Meramente cultural

Judith Butler, Aléxia Bretas

Resumo


O texto “Meramente cultural”, de Judith Butler, é de grande valia para o debate da teoria crítica nos dias atuais. Originalmente apresentado como conferência no evento “Repensando o marxismo”, em dezembro de 1996, o artigo foi publicado pela primeira vez no ano seguinte pela Duke University Press, na revista acadêmica Social Text, despertando as mais diversas reações dentro e fora da chamada esquerda cultural. Nesse mesmo volume da Social Text, aparece também a réplica de Nancy Fraser às críticas feitas por Butler, intitulada “Heterossexismo, falso reconhecimento e capitalismo: uma resposta a Judith Butler” – cuja tradução, ainda inédita no Brasil, será publicada pela Revista Idéias na Parte II do dossiê Diálogos na Teoria Crítica. Grosso modo, o embate travado nesses dois ensaios magistrais pode ser tomado como um interessante ponto de partida, a fi m de potenciar a instigante e produtiva tensão estabelecida entre duas das mais expressivas, atuantes e prolíferas autoras progressistas da atualidade.

Palavras-chave


Judith Butler. Nancy Fraser. Falocentrismo. Heterossexualidade compulsória. Marxismo. Feminismo socialista.

Texto completo:

PDF

Referências


BUTLER, J. Merely Cultural. Social Text, vol. 15, n. 3-4, p. 265-277, 1997. Agradecemos à Duke University Press pela permissão de publicar a tradução deste ensaio.


Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

(c) Idéias, Campinas, SP - ISSN 2179-5525.