Banner Portal
Construir as visualizações da paisagem urbana: práticas inglesas e americanas posteriores à Segunda Guerra
PDF

Palavras-chave

Paisagem urbana. Arquitetura. Urbanismo. Paisagismo. Pós Segunda Guerra

Como Citar

POUSIN, Frédéric. Construir as visualizações da paisagem urbana: práticas inglesas e americanas posteriores à Segunda Guerra. RUA, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 69–84, 2015. DOI: 10.20396/rua.v9i1.8640750. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8640750. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

A paisagem urbana foi objeto de um importante debate entre arquitetos, urbanistas e paisagistas, após a Segunda Guerra. Dois acontecimentos delimitam esse debate: a difusão do townscape pela revista inglesa The Architectural Review, que inaugura a tradição do visual planning: o estado de Las Vegas por Denise Scott Brown, que modifica em profundidade o olhar sobre a cidade contemporânea. A noção de paisagem, que interroga as fronteiras entre a arquitetura, o visual e a cultura aí referida, recorre frequentemente a descrições de cidade e de arquitetura. Estas supõem a manipulação de imagens, não se trata de um jogo, mas de uma nova forma de expressão do pensamento.
https://doi.org/10.20396/rua.v9i1.8640750
PDF

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.