Banner Portal
Arquitetura das igrejas: gestos metafóricos e metonímicos que materializam desejos inconscientes
PDF

Palavras-chave

Análise de discurso. Arquitetura. Igrejas católicas. Imanência e transcendência

Como Citar

MALUF-SOUZA, Olimpia; FERNANDES, Fernanda Surubi. Arquitetura das igrejas: gestos metafóricos e metonímicos que materializam desejos inconscientes. RUA, Campinas, SP, v. 21, n. 1, p. 71–87, 2015. DOI: 10.20396/rua.v21i1.8637522. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8637522. Acesso em: 25 abr. 2024.

Resumo

O grupo de pesquisa que coordenamos – Vozes da Cidade, inscrito no CNPq desde 2008 – toma como lugar de escuta a cidade com os seus múltiplos territórios de significação. Dentre os aspectos que nos mobiliza na cidade destacamos a questão da arquitetura, enquanto um acontecimento discursivo que instala, institucionaliza, espacializa, estabelece relações de pertença para sujeitos e para sentidos. Assim, ao tomarmos esse material de análise, visamos compreender os efeitos de sentido que essas arquiteturas produzem sobre os sujeitos. Dito de outro modo, o nosso propósito é o de compreender os modos de identificação dos sujeitos diante da dualidade psicofísica imposta pelo discurso religioso, ou seja, os sentidos de transcendência e de imanência que os afetam e os determinam.

https://doi.org/10.20396/rua.v21i1.8637522
PDF

Referências

ALMEIDA, Eliana de. “Discurso religioso: um espaço simbólico entre o céu e a terra”. In Sociedade e Discurso. Campinas, SP: Pontes Editores; Cáceres, MT: Unemat Editora, 2001.

BRANDÃO, Carlos Antônio L. A formação do homem moderno vista através da arquitetura. 2. ed. Belo Horizonte, MG: Editora da UFMG, 1999.

CASTILLO, José María. “O problema da autoridade na Igreja Católica”. Disponível em http://www.ihu.unisinos.br/noticias/521153-o-problema-da-autoridade-na-igreja-catolica-artigo-de-jose-maria-castillo. Acesso em 20/06/2013.

FREUD, S. (1920). Além do princípio do prazer. In: S. Freud. Edição Standard das obras completas de Sigmund Freud. (Vol. 18). Rio de Janeiro, RJ: Imago, 1974.

FREUD, S. (1929-30). O mal estar na civilização. In: S. Freud. Edição Standard das obras completas de Sigmund Freud. (Vol. 21). Rio de Janeiro, RJ: Imago, 1974.

HOUAISS, Antonio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Disponível em http://houaiss.uol.com.br/. Acesso em 15/05/2013.

JORGE, Marco Antonio C. Fundamentos da Psicanálise: de Freud a Lacan. Vol. 2: A clínica da fantasia. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Editor, 2010.

LACAN, Jacques. O Seminário, livro 5: as formações do inconsciente. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Editor, 1999.

LACAN, Jacques. O Seminário, livro 7: A ética da Psicanálise. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Editor, 1997.

LEFEBVRE, Henri. A revolução humana. Tradução de Sérgio Martins. Belo Horizonte, MG: Editora da UFMG, 1999.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução Bernardo Leitão [et al.]. 5 ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2003.

NETTO, Geraldino A. Ferreira. Doze lições sobre Freud e Lacan. 3. ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2014.

ORLANDI, Eni. “Os sentidos de uma estátua: espaço, individuação, acontecimento e memória”. In: Entremeios: revista de estudos do discurso. V.1, n.1, jul/2010. Disponível em http://www.entremeios.inf.br Acesso em 07/09/2014, p. 1- 13.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3. ed. Tradução de Eni P. Orlandi (et.al.). Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1997.

SILVA, Willian P. da & CHAVES, Wilson C. A pulsão de morte de Freud a Lacan: implicações éticas da Psicanálise. Disponível em http://wwww.fafich.ufmg.br/coloquioenriquez/tcompletos/265/PULSAO_DE_MORTE_FREUD_LACAN.doc.pdf. Acesso em 15/08/2014.

WERTHEIM, Margaret. Uma história do espaço: de Dante à Internet. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Editor, 2001.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.