Banner Portal
A patrimonialização do cotidiano: desafio para as políticas públicas
PDF

Palavras-chave

Patrimônio cultural. Políticas públicas. Urbanização. Memória social

Como Citar

RODRIGUES, Fabíola. A patrimonialização do cotidiano: desafio para as políticas públicas. RUA, Campinas, SP, v. 18, n. 2, p. 112–121, 2015. DOI: 10.20396/rua.v18i2.8638301. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8638301. Acesso em: 18 maio. 2024.

Resumo

Esse artigo tenciona discutir as escolhas técnicas e políticas envolvidas no processo de patrimonialização de bens de interesse cultural. Para tanto, o presente texto busca resgatar o processo de alargamento do conceito de patrimônio cultural na política de preservação adotada na cidade de Campinas, salientando o progressivo deslocamento da prática de proteção assentada no registro do patrimônio excepcional para o registro do patrimônio cotidiano.
https://doi.org/10.20396/rua.v18i2.8638301
PDF

Referências

BAENINGER, Rosana. 1996. Espaço e Tempo em Campinas. Migrantes e a Expansão do Pólo Industrial Paulista. Campinas, Editora da Unicamp.

CHOAY, Françoise. 2009. Le patrimoine en question: anthologie por un combat. Paris: Seuil

CHOAY, Françoise. 2001. A Alegoria do Patrimônio. São Paulo: UNESP

COORDENADORIA Setorial do Patrimônio Cultural. 2011. Ata da Reunião do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas no 395. Campinas, Prefeitura de Campinas.

COORDENADORIA Setorial do Patrimônio Cultural. 2009. Inventário das Vilas Operárias de Campinas (1930-1960). Fase- I. Relatório de Pesquisa. Campinas, Prefeitura Municipal de Campinas.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO NACIONAL – IPHAN. 2009. Reflexões sobre a chancela da paisagem cultural brasileira. Brasília: IPHAN

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO NACIONAL – IPHAN. 2007. Carta de Bagé ou Carta da Paisagem Cultural. Bagé: IPHAN.

MEIRELLES, Hely Lopes. 2010. Direito Administrativo Brasileiro. São Paulo, Malheiros.

MEIRELLES, Hely Lopes. 2008. Direito Municipal Brasileiro. São Paulo: Malheiros.

MENEGUELLO, Cristina. FONTES, Paulo e SILVA, Leonardo 2009. “Patrimônio industrial e especulação imobiliária: o caso da Lapa”. Vitruvius, Minha Cidade, junho (www.vitruvius.com.br)

FRANCISCO, Rita de Cássia. 2007. As Oficinas da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro: arquitetura de um complexo produtivo. Dissertação de Mestrado. São Paulo, USP.

RIBEIRO, Daisy Serra. 2007. Campinas no Estado Novo: Política de Habitação Popular na Formação da Cidade Industrial. Tese de Doutorado. Campinas, UNICAMP.

RODRIGUES, Fabíola. 2008. A Invenção da Cidade: População e Planejamento Urbano, Imaginário e Poder na Formação Urbana de Campinas (1930-2006). Tese de Doutorado. Campinas, UNICAMP.

SANTOS, Milton. 1999. A natureza do espaço. Técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo, Hucitec.

SILVA, Josué Pereira. 2008. Trabalho, Cidadania e Reconhecimento. São Paulo, Annablume.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.