Capitalismo e racionalidade instrumental: reflexões acerca do tempo livre em Theodor Adorno

Autores

  • André Campos Rocha Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v9i1.8652473

Palavras-chave:

Tempo livre. Theodor W. Adorno. Reificação. Teoria crítica.

Resumo

O artigo analisa a relação entre trabalho e tempo livre no capitalismo segundo as reflexões sociológicas de Theodor W. Adorno. Defende-se que o tema é indissociável do diagnóstico contido na Dialética do Esclarecimento acerca da predominância, no desenvolvimento social do Ocidente, de uma razão de tipo instrumental. Neste contexto, com sua separação da esfera do trabalho, as atividades de tempo livre, paródias da liberdade, serviriam ao objetivo funcional de recuperar as forças dos sujeitos para reintroduzi-los no processo de trabalho. Ao final, mostra-se porque a arte para Adorno contém um potencial de crítica à sociedade reificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Campos Rocha, Universidade de São Paulo

Atualmente, é aluno de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo.

Referências

ADORNO, T. W. Commitment. [S.l][s.n] 1962. Disponível em: https:ada.evergreen.edu/~arunc/texts/frankfurt/commitment/ commitment.pdf Último acesso em: 28 de ago. 2017, 22:08

ADORNO. T. W. Capitalismo tardio ou sociedade industrial? In: COHN, G. (org.) Theodor W. Adorno. São Paulo: Ática, 1986

ADORNO, T. W. Palavras e sinais: modelos críticos 2. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

ADORNO, T. W. Prismas. São Paulo: Ed. Ática, 1998 ADORNO, T. W. Minima Moralia. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2001

ADORNO, T. W. Aesthetic Theory. New York: Continuum, 2002

ADORNO, T. W. As estrelas descem a Terra: a coluna de astrologia do Los Angeles Times. São Paulo: Unesp, 2008

ADORNO, T. W. Dialética Negativa. Rio de Janeiro: Zahar, 2009

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Temas básicos de sociologia. São Paulo: Cultrix, 1973

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 1985.

BERNSTEIN, J. M. O discurso morto das pedras: a Teoria Estética de Adorno. In: RUSH, Fred (org.) Teoria Crítica. Aparecida, SP: Idéias& Letras, 2008

FREUD, S. O mal-estar na civilização. In: Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1978

HORKHEIMER, M. O eclipse da razão. São Paulo: Unesp, 2015

JAY, M. Marxism and totality. L.A: UCLA Press, 1984

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Abril Cultural, 1978 MARX, K. O capital. São Paulo: Abril Cultural, 1983

MERLEAU-PONTY, M. As aventuras da dialética. São Paulo: Martins Fontes, 2006

MORGAN, W. J. Adorno on Sport: The case of fractured dialetics. Theory and Society, Vol 17, N 6, 1988

MUSSE, R. Administração do tempo livre. São Paulo: Revista Lua Nova, 99, 2016

PETRY, F.B. A relação dialética entre arte e sociedade em Theodor W. Adorno. Revista Veritas, v.59, 2014

POLLOCK, F. State capitalism: Its possibilities and Limitations. In: The essencial Frankfurt School Reader. New York: New Urizon Books, 1978

RUGITSKY, F. Friedrich Pollock – Limites e possibilidades. In: Curso livre de Teoria Crítica/ Marcos Nobre (org.) – Campinas, SP: Papirum 2008.

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Pioneira, 1987

WILSON, R. Theodor Adorno. New York: Routledge critical thinkers, 2007

Downloads

Publicado

2018-05-16

Como Citar

Rocha, A. C. (2018). Capitalismo e racionalidade instrumental: reflexões acerca do tempo livre em Theodor Adorno. Ideias, 9(1), 149–170. https://doi.org/10.20396/ideias.v9i1.8652473