Elementos para a concepção de um parque fluvial com base no patrimônio rural disperso na região do Médio Tietê

Palavras-chave: Arquetetura Rural, Planejamento regional, Desenvolvimento local, Patrimônio cultural, Parque fluvial

Resumo

Caracteriza-se neste artigo o patrimônio rural como um componente fundamental da paisagem na Bacia Hidrográfica do Sorocaba Médio Tietê (BHSMT), especialmente entre as cidades de Cabreúva, Itu, Salto e Porto Feliz (estado de São Paulo, Brasil). Destacam-se as sedes das principais fazendas históricas da região como elementos primordiais para a concepção de um parque fluvial no Médio Tietê. Toma-se como referência o projeto do parque fluvial do Baixo Llobregat, na Catalunha. Compara-se o contexto da região paulista com o da região catalã. Ao final, apresenta-se em forma de uma carta geográfica os elementos enunciados no Título do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Munhoz de Argollo Ferrão, Universidade Estadual de Campinas

Engenheiro Civil, Arquiteto e Urbanista. Professor Livre Docente do Departamento de Recursos Hídricos da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas. Doutor em Arquitetura e Urbanismo, Mestre em Engenharia Agrícola. Curso de Especialização em Economia de Empresas. Coordenador do Laboratório de Engenharia de Empreendimentos [Labore/Unicamp].

Fernando Vicente Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

Arquiteto e Urbanista, Mestre em Urbanismo. Finalizou o Doutorando em Engenharia Civil, Laboratório de Engenharia de Empreendimentos (Labore), Área de Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais. FEC-Unicamp. Itu [SP], Brasil.

Referências

AB’SABER, A. N. Os domínios da natureza no Brasil: Potencialidades paisagísticas. São Paulo [SP]: Ateliê Editorial, 2003.

ARGOLLO FERRÃO, A. M. Arquitetura do café. Campinas [SP]: Editora da Unicamp; São Paulo [SP]: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

BRAGA, L. M. M.; ARGOLLO FERRÃO, A. M. Arquitetura da Produção Rural: o Parque Agrário como uma possibilidade de valorização dos recursos patrimoniais para os Perímetros Irrigados do Nordeste do Brasil. Labor & Engenho, Campinas [Brasil], v.4, n.1, p.66-77, 2010. Disponível em: http://www.conpadre.org.

BRASIL. Decreto-lei n° 25 de 30 de novembro de 1937. Organiza a Proteção do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Disponível em: http://www.antt.gov.br/legislacao/Regulacao/suerg/Dec-lei25-37.pdf. Acesso em: 17 ago. 2011.

CHOAY, F. Alegoria do patrimônio. São Paulo [SP]: Editora Unesp, 2001.

COORDENADORIA do Patrimônio Cultural do Estado do Paraná. Desenvolvido pela Secretaria de Cultura do Paraná: Curitiba [PR], 2010. Disponível em: http://patrimoniocultural.pr.gov.br. Acesso em 17/08/2011.

DECRETO n° 80.978, de 12.12.77 – Promulga a Convenção Relativa a Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural, de 1972. Disponível em: http://www.cultura.gov.br/legislacao/decretos/index.php?p=54&more=1&c=1&tb=1&pb=1. Acesso em 23/04/07.

FONSECA, M. C. Londres. O Patrimônio em Processo. Rio de Janeiro [RJ]: Editora UFRJ, 2005.

GOMES CARNEIRO, C. F. de Azambuja. Patrimônio Natural e valores. Secretaria de Estado da Cultura do Paraná – Coordenadoria do Patrimônio Cultural: Curitiba [PR]. Disponível em: http://www.patrimoniocultural.pr.gov.br. Acesso em 16/04/2007.

LABOR & ENGENHO. Revista Labor & Engenho (2007-2012). Disponível em: http://www.conpadre.org.

LARKHAM, P. J. Conservation and the city. London [U.K.]: Routledge, 1996.

LAW, C. Urban Tourism. London [U.K.]: Mansell, 1996.

LEMOS, C. A. C. O que é patrimônio Histórico? São Paulo [SP]: Editora Brasiliense, 1987.

MODENESI, M. C. Contribuição a geomorfologia da região de Itu-Salto. Dissertação de Mestrado. São Paulo [SP]: Departamento de Geografia da USP, 2008.

OLIVEIRA, F. V. Capacidade de carga em cidades históricas. Campinas [SP]: Papirus, 2003.

OLIVEIRA, F. V.; ARGOLLO FERRÃO, A. M. Caracterização do patrimônio ambiental em parques na Bacia Hidrográfica do Sorocaba Médio Tietê: cidades de Cabreúva, Itu, Salto e Porto Feliz (São Paulo). Oculum Ensaios, Campinas [Brasil], v.16, p.48-62, jul./dez., 2012.

SABATÉ BEL, J. et al. Projectant l’ eix del Llobregat. Paisage cultural i desenvolupament regional. Barcelona [España]: ETSAB-UPC, 2001.

SANTOS, J. L. dos. O que é cultura? 16a ed., 10a reimpressão. Ed. Brasiliense: São Paulo [SP], 2004.

SCIFONI, S. Patrimônio mundial: do ideal humanista à utopia de uma nova civilização. Geousp, São Paulo [Brasil], v. 14, p. 77-88, 2004. Disponível em: http://www.geografia.fflch.usp.br/publicacoes/Geousp/Geousp14/Geousp_14_Scifoni.htm. Acesso em 20/04/07.

SILVA, F. Fernandes da. As cidades brasileiras e o Patrimônio Cultural da Humanidade. São Paulo [SP]: Edusp; Editora Petrópolis, 2003.

TOSCANO, J. W. Diagnóstico Geral da Cidade de Itu para a implementação de um programa de ação cultural. São Paulo [SP]: CONDEPHAAT, 1977.

UNESCO. Patrimônio Natural. Disponível em: http://www.unesco.org.br/areas/ciencias/areastematicas/patrimonionatural/index_html/mostra_docu mento. Acesso em 10/04/07.

Publicado
2012-12-21
Como Citar
Argollo Ferrão, A. M. de, & Oliveira, F. V. (2012). Elementos para a concepção de um parque fluvial com base no patrimônio rural disperso na região do Médio Tietê. Labor E Engenho, 6(4), 61-71. https://doi.org/10.20396/lobore.v6i4.8634444
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>