Endeavor and its objects

Autores

  • Roderick M. Chisholm

Palavras-chave:

Esforço, Crença, Intencionalidade

Resumo

Supõe-se, no artigo, que as várias formas de intencionar estão ligadas a esforçar-se – ou empreender – à maneira como, segundo Aristóteles, os vários sentidos de verdade estão ligados à verdade do juízo. Argumenta-se que a forma básica de esforço é aquela em que o agente tenta fazer com que ele próprio tenha certa propriedade. Mostra-se que há uma distinção entre “O médico trata o médico” e “O médico trata a si mesmo”; a primeira pode ser explicada em termos da última, mas essa pode não ser explicada em termos da primeira. Mostra-se que os outros tipos de esforço podem ser reduzidos a esse tipo básico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roderick M. Chisholm

Filósofo

Referências

Chisholm, R. M. Person and Object. London/La Salle: George Allen & Unwin/Open Court Publishing Company, 1976.

Chisholm, R. M. The First Person: An Essay on Reference and Intentionality. Brighton, Sussex: The Harvester Press Ltd., 1980.

Lewis, D. Attitudes De Dicto and De Re. Philosophical Review, vol. LXXXVIII, pp. 513-543, 1979.

Price, H. H. Belief. London: George Allen & Unwin, 1969.

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

CHISHOLM, R. M. Endeavor and its objects. Manuscrito: Revista Internacional de Filosofia, Campinas, SP, v. 30, n. 2, p. 245–257, 2007. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/manuscrito/article/view/8643318. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos