inveja é um sentimento de natureza sadomasoquista, sendo sempre um ataqueà possibilidade de amparo. Ela é um movimento narcísico fundamentado no mecanismo psíquico de idealização. O objetivo deste estudo é analisar tal sentimento na sociedade contemporânea, em que a imagem visual e a espetacularização da vidatornaram-se mediadores dos vínculos entre os sujeitos. A inveja mostrou-se não apenas como um afeto intensamente estimulado, mas também como um suporte subjetivo dos valores e condutas necessários à manutenção das atuais condiçõessociais de existência pautadas pela lógica da mercadoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samara Megume Rodrigues, Universidade Estadual de Maringá

Psicóloga Clínica e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Maringá (PPI-UEM). Integrante do projeto de pesquisa-intervenção “Phenix”, vinculado do departamento de Psicologia (DPI-UEM).

Angela Maria Pires Caniato, Universidade Estadual de Maringá

Professora do Programa de Mestrado em Psicologia na Universidade Estadual de Maringá. Representante do Núcleo de Maringá da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Possui curso de graduação em Psicologia (Licenciatura e Formação de Psicólogos) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1968), titulação em Psicologia Clínica e Social pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), Mestre em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1986), e Doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1995).

Referências

ADORNO, T., W. A indústria Cultural. In. G. Cohn (org). Theodor Adorno: Sociologia. São Paulo: Ática, 1986.

ALIGHIRI, D. A Divina Comédia. São Paulo: Abril, 2010.

BULFINCH, T. O livro de Ouro da Mitologia: histórias de Deuses e Heróis. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

CANIATO, A, M, P; RODRIGUES, S, M. “A construção psicossocial da competição: o engano na cumplicidade de uma falsa vida”. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 24, n. 1, 23-35, 2012.

CHUSTER, A; TRACHTENBER, R. As sete invejas capitais: uma leitura contemporânea sobre a complexidade do mau. Porto Alegre: Artmed, 2009.

CUNHA, A., G., da. Dicionário Etimológico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991.

DEBORD, G. A sociedade do Espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

FREUD, S. (1905) Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In: FREUD, S. Obras Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1997, vol. VII.

FREUD, S. (1914) À guisa de introdução ao narcisismo. In: FREUD, S. Escritos sobre psicologia do inconsciente. Obras psicológicas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2004, vol. I.

FREUD, S. (1915) Pulsão e destinos das pulsões. In: FREUD, S. Escritos sobre psicologia do inconsciente. Obras psicológicas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2004, vol. I.

FREUD, S. (1920). Além do princípio do prazer. In: FREUD, S. Obras Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1997, vol. XVIII.

FREUD, S. (1930) El Malestar en la Cultura. In: FREUD, S. Obras Completas. Madrid: Biblioteca Nueva, 1981.

FREUD, S. (1937). Análise Terminável e interminável. In: FREUD, S. Obras Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1997, vol. XXIII.

HORKHEIMER, M; ADORNO, T, W. O conceito de Esclarecimento. In: HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento – fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985a. p. 19-52.

HORKHEIMER, M. Indústria Cultural: O Esclarecimento como Mistifi cação das Massas. In: HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento – Fragmentos fi losófi cos. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985b. p. 113-156

KLEIN, M. (1957). Inveja e Gratidão. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

KLEIN, Melanie; RIVIERE, Joan. Amor ódio e Reparação. Rio de Janeiro: Imago, 1975.

LASCH, C. O mínimo eu: sobrevivência psíquica em tempos difíceis. São Paulo: Brasiliense, 1997.

LISPECTOR, C. A legião Estrangeira. In C. Lispector. Felicidade Clandestina: contos. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MARX, K. (1867) O Capital. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

MEZAN, R. A Inveja. In: MEZAN, R. Os sentidos da Paixão. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

OVÍDIO. Metamorfoses. São Paulo: Madras, 2003.

TOMÁS DE AQUINO. Suma Teológica (II- II). São Paulo: edições Loyola, 2005, vol. II-II.

VENTURA, Z. Inveja o Mal secreto. Rio de Janeiro: Objetiva, 1998.

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

RODRIGUES, S. M.; CANIATO, A. M. P. Olho-gordo e fura-olhos na sociedade do espetáculo: reflexões psico políticas sobre a inveja. Ideias, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 249-271, 2013. DOI: 10.20396/ideias.v4i2.8649392. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649392. Acesso em: 30 out. 2020.