A imigração haitiana e as mudanças no espaço urbano da cidade de São Paulo

Palavras-chave: Imigração haitiana, Espaço urbano, Trabalho, Moradia, Cidade global

Resumo

Este artigo aborda as mudanças ocorridas no espaço urbano da cidade de São Paulo motivadas pela recente imigração haitiana. De acordo com dados da Polícia Federal, que cobrem o período entre 2010 e 2017, 15.773 haitianos declararam residência na cidade de São Paulo. A partir das formulações teóricas desenvolvidas por Sassen (1993) sobre cidades globais, analisa-se a globalidade da cidade de São Paulo no contexto da realidade brasileira e da periferia do capitalismo onde a inserção desses imigrantes no espaço urbano ocorre, segundo Alain Tarrius (2002), por meio de uma “globalização por baixo” que revela a precariedade da vida que se manifesta como resultado dos baixos salários e da superexploração dessa força de trabalho. Para compor esta análise, foram utilizados registros e dados de pesquisa do OBMigra, da Polícia Federal e do Eixo Trabalho da Missão Paz, em São Paulo. Também foram realizadas pesquisa de campo com base na observação, análise documental e entrevistas com imigrantes haitianos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscilla Pachi, Universidade de São Paulo

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana da Universidade de São Paulo.

Referências

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. 2.ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

ANTUNES, Ricardo; DRUCK, Graça. A epidemia da terceirização. In: Ricardo Antunes (org). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil III. São Paulo: Boitempo, 2014.

CARVALHO, Monica de. Cidade Global. Anotações críticas sobre um conceito in São Paulo. In: Revista Perspectiva 14 (4) 2000 p. 70-82.

COTINGUIBA, Geraldo Castro. Imigração haitiana para o Brasil: a relação entre trabalho e processos migratórios, 2014, 154 p. Dissertação (Mestrado em História e Estudos Culturais) – Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2014.

DANTAS, Sylvia.; FERREIRA, Ligia, VÉRAS, Maura Pardini Bicudo - Um intérprete africano do Brasil: Kabengele Munanga. Dossiê interculturalidades. In: Rev. USP, São Paulo, n. 114, p. 31-44, julho/agosto/setembro 2017

DEUS, Frantz Rousseau. Migração Haitiana em São Paulo pós-terremoto de 2010: A religião como suporte. In: Temáticas, Campinas, 25, (49/50): 203-232, fev/dez. 2017.

FERNANDES, Florestan. Significado do protesto negro. São Paulo: Cortez, 1989.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande e senzala. Rio de Janeiro: Record, 2000.

GALLO, Priscila Marchiori Dal. Lugar e identidade na experiência migrante: entre eventualidade e transitoriedade. In: Geograficidade, v.01, n.01, p. 44-58, Inverno 2011.

GERMANI, Gino. Sociologia da modernização: estudos teóricos, metodológicos e aplicados a América Latina. São Paulo: Mestre Jou, 1974.

HAESBERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do ´fim dos territórios´ à multiterritorialidade. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Russel, 2006.

HANDERSON Joseph. A Historicidade da (E)migração Internacional Haitiana. O Brasil como novo espaço migratório. In. Cavalcante et al (org). A imigração haitiana no Brasil: características sociodemográficas e laborais na região Sul e no Distrito Federal. OBMIGRA, Brasília, 2016.

JESUS, Alex Dias de. Fronteiras e atravessamentos: experiências migratórias de haitianos em Tijuana, México. Formação (Online), v.26, n.49, p. 85-105, 2019.

LEVIN, Jack; FOX, James Alan; FORDE, David R. Estatística para as ciências humanas. 11ª. ed. São Paulo: Pearson Education Brasil, 2012.

MAGALHÃES, Luís Felipe Aires; BAENINGER, Rosana. Imigração haitiana no Brasil e remessas para o Haiti. In. BAENINGER, R. (org et al). Imigração haitiana no Brasil. Jundiaí: Paco Editorial, 2016.

MAGALHÃES, Luís Felipe Aires. Imigração haitiana no estado de Santa Catarina: contradições da inserção laboral. In. BAENINGER, R. (org et al). Imigração haitiana no Brasil. Jundiaí: Paco Editorial, 2016.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Governo brasileiro garante direitos para imigrantes haitianos. Disponível em: http://www.justica.gov.br/noticias/governo-brasileiro-garante-direitos-para-imigrantes-haitianos. Acesso em 6 mar. 2016.

MORAES, Isaías Albertin de; ANDRADE, Carlos Alberto Alencar de; MATTOS, Beatriz Rodrigues Bessa. A imigração haitiana para o Brasil: causas e desafios. In: Conjuntura austral, Porto Alegre, v. 4, n. 20, out. nov. 2013, p. 95-114.

NOGUEIRA, Fabiana. Dèyè mòn, gen mòn: Imigração Haitiana no Brasil – Relatos do Vivido, 2017. Tese: (dissertação de mestrado) FFLCH–Programa de Pós- Graduação em Humanidades, Direito e outras legitimidades-USP.

PACHI, Priscilla. A precarização na base da mundialização contemporânea: a imigração haitiana na metrópole de São Paulo, 2019. Tese: (dissertação de mestrado) FFLCH – Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana – USP.

PACHI, Priscilla. Migração e interculturalidade, um binômio capaz de construir pontes de convivência. In: Rev. UFMG, Belo Horizonte, v. 25, n. 1 e 2, p. 124-143, jan./dez. 2018.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández. LUCIO, Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa: São Paulo: McGraw Hill, 2006.

SASSEN, Saskia. Expulsões, brutalidade e complexidade na economia global. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

SASSEN, Saskia. As cidades na economia mundial. São Paulo: Studio Nobel, 1998.

SASSEN, Saskia. A Cidade Global. In: LAVINAS, Lena; CARLEIAL, Liana Maria da Frota; NABUCO, Maria Regina. Reestruturação do espaço urbano e regional no Brasil. São Paulo: ANPUR/Hucitec, 1993.

SAYAD, Abdelmalek. A imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

SINCRE. Sistema Nacional de Cadastro e Registro de Estrangeiros. Disponível em: http://obmigra.mte.gov.br/index.php/microdados. Acesso em: 18 fev. 2019.

TARRIUS, Alain. La mondialisation par le bas: Les nouveaux nômades de l’économie souterraine. Paris : Éditions Balland, 2002.

UNISINOS. Medo de ebola agrava preconceito contra imigrantes negros. Revista Instituto Humanitas. 18 de dezembro de 2014. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/538630-medo-de-ebola-agrava-preconceito-contra-imigrantes-negros. Acesso em: 20 jan. 2016.

USIH – União Social dos Imigrantes Haitianos. Disponível em: http://usihaitianos.org/quemsomos/. Acesso em: 17 jan. 2019.

Publicado
2020-04-23
Como Citar
Pachi, P. (2020). A imigração haitiana e as mudanças no espaço urbano da cidade de São Paulo. Ideias, 11, e020005. https://doi.org/10.20396/ideias.v11i0.8658449