A marca do nome

Autores

  • Eduardo Guimarães Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v9i1.8640746

Palavras-chave:

Estabelecimento comerciais. Nomes. Fachadas de lojas

Resumo

Considerando que os sentidos dos nomes são constituídos no acontecimento de sua enuncição, este texto analisa a questão dos nomes próprios de estabelecimento comerciais. Para esta análise considera a enunciação dos nomes enquanto posto nas fachadas das lojas. O que se pode mostrar é que seu sentido tem a ver com o modo de identificar estes estabelecimentos que ao serem identidicados constituem o lugar social de seu destinatários enquanto consumidores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Guimarães, Universidade Estadual de Campinas

Professor Departamento de Linguística, Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp

Downloads

Publicado

2015-10-07

Como Citar

GUIMARÃES, E. A marca do nome. RUA, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 19–31, 2015. DOI: 10.20396/rua.v9i1.8640746. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8640746. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Estudos