Por uma Sociologia da Saúde – Entrevista com Nelson Filice de Barros

  • Camila Gonçalves de Mario Universidade Estadual de Campinas
  • Danilo Arnaut Universidade Federal do Paraná
  • Tatiana de Andrade Barbarini Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Entrevista

Resumo

O Prof. Dr. Nelson Filice de Barros é docente do Departamento de Saúde Coletiva, Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e realiza pesquisas sobre práticas alternativas e complementares na saúde, ensino das ciências sociais e desenvolvimento de métodos e técnicas de pesquisa qualitativa no campo da saúde. Convidá-lo nos pareceu (e a ele também) uma possibilidade de diminuir o isolamento sentido e sofrido por aqueles que se dedicam aos estudos da saúde por meio do olhar crítico das ciências sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Gonçalves de Mario, Universidade Estadual de Campinas
Graduada em Ciências Sociais pela PUC - Campinas (2000) e Mestre em Urbanismo na linha de Gestão Urbana pela mesma instituição (2006). Doutorou-se em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - UNICAMP, com a tese Saúde como Questão de Justiça (2013). Realizou Pós-doutorado junto ao Programa de Pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas da EACH - USP (2014). Atualmente é Pesquisadora no Núcleo Estudos em Políticas Públicas - NEPPs da UNESP/FRANCA. Tem experiência em pesquisas no campo das políticas públicas, trabalhando principalmente com os seguintes temas: análise e avaliação de políticas públicas; justiça social; teorias da justiça; teoria crítica; sociologia da saúde; cidadania e direitos sociais. É editora da Revista IDÉIAS do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - UNICAMP.
Danilo Arnaut, Universidade Federal do Paraná
Bacharel em Ciências Sociais, Mestre e Doutorando em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (IFCH-UNICAMP), é também graduando em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Estudou na Universidade de Darmstadt (TUD), na Universidade de São Paulo (USP), na Universidade de Duisburg-Essen (Uni DuE), em diferentes níveis e programas. No IFCH-UNICAMP, foi assistente docente na disciplina Politica II, atuou como Docente Estagiário (PED) nas disciplinas Sociologia Contemporânea I e Metodologia e Técnicas de Pesquisa. Na FFLCH-USP foi docente assistente voluntário na disciplina Contribuições da Sociologia para a Análise dos Riscos do Programa de pós-Graduação em Sociologia. É editor da Revista Idéias (IFCH-UNICAMP), pesquisador ad hoc do Núcleo de Estudos em Polícias Públicas (NEPPs-UNESP) e Professor Substituto no Departamento de Sociologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
Tatiana de Andrade Barbarini, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em Ciências Sociais (2007), mestrado (2011) e doutorado (2016) em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas. É pós-doutoranda pela Universidade Federal de São Paulo, campus Baixada Santista, vinculada ao Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde. Docente da Instituição de Ensino São Francisco. Atua como pesquisadora no Laboratório Interdisciplinar Ciências Humanas, Sociais e Saúde (LICHSS/Unifesp) e no Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEPPs/Unesp). É membro do Comitê editorial da Idéias - Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/UNICAMP. Tem experiência na área de Sociologia e Ciências Sociais, com ênfase em Sociologia da Saúde, da Educação e da Infância, atuando principalmente nos seguintes temas: TDAH/agitação, sociologia, medicalização, saúde mental, infância e criança.
Publicado
2013-07-29
Como Citar
Mario, C. G. de, Arnaut, D., & Barbarini, T. de A. (2013). Por uma Sociologia da Saúde – Entrevista com Nelson Filice de Barros. Idéias, 4(1), 263-284. https://doi.org/10.20396/ideias.v4i1.8649408

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)