A linguística na comunicação

Autores

  • Telma Domingues da Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v11i1.8640776

Palavras-chave:

Linguagem. Comunicação. Tecnologias audiovisuais. Cinema. Televisão

Resumo

Este artigo analisa relações teóricas e históricas que instituíram a área das Comunicações no Brasil, na articulação produzida pelas determinações das novas tecnologias na década de 1960 (as tecnologias audiovisuais do cinema e da televisão) e pela circulação, nos cursos dessa área, de conceitos identificados ao estruturalismo linguístico. Entre os autores que se tornaram referência para as abordagens da Semiótica, Semiologia e Teoria da Comunicação, destaca-se o linguísta Roman Jakobson. Assim, o evento da visita de Jakobson a USP, no ano de 1968, é aqui tomado como acontecimento na História das Idéias Linguísticas, para uma compreensão sobre a estruturação dessa área no país, emparte de suas bases conceiturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telma Domingues da Silva, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Lingüística pela Unicamp e trabalha com os temas da mídia e da ecologia a partir da teoria da análise de discurso. 

Downloads

Publicado

2015-10-07

Como Citar

SILVA, T. D. da. A linguística na comunicação. RUA, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 53–80, 2015. DOI: 10.20396/rua.v11i1.8640776. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8640776. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

Estudos