Voltar aos Detalhes do Artigo Nuno e a linguagem das coisas abandonadas Baixar Baixar PDF