A contrapelo: incursão teórica na tecnologia - discurso eletrônico, escola, cidade

Autores

  • Eni Puccinelli Orlandi Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v16i2.8638816

Palavras-chave:

Discurso digital. Função autor. Efeito leitor. Usuário. Sujeito

Resumo

Neste artigo, colocamos em relação o discurso do analista de sistema e o do analista de discurso, procurando mostrar como, pela análise de discurso, se pode compreender o modo de constituição dos sentidos e dos sujeitos – tanto em sua função de autoria como no efeito leitor - quando tomamos como objeto de observação o espaço digital. Para tal, mobilizamos reflexivamente noções como interação, interpretação, navegar, percorrer relações, deriva, distintas noções de memória, fato, dado, textualidade, visando a diferença entre ser usuário e ser sujeito de conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eni Puccinelli Orlandi, Universidade Estadual de Campinas

Professora no Departamento de Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem/Unicamp, Coordenadora do Laboratório de Estudos Urbanos (Labeurb) - Unicamp e Coordenadora do mestrado em Ciências da Linguagem na Univás (MG)

Referências

COURTINE, J.J. Définition d ́orientations théoriques et construction de procedures en analyse de discourse. Philosophiques. Paris: 2, vol.IX, 1982.

HENRY, P. Texto enviado por email sem título, sobre espaço. 1998.

ORLANDI, E. (org). Para uma Enciclopédia da Cidade. Campinas: Pontes, 2003.

ORLANDI, E. (org). Cidade dos Sentidos. Campinas: Pontes, 2004.

ORLANDI, E. (org). Interpretação – autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. Petrópolis: Vozes, 1996.

PÊCHEUX, M. Analyse Automatique du Discours. Paris: Dunod, 1969.

PÊCHEUX, M. Les Vérités de la Palice. Paris: Maspero, 1975.

THIBAUD, J-P. L ́horizon des ambiances urbaines. In Communications. Paris: 73, Seuil, 2002.

ZEN, Tânia. A construção do sujeito-leitor na crônica fotográfica. 2007. 136p. Tese (doutorado em Lingüística), Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

Downloads

Publicado

2015-07-17

Como Citar

ORLANDI, E. P. A contrapelo: incursão teórica na tecnologia - discurso eletrônico, escola, cidade. RUA, Campinas, SP, v. 16, n. 2, p. 6–17, 2015. DOI: 10.20396/rua.v16i2.8638816. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8638816. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Estudos