Construindo ombros fortes: a roupa ressignificando o corpo feminino

Autores

  • Leonardo Perez Universidade Federal de Carlos
  • Luzmara Curcino Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v20i1.8637535

Palavras-chave:

Análise do discurso. Corpo. Moda

Resumo

Neste trabalho, baseados nas reflexões de Jean-Jacques Courtine sobre o corpo como forma de manifestação de discursos, construído como objeto simbólico sobre o qual atuam as injunções da cultura e da história, buscaremos analisar como a moda, especialmente no que concerne ao vestuário, pode ressignificar o valor simbólico do corpo. Assim, apoiados nos estudos da Análise do Discurso de linha francesa, pretendemos analisar – a partir de imagens veiculadas em revistas de moda dos anos 1980 – como se deu a circulação de discursos sobre a mulher, sobre o poder, manifestos por diversas materialidades, entre elas aquela de delineação de uma silhueta antes restrita aos homens e que possibilitou uma ressignificação do corpo feminino, buscando em Margaret Thatcher um marco desse acontecimento discursivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Perez, Universidade Federal de Carlos

Mestre em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGL) da UFSCar.

Luzmara Curcino, Universidade Federal de São Carlos

Professora adjunta do departamento de Letras edo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGL) da UFSCar, e coordenadora do LIRE (Laboratório de estudos Interdisciplinares das Representações do Leitor brasileiro contemporâneo).

Referências

BAUDOT, François. 2002 Moda do Século. São Paulo: Cosac&Naify.

COURTINE, Jean-Jacques. 2008. O corpo anormal: história e antropologia culturais da deformidade. In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges. História do corpo: as mutações do olhar. O século XX. Petrópolis: Editora Vozes.

COURTINE, Jean-Jacques. 1995. Os Stakhanovistas do Narcisismo: Body-building e puritanismo ostentatório na cultura americana do corpo. In: SANT ́ANNA, Denise Bernuzzi de (org.). Políticas do corpo: elementos para uma história das práticas corporais. São Paulo: Estação Liberdade.

KÖHLER, Carl. 1983. História do vestuário. São Paulo: Martins Fontes.

LAVER, James. 1989. A Roupa e a Moda: uma história concisa. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

LE BRETON, David. 1995. A síndrome de Frankenstein. In: SANT’ANNA, Denise Bernuzzi de (org.) Políticas do corpo. São Paulo: Estação Liberdade.

LURIE, Alison. 1997. A linguagem das roupas. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

PÊCHEUX, M. 1995. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas/SP: Editora da UNICAMP.

PIOVEZANI, Carlos. 2009. Foucault com Courtine: corpo e discurso. In: GOMES, Daniel; SOUZA, Pedro (org.). Foucault com outros nomes: lugares de enunciação. Ponta Grossa: Editora UEPG.

SCHILDER, Paul. 1980. A imagem do corpo: as energias construtivas da psique. São Paulo: Martins Fontes.

VEILLON, Dominique. 2004. Moda e Guerra – Um retrato da França ocupada. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

VALCÁRCEL, Amélia. 1998. La memoria colectiva y los retos del feminismo. In VALCÁRCEL, A.; DOLORS, R. y ROSALÍA, R. (eds.): Los desafíos del feminismo ante el siglo XXI. Sevilla: Hypatia, Instituto Andaluz de la Mujer.

WEEKS, Jeffrey. 20000. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica.

Downloads

Publicado

2015-07-03

Como Citar

PEREZ, L.; CURCINO, L. Construindo ombros fortes: a roupa ressignificando o corpo feminino. RUA, Campinas, SP, v. 20, n. 1, p. 20–34, 2015. DOI: 10.20396/rua.v20i1.8637535. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8637535. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Estudos