A decadência do carnaval na óptica da imprensa Porto-Alegrense em fins do século XIX e início do XX

Autores

  • Caroline Pereira Leal Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v6i2.8649470

Palavras-chave:

Festas populares. Carnaval. Imprensa. Saneamento moral. Porto Alegre.

Resumo

Ao findar o século XIX e no raiar do vindouro percebe-se na imprensa porto-alegrense um grande descontentamento com o tipo de festa carnavalesca que estava sendo feita na cidade. Este artigo procura demonstrar o formato que os festejos adquiriram nessa transição de século, bem como apontar para as razões que levaram a esse sentimento de insatisfação com o carnaval de Porto Alegre.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Pereira Leal, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Possui graduação em História (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004/2005). Mestrado (2008) e Doutorado (2013) em História - Programa de Pós graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Referências

BOURDIEU, Pierre. Espaço Social e Poder Simbólico. In: Coisas Ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004, p. 155.

CUNHA, Maria C. P. Ecos da Folia: uma história social do carnaval carioca entre 1880 e 1920. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

FLORES, Moacyr. Do entrudo ao carnaval. Estudos IberoAmericanos, XXII (1) – junho, 1999.

HOHLFELDT, A.; RAUSCH, F. A imprensa sul-rio-grandense entre 1870 e 1937: Discussão sobre critérios para uma periodização. NP de Jornalismo, do XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Universidade de Brasília, Distrito Federal, 2006.

LANZARIN, Claudia Cruz. A fantasia e o baile de máscaras do final do milênio. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 20, n. 3, set. 2000. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php, acessado em 30 set. 2012.

LAZZARI, Alexandre. Certas coisas não são para que o povo as faça: Carnaval em Porto Alegre (1879-1915). Dissertação de Mestrado. IFCH/UNICAMP, Campinas, 1998.

MAUCH, Claudia et all. Porto Alegre na virada do século 19; cultura e sociedade. Porto Alegre: Ed. da Universidade, 1994, p. 11.

MILLEN, Carlos. Marginais e desviantes: criminalidade e controle social na Porto Alegre dos anos de 1890 e 1900. IV Mostra de pesquisa do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul. Anais: produzindo história a partir de fontes primárias. Porto Alegre: CORAG, 2006, 304 p, p. 62.

REIS, Letícia Vidor de Souza. Negros e brancos no jogo da capoeira: a invenção da tradição. Dissertação de mestrado. São Paulo, USP, 1993.

RÜDIGER, Francisco Ricardo. A Federação e o processo políticoideológico rio-grandense (1884-1937). In: Comunicação & Cultura, Porto Alegre, Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa, 1984, nº 1, ps. 12 a 21.

RÜDIGER, Francisco. Tendências do Jornalismo. Porto Alegre: Ed.UFRGS, 1993.

STEYER, Fábio Augusto. Reflexões sobre a história do jornalismo no Rio Grande do Sul: uma experiência de pesquisa. Anais I Encontro de História da Mídia.UNICENTRO, Guarapuava/PR, 2010.

VARGAS, Anderson Zalewski. Os Subterrâneos de Porto Alegre. Imprensa, ideologia autoritária e reforma social (Porto Alegre – 1900/1919). Dissertação de Mestrado, PPGH/UFRGS, Porto Alegre, 1992.

VARGAS, Anderson. Usos da Antiguidade: imprensa, civilização e decadentismo no sul Brasil Republicano. Liber Intellectus, v. 02, 2007, p. 02.

VELLOSO, Mônica Pimenta. A dança como alma da brasilidade. Nuevo Mundo Mundos Nuevos, n. 7, mis en ligne le 15 mars 2007, référence du 15 septembre 2007. Disponible sur: htt p://nuevomundo.revues.org/document3709.html.

ZICMAN, Renée Barata. História através da imprensa: algumas considerações metodológicas. Projeto História. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História. v. 4, 1985.

Downloads

Publicado

2016-01-21

Como Citar

LEAL, C. P. A decadência do carnaval na óptica da imprensa Porto-Alegrense em fins do século XIX e início do XX. Ideias, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 282-300, 2016. DOI: 10.20396/ideias.v6i2.8649470. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8649470. Acesso em: 26 nov. 2020.