Chamado ao sacrifício

a representação dos trabalhadores da saúde na série “Pandemia”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/ideias.v12i00.8661014

Palavras-chave:

Sociologia, Cinema, Trabalho, Saúde

Resumo

Este artigo consiste na análise de como os trabalhadores da saúde são representados na série “Pandemia” produzida pelo Netflix. Reconhecido como um dos produtos audiovisuais mais vistos por esta plataforma nos primeiros meses de 2020, pretende-se discutir, senão a realidade mundial, ao menos como ocorre tal reprodução mediada pelas lentes das filmadoras diante deste contexto pandêmico. Assim, o gesto, o ruído, o silêncio, o deslocamento da câmera, o exercício de montagem e a aplicação da narração se relacionam mediante uma mobilização e instrumentalização das emoções humanas. Com um diálogo entre sociologia e audiovisual, o presente texto propõe discutir as possibilidades de uma série na compreensão de distintas visões de mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Fermino Beverari, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando no Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais na Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ALMEIDA, Ronaldo; GUERREIRO, Clayton. Negacionismo religioso: Bolsonaro e lideranças evangélicas na pandemia Covid-19. Religião & Sociedade, v. 41, n. 2, 2021.

AUBENAS, Jacqueline. Les corps, les gestes et le paysage, sur le cinéma des frères Dardenne, Images Documentaires, Dossier sur « La question du travail », n° 71-72, p. 36-50, 2011.

BARBOSA Andréa; CUNHA, Edgar Teodoro da. Antropologia e Imagem. Rio de Janeiro: ed. Zahar, 2006.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas, v. I − Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. São Paulo: Brasiliense, 1980.

BORGES, Alexandre. "Pandemic" - O que podemos aprender sobre vírus e pandemias com esta nova série?. Observador, Lisboa, 25 de fevereiro de 2020. Disponível em: https://observador.pt/2020/02/25/pandemic-o-que-podemos-aprender-sobre-virus-e-pandemias-com-esta-nova-serie/. Acesso em: 20 ago. 2020.

CAPPELLE, Mônica Carvalho. Alves.; MELO, Marlene Catarina de Oliveira Lopes.; GONÇALVES, Carlos Alberto. Análise de conteúdo e análise de discurso nas ciências sociais. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 5, n. 1, art. 6, 2003.

CARNEIRO, Raquel. ‘Pandemia’: série da Netflix é uma ótima aula para tempos de coronavírus. Veja, São Paulo, 25 de março de 2020. Disponível em: https://veja.abril.com.br/blog/tela-plana/pandemia-serie-da-netflix-e-uma-otima-aula-para-tempos-de-coronavirus/. Acesso em: 20 ago. 2020.

CASTORIADIS, Cornelius. Feito e a ser feito: as encruzilhadas do labirinto V. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

DEJOURS, Christophe. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez, 1988.

DELANEY, Brigid. Pandemic: Netflix’s new series about global outbreaks is eerly timed, and moved me to tears. The Guardian, Londres, 5 de fevereiro de 2020. Disponível em: https://www.theguardian.com/tv-and-radio/2020/feb/05/pandemic-netflixs-new-series-about-global-outbreaks-is-eerily-timed-and-moved-me-to-tears. Acesso em: 20 ago. 2020.

DRUCK, Graça. A terceirização na saúde pública: formas diversas de precarização do trabalho. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v. 14, supl. 1, p. 15-43, 2016.

JEANTET, Aurélie, et SAVIGNAC Emmanuelle. Représentations du monde professionnel et du rapport subjectif au travail dans les films de fiction français contemporains. Travailler, vol. 27, no. 1, 2012.

JEANTET, Aurélie. Quels status des émotions dans le travail?. In Alexis Cukier (Org.). Travail vivant et théorie critique. Paris: Puf, 2017.

QUEROL, Ricardo de. ‘Pandemic’: Netflix lo sabía. El País, Madri, 21 de março de 2020. Disponível em: https://elpais.com/television/2020-03-20/pandemic-netflix-lo-sabia.html. Acesso em: 20 ago. 2020.

LINHART, Danièle. In ANTUNES, Ricardo (Org.). Riqueza e miséria do trabalho no Brasil III. São Paulo: Boitempo, 2014.

SÁ, Vinicius Azevedo Guedes de; SILVA, Breno Pires Ramos; VELOSO, Julia Ceolin Silva. Consumo de mídia durante a pandemia. Anais do Congresso Nacional Universidade, EAD e Software Livre, vol 2, no 1, 2020.

SORLIN, Pierre. Sociología del Cine. Mexico: Fondo de Cultura Económica, 1992.

TRUFFAUT, François. O prazer dos olhos: textos sobre cinema. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2009.

WEBER, Max. A Ética protestante e o ‘espírito’ do capitalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

Filmografia

PANDEMIC: how to prevent an outbreak. Direção: Isabel Castro, Danni Mynard, Doug Shultz, Ryan Mc Garry, Ariana LaPenne. Produção: XG Productions, Netflix, Zero Point Zero Production. Distribuição: Netflix. Estados Unidos da América, 2020.

Downloads

Publicado

2021-11-29

Como Citar

Beverari, R. F. (2021). Chamado ao sacrifício: a representação dos trabalhadores da saúde na série “Pandemia”. Ideias, 12(00), e021018. https://doi.org/10.20396/ideias.v12i00.8661014