Economia e Política no debate sobre o fenômeno do Bonapartismo

Autores

  • Carlos Prado Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v4i0.8649418

Palavras-chave:

Bonapartismo. História. Luta de classes.

Resumo

O objetivo do presente artigo é discutir o surgimento do Estado bonapartista a partir da leitura d’O 18 Brumário de Karl Marx. Essa obra tem suscitado diferentes interpretações e grandes debates sobre conceitos fundamentais. Buscaremos enfatizar que o bonapartismo não é resultado de condições puramente econômicas, mas da história enquanto luta de classes. Dessa forma, evidenciaremos o papel dos aspectos subjetivos, as estratégias e as ações dos homens e das classes na luta política e na transformação histórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Prado, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduado em História pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Mestre em Filosofi a pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Atualmente é professor do Departamento de História da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

ANTUNES, J. Marx diante da ditadura Bonapartista. In: Maisvalia, nº 6. São Paulo: Týkhe, 2009, p. 54 – 63.

ASSUNÇÃO, V. N. F. de. Pandemônio de infâmias: classes sociais, Estado e política nos estudos de Marx sobre o bonapartismo. 2005. Tese (Doutorado). PUC, São Paulo.

BAROT, E. D`un Napoléon l`autre: l´intelligibilité d`un étrange présent. In: MARX, Karl. Le 18 Brumaire de Louis Bonaparte. Paris: Le Livre de Pouche, 2007, p. 29-104.

BARSOTTI, P. D. Marx, defensor do estado? O estado, a política e o bonapartismo no pensamento marxiano. 2002. Tese (Doutorado). USP, São Paulo.

BARSOTTI, P. D. O bonapartismo em Marx. In: Marx e o marxismo 2011: teoria e prática. Niterói, UFF. 2011.

CODATO, A. N. 18 Brumário, Política e pós-modernismo. In: Lua Nova, nº 63. 2004, p. 85 – 116.

ENGELS, F. Carta de Engels a Marx de 13 de abril de 1866. In: LENIN, Vladimir Ilich. Acotaciones a la correspondência entre Marx e Engels – 1844/1843. Montevideo/Barcelona: Pueblos Unidos, 1976.

MCLELLAN, D. Karl Marx: vida e pensamento. Trad. Jaime Clasen. Petrópolis: Vozes, 1990.

MARX, K. A guerra civil na França. Trad. Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, K. As lutas de classes na França. São Paulo: Global, 1986.

MARX, K. O dezoito brumário de Louis Bonaparte. Trad. Silvio Chagas. São Paulo: Centauro, 2000.

POULANTZAS, N. Poder político e classes sociais. Porto: Portucalense, 1971, 2 v.

SADER, E. Estado e política em Marx. 2 ed. São Paulo: Cortez, 1998.

WEBB, D. Here content transcend phrase: the eighteenth brumarie as the key to understanding Marx’s critique to utopian socialism. In: COWLING, M.; MARTIN, J. (eds.) Marx’s Eigtheenth Brumaire: (Post) modern Interpretations, London: Pluto Press, 2002, p. 243 – 257

Downloads

Publicado

2014-04-26

Como Citar

PRADO, C. Economia e Política no debate sobre o fenômeno do Bonapartismo. Ideias, Campinas, SP, v. 4, p. 175–200, 2014. DOI: 10.20396/ideias.v4i0.8649418. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649418. Acesso em: 20 out. 2021.