O argumento da loucura

Autores

  • Oswaldo Porchat Pererira Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Loucura. Argumento. Cogito. Absoluto. Razão Clássica. Ceticismo

Resumo

O argumento explora que conseqüências resultariam se, no decurso de uma revisão crítica empreendida por um filósofo de suas cren- ças e certezas, ele considerasse a possibilidade de estar louco. Desenvolvido na primeira pessoa, o argumento, que tem um perfil cartesiano e é estranho ao padrão de argumentação do antigo ceticismo pirrônico, culmina, no entanto, numa postura cética. Ele desafia e põe em xeque, de uma maneira radical, os ideais de certeza e conhecimento absolutos propostos pela Razão clássica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oswaldo Porchat Pererira, Universidade de São Paulo

Departamento de Filosofia, São PauloUniversidade de São Paulo , SP BRASIL

Referências

ARISTÓTELES. De Anima. Edited, with introduction and commentary, by Sir David Ross. Oxford: Clarendon Press, 1961.

————. Ethica Nichomachea. Ed. I. Bywater, Scriptorum Classicorum Bibliotheca Oxoniensis. Oxford: Oxford University Press, 1962.

————. Aristotle’s Metaphysics. A revised text with introduction and commentary by W.D. Ross. Oxford: Clarendon Press, 1953.

————. Aristotle’s Prior and Posterior Analytics. A revised text with introduction and commentary by W.D. Ross. Oxford: Clarendon Press, 1949.

DESCARTES, R. Méditations. Paris: Gallimard, 1953. (Bibliothèque de la Pléiade.) FOUCAULT, M. Histoire de la Folie à l’Âge Classique. Paris: Gallimard, 1972.

FRANKFURT, H. Demons, Dreamers and Madmen. Indianapolis/New York: The Bobbs-Merrill Company, 1970. HUME, D. A Treatise of Human Nature. 2nd edition. Edited by L.A. SelbyBigge. Oxford: Clarendon Press, 1992.

MARGOT, J-P. “Michel Foucault y la exclusión de la locura por la ratio cartesiana”. Estudios Cartesianos, México, UNAM, pp. 169-209, 2003.

MARINHO, N. e MARINHO, F. “Le Dieu Trompeur – Notes on ‘Private Knowledge’ in Descartes, Wittgenstein and Borges”. Variaciones Borges - Journal of Philosophy, Semiotics & Literature, Universidade de Aahrus, Dinamarca, pp. 23-40, 2002.

MONTAIGNE, “Apologie de Raimond Sebond”. In: Oeuvres Complètes. Paris: Gallimard, 1962. (Bibliothèque de la Pléiade.) NOBRE DE MELO, A.L. Psiquiatria. São Paulo: Atheneu Editora São Paulo S/A, 1970.

PORCHAT PEREIRA, O. “Ceticismo e Argumentação”. In: PORCHAT PEREIRA, O. Vida Comum e Ceticismo. 2 ed. São Paulo: Editora Brasiliense, pp. 213-54, 1994.

PORCHAT PEREIRA, O. Ciência e Dialética em Aristóteles. São Paulo: Editora UNESP, 2001.

ROSS, W.D. (ed.). Aristotle. Oxford: Clarendon Press.

SEXTO EMPÍRICO, Sextus Empiricus. Cambridge, MA: Harvard University Press e London: William Heinemann, 1976. 4v. (Loeb Classical Library.)

Downloads

Publicado

2016-03-21

Como Citar

PERERIRA, O. P. O argumento da loucura. Manuscrito: Revista Internacional de Filosofia, Campinas, SP, v. 26, n. 1, p. 11–43, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/manuscrito/article/view/8644425. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos