Banner Portal
Sujeito histórico e amor eterno: a significação da figura materna em músicas sertanejas
PDF

Palavras-chave

Discurso amoroso. Locutor sertanejo (música sertaneja). Discurso caipira

Como Citar

SANTOS, M. F. dos; SILVA, T. D. da. Sujeito histórico e amor eterno: a significação da figura materna em músicas sertanejas. RUA, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 151–170, 2015. DOI: 10.20396/rua.v19i2.8638201. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8638201. Acesso em: 21 fev. 2024.

Resumo

Com base na Análise de Discurso francesa, este trabalho busca compreender, nas músicas sertanejas, o funcionamento de um discurso sobre o amor de mãe e um discurso de amor de filho, tomando como corpus cinco canções do estilo que produzem sentidos enquanto discurso amoroso no âmbito da relação filho/mãe. A análise partiu do estudo das condições de produção da música sertaneja e da relação que esta tem com a cultura caipira, por um lado, e, por outro lado, com os processos de urbanização. Procuramos compreender a significação da mãe nas canções analisadas, atentando para o fato de que o sujeito é condicionado sócio-historicamente e, assim sendo, consideramos a produção de música sertaneja e a inserção do locutor sertanejo na cultura caipira como constitutivas dessa significação. Através de recortes, mostramos um locutor sertanejo que, através de canções, demonstra seu amor por sua mãe, e que esse amor é enaltecido devido a fatores como a separação, aparecendo também associado ao discurso religioso.

https://doi.org/10.20396/rua.v19i2.8638201
PDF

Referências

Brandão, C. R. 1983. Os caipiras de São Paulo. São Paulo: Brasiliense.

Caldas, W. 1999. O que é música sertaneja. São Paulo: Brasiliense.

Guimarães, E. 2010. Andorinha, andorinha. In Revista Ecos. Ed. no 009 [s. l]: [s. n], p. 197-207, jun.

Orlandi, E. P. 1990. Palavra de amor. In Cad. Est. Ling.. Campinas: [s. n], P. 75-95, jul./dez.

Orlandi, E. P. 2007. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 5a Edição. Campinas: Pontes.

Orlandi, E. P. 2011. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 6a Edição. Campinas: Pontes.

Orlandi, E. P. (org.) 2001. Cidade atravessada. Campinas: Pontes.

Orlandi, E. P. (org.) 2004. Cidade dos sentidos. Campinas: Pontes.

Payer, M. O. 1996. Retrospecção e estereotipia: imagens urbanas sobre o campo. In Revista Rua. n.2, p. 83-101. Campinas: Labeurb

Ribeiro, D. 1995. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Cia das Letras.

Setubal, M. A. 2005. Vivências caipiras: pluralidade cultural e diferentes temporalidades na terra paulista. São Paulo: CENPEC / Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005.

Zan, José Roberto. 1995. Da roça a Nashville. In. Revista Rua n. 1,. Campinas: Labeurb.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.