Os relatos de Luiz Antônio de Oliveira Mendes sobre a saúde da população escrava: do trafico na África ao cativeiro no Brasil (1793)

  • Alisson Eugênio Universidade Federal de Alfenas
Palavras-chave: Escravidão. Tráfico de escravos. Saúde.

Resumo

Neste artigo serão analisadas as considerações de um intelectual lusobrasileiro, de origem baiana, Luiz Antônio de Oliveira Mendes, a respeito das condições de saúde dos escravos, desde o tráfi co até o cativeiro no Brasil, e suas propostas para melhorar tais condições, com o objetivo de saber como ele fundamentou suas críticas e qual estratégia utilizou para convencer os agentes da escravidão da necessidade de mudar a maneira como eles tratavam os indivíduos a ela submetidos. A análise é feita a partir do Artigo “Memórias sobre os escravos e tráfi co de escravatura entre a costa da África e o Brasil” de 1793, publicado somente em 1813.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alisson Eugênio, Universidade Federal de Alfenas
Professor Adjunto de História na Universidade Federal de Alfenas.

Referências

CIDADE, H. Padre Vieira (Sermões). Lisboa, volume III, 1940.

CHALHOUB. S. Cidade febril. São Paulo, Cia das Letras, 1999.

CONRAD, R. E. Tumbeiros: o tráfi co de escravos para o Brasil. São Paulo, Brasiliense, 1985.

FERRONE, V. O homem de ciência. In: VOVELLE, Michel, O homem do Iluminismo. Lisboa, Editorial Presença, 1997.

FREIREYSS, G. W. Viagem ao interior do Brasil. Belo Horizonte, ed. Itatiaia, 1992

HONORATO, C. de P. Valongo: o mercado de escravos no Rio de Janeiro. Dissertação de mestrado em história, Universidade Federal Fluminense, 2007.

KLEIN, H. O tráfi co de escravos no Atlântico. Ribeirão Preto, Funpec, 2004.

MARQUESE, R. de B. Feitores do corpo, missionários da mente: senhores, letrados e o controle dos escravos nas Américas. São Paulo, Cia. das Letras, 2004.

MAXWEL, K. Marquês de Pombal: paradoxo do Iluminismo. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1997.

MENDES, L. A. de O. Memória a respeito dos escravos e do tráfico de escravatura entre a Costa da África e o Brasil. In: Memórias Econômicas da Academia Real de Ciência de Lisboa. Tomo IV. Direção José Luis Cardoso. Lisboa, [ 1812] 1991.

NOVAIS, F. Portugal e Brasil na crise do sistema colonial. 6a ed., São Paulo, Hucitec, 1995.

ODA, A. M. G. R. O banzo e outros males: O páthos dos negros na memória de Oliveira Mendes, Revista Latino-americana de Psicopatologia fundamental. v.10, no 2, 2007.

PEREIRA, J. C. da S. A fl or da terra: o cemitério dos pretos novos do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Garamond/IPHAN, 2007.

SILVA, A. da C. e. Memória histórica sobre os costumes particulares dos povos africanos. Afro-Ásia, v.28, 2002,

SLENES, R. African, Lucretias and Men of Sorrows: Allegory and Allusion in the Brazilian Anti-slavery (Lithographis) (1827- 1835) of Johann Mori$ Rugendas. In: Slavery and Abolition, v.23, 2002.

VOVELLE, M. O homem do Iluminismo. Lisboa, Editorial Presença, 1997.

Publicado
2014-04-26
Como Citar
Eugênio, A. (2014). Os relatos de Luiz Antônio de Oliveira Mendes sobre a saúde da população escrava: do trafico na África ao cativeiro no Brasil (1793). Ideias, 4, 201-231. https://doi.org/10.20396/ideias.v4i0.8649419