A institucionalização da Memória e da História do setor elétrico paulista

Autores

  • Renato de Oliveira Diniz Projeto Eletromemória

DOI:

https://doi.org/10.20396/lobore.v9i1.2097

Palavras-chave:

Setor elétrico. Institucionalização da memória. Memória empresarial. Preservação de acervo. Divulgação de acervo

Resumo

A história do setor elétrico não pode só responder a questões teóricas típicas dos historiadores que a pesquisam e produziram os trabalhos que já constituem um corpo significativo de conhecimento científico. O trabalho de preservação e divulgação da memória dos empreendimentos ligados à produção e uso da energia elétrica pode e deve também responder a questões de gestão desses empreendimentos como negócios e como concessão de serviço público. As diversas iniciativas de institucionalização da memória e da história do setor elétrico paulista, a partir dos anos 1980, são reflexos da conjuntura institucional do setor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato de Oliveira Diniz, Projeto Eletromemória

Historiador, doutor em História da Ciência pela FFLCH - USP. Pesquisador do Projeto Eletromemória. Atuou no Projeto Memória Cesp e no Departamento de Patrimônio Histórico da Eletropaulo. Participou da criação e exerceu a função de Diretor Técnico da Fundação Energia e Saneamento – FES, de 1998 a 2003. Desenvolveu a implantação e coordenou o Centro de Documentação e Memória Camargo Corrêa – CDMCC, de 2004 a 2012. Foi Curador do Projeto CPFL 100 Anos de 2011 a 2013. Atualmente desenvolve atividades na área de memória empresarial e de curadoria de projetos culturais.

Referências

BOLETIM Histórico, Cadernos História & Energia, Revista Memória e Memória Eletropaulo, A História da Light, São Paulo Registros, Exposição Cidade Iluminada, Seminário História & Energia.

CARR, Edward Hellet. O que é história? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

DINIZ, Renato de Oliveira. Cem Anos de História e Energia. São Paulo: Via das Artes, 2012.

DINIZ, Renato de Oliveira. Funcesp: 45 anos para o futuro, 1969-2014. São Paulo: Perfil Cultural, 2014.

MARANHÃO, Ricardo; MATEOS, Simone Biehler. Cem Anos de História e Energia. São Paulo: Andreato, 2012.

MORTATI, Débora M. de A. N. A implantação da Hidreletricidade e o processo de ocupação do território no interior paulista (1890-1930), 2013. Tese (Doutorado em Engenharia Civil). Campinas: UNICAMP, 2013.

SANTOS FILHO, Gildo Magalhães dos (org.). História e Energia: Memória, Informação e Sociedade. São Paulo: Alameda, 2012.

TOTINI, B.; GAGETE, E. Beth Totini e Élida Gagete. “Memória Empresarial, uma análise da sua evolução”, In: Paulo Nassar. Memória de Empresa: história e comunicação de mãos dadass a construir o futuro das organizações, Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Comunicação Empresarial – ABERJE, 2004.

TRÓIA, Rosane; DINIZ, Renato; FERREIRA, Tânia. Museu Descentralizado. Revista Memória, São Paulo, Eletropaulo/Departamento de Patrimônio Histórico, nº 9, out./nov./dez. 1990, pp. 51-56.

Web CPFL. http://www.cpfl.com.br

YAGUI, Mirian. Museus e patrimônio industrial: um estudo sobre a musealização do setor elétrico no estado de São Paulo, 2014. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação Interunidades em Museologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2015-03-10

Como Citar

DINIZ, R. de O. A institucionalização da Memória e da História do setor elétrico paulista. Labor e Engenho, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 93-103, 2015. DOI: 10.20396/lobore.v9i1.2097. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/labore/article/view/2097. Acesso em: 30 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos